VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

domingo, 2 de agosto de 2015

SPORT EMPATA COM O CRUZEIRO, MAS CONTINUA NO G-4 DO BRASILEIRÃO

Com informações do Blog do Torcedor -

Num jogo em que as defesas levaram ampla vantagem sobre os ataques o Sport ficou no empate por 0x0 com o Cruzeiro neste domingo (2), na Arena Pernambuco, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro. O ponto conquistado foi suficiente para manter o time da Ilha na quarta colocação agora com 29 pontos. O Cruzeiro é o 14º, com 18.

Com três volantes, o Cruzeiro conseguiu inibir a criatividade do Sport. Os volantes Rithely e Wendel estavam sempre cercados por até três adversários. Com isso a saída para o ataque foi na base da ligação direta. Para completar, o lado direito ficou sem a mesma força do esquerdo, já que Régis deu mais uma prova que não rende quando deslocado para atuar pelos lados.

A primeira boa chance foi do Cruzeiro. Charles levantou na marca do pênalti e Henrique apareceu sozinho para cabecear. Incrivelmente ele mandou para fora. O Sport devolveu da mesma forma quando Régis pôs na cabeça de Marlone. A bola foi no canto e Fábio fez grande defesa. A partir dos 30 minutos o Sport encaixou melhor a marcação nos dois lados do campo e impediu as investidas mais perigosas do Cruzeiro. No entanto, continuava a ter dificuldade quando ultrapassava o círculo central.

O jogo ficou amarrado entre as duas intermediárias sem ninguém levar vantagem. O Cruzeiro tinha superioridade no meio de campo e acabava com a transição rubro-negra. Por sua vez, o time da casa devolvia na mesma moeda quando perdia a bola. No último minuto Fábio falhou e quase deixou a bola nos pés de Régis. Mena apareceu para afastar o perigo.

Os dois times voltaram com as mesmas configurações do primeiro tempo. E tudo continuou como estava antes. Aos 13 minutos o técnico Eduardo Baptista promoveu a estreia de Hernane Brocador. Ele entrou no lugar de Régis e mudou a função de Diego Souza e André. O camisa 87 foi deslocado para o lado direito do campo. André recuou para o setor antes ocupado por DS87.

Como o problema dos rubro-negros era posicionamento coletivo e não qualidade – ou falta dela – individual. A compactação bem feita na hora de defender, sem deixar espaço entre as linhas, não era repetida na hora de atacar. O jogador que vinha de frente não tinha opção de passe, pois o Cruzeiro conseguia quebrar as linhas.

Ainda que o problema não fosse o ataque o comandante leonino resolveu inflacionar o setor com a entrada de Samuel no lugar de Wendel. O Sport abusou ainda mais da bola rifada para o ataque, onde Hernane Brocador não tinha o que fazer a não ser ficar perdido no meio dos zagueiros. Quando tentava trocar passes dificilmente o time acertava mais de três seguidos. Desse jeito só sairia gol em bola parada e quem chegou bem perto foi o time mineiro aos 48 numa cabeçada de Manoel que Danilo Fernandes fez milagre.

Ficha de jogo

Sport: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Durval, Matheus Ferraz e Renê; Wendel (Samuel), Rithely, Régis (Hernane Brocador) e Diego Souza (Neto Moura); Marlone e André. Técnico Eduardo Baptista.

Cruzeiro: Fábio; Mayke, Manoel, Paulo André e Mena; Henrique, Willians e Charles; Marinho (Arrascaeta) e Alisson (Marquinhos); Vinícius Araújo.Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

Série A (16° rodada). Local: Arena PE. Árbitro: Leandro Pedro Vuaden (RS). Assistentes: Marcelo Van Gasse (SP) e Fabricio Vilarinho da Silva (GO). Gols: . Cartões amarelos: Mayke, Charles e Renê.

Foto: JC Imagem

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More