VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

domingo, 12 de julho de 2015

SPORT EMPATA COM O PALMEIRAS EM 2x2 NA ARENA PE, PELO BRASILEIRÃO

Com informações do LeiaJá -

Depois de um primeiro tempo com dois gols e alguns poucos lances de perigo, a partida mudou da água para o vinho. Um jogaço com diversas chances e milagres dos dois goleiros, principalmente, do palmeirense Fernando Prass, que só não conseguiu defender a última chance de gol do jogo, quando André marcou e fez a alegria da maioria dos 35.163 torcedores que pagaram ingresso na Arena Pernambuco.

Muita luta, pouca inspiração

Parecia que o jogo seria acelerado. Logo aos 16 segundos, o Palmeiras chegou ao ataque com perigo em chute cruzado de Leandro Pereira. Só parecia. Na maior parte do primeiro tempo, o que se viu foi um jogo truncado, brigado no meio de campo e sem criatividade. Foram em lampejos raros dos dois ataques que saíram os gols da primeira etapa.

Depois do lance nos primeiros momentos, apenas aos 12 foi acontecer algo digno de registro. Em uma bola afastada pela zaga do Leão após escanteio, André tentou chegar primeiro para puxar o ataque do Sport, mas acabou lançando Dudu, do Palmeiras, pela esquerda, que se tivesse recebido passe de algum companheiro estaria completamente impedido. Ele cruzou e o zagueiro Leandro Almeida, em posição duvidosa, perdeu a chance embaixo das traves.

A primeira chance real de gol aconteceu aos 16 minutos. Com a força e categoria que já lhe são peculiares, Diego Souza roubou a bola de Gabriel, avançou driblando e deixou Marlone na cara do gol. Mas Fernando Prass salvou o Palmeiras depois do chute cruzado e rasteiro do atacante do Sport.

Mas se Prass salvou o verdão, também foi dele a falha que originou o gol do rubro-negro Pernambucano. Diego Souza soltou a bomba em uma falta despretensiosa e o goleiro do Palmeiras defendeu com uma “manchete”, colocando a bola para escanteio. Na cobrança, o mesmo Diego Souza botou a bola na cabeça de Matheus Ferraz, que cabeceou forte, abrindo o placar.

Na sequencia, o time paulista tentou uma pressão para empatar. Primeiro com Zé Roberto, que recebeu livre na área, mas demorou para finalizar e foi travado pela zaga leonina. Depois, em escanteio, Leandro Almeida subiu e desviou para Dudu, dentro da pequena área, sem goleiro, mas Renê salvou em cima da linha.

O jogou voltou ao marasmo da disputa apenas no meio de campo, sem perigo para os goleiros, até que aos 43, em boa troca de passes de Zé Roberto, Dudu e Gabriel, este último avançou sem marcação pela esquerda e cruzou na medida para Leandro Pereira testar sem chances para Danilo Fernandes, deixando tudo igual.

Jogaço

Se faltou emoção na primeira etapa, sobrou no segundo. Se faltou técnica do primeiro tempo, no segundo o nível melhorou e muito. O resultado foi um jogo repleto de alternativas e chances de gol, principalmente para o Sport, que foi parado por uma noite inspirada de Fernando Prass.

O Sport começou melhor. Com Samuel no lugar de Neto Moura, o time foi para o ataque. Logo aos 9, Dudu tentou recuar para Fernando Prass. O goleiro tentou driblar o atacante André e quase leva o gol.

Mas foi o Palmeiras que marcou primeiro. O lateral Lucas avançou e chutou de fora da área para boa defesa de Danilo Fernandes. Na sobra, Arouca chutou e Danilo salvou de novo. A zaga do Sport marcou bobeira e Leandro Pereira chutou firme para virar o placar.

Prontamente, Eduardo Baptista chamou o meia Régis e tirou Wendell do jogo. O Sport foi pra cima de vez. Foi aí que começou a brilhar a estrela de Fernando Prass. Começou também a insistência do atacante André. Aos 19, ele recebeu na área, tirou o zagueiro e bateu forte. Prass salvou.

Aos 26, Diego Souza levantou perfeitamente para o mesmo André cabecear firme, para baixo. Prass fez um milagre e salvou de novo o Palmeiras. Diegou Souza também tentou, aos 35, quando recebeu dentro da área e soltou a bomba. Prass fez outro milagre. A bola ainda sobrou para Samuel que foi travado por Prass e pelo atacante Rafael Marques, em cima da linha.

O Palmeiras teve uma chance de matar o jogo aos 43, quando João Pedro recebeu livre, de frente para o goleiro Danilo Fernandes. Ele tentou driblar o goleiro do Sport, que foi mais rápido e conseguiu tocar na bola e evitar o gol.

A punição veio na sequência. Aos 44, Régis deu passe perfeito para André, que fuzilou Fernando Prass, empatando o jogo e mantendo a invencibilidade do Sport como mandante.

Ficha do jogo:

Sport: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê (Danilo); Rodrigo Mancha, Wendel (Régis), Neto Moura (Samuel) e Diego Souza e Marlone; André. Técnico: Eduardo Baptista

Palmeiras:Fernando Prass; Lucas, Jackson, Leandro Almeida e João Paulo (João Pedro); Gabriel, Arouca e Zé Roberto (Andrei); Rafael Marques, Leandro Pereira e Dudu (Kelvin). Técnico: Marcelo Oliveira

Cartões amarelos: Jackson (Palmeiras), Marlone e Renê (Sport)

Gols: Matheus Ferraz (Sport), aos 21’. Leandro Pereira, aos 43 do 1º e aos 14 do segundo

Público: 35.163 espectadores

Foto: AE

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More