VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

WEB RÁDIO - NOVA XUCURU - ACESSE: www.novaxucuru.com

PROGRAMAÇÃO 24H ONLINE, DIVULGUE.

quarta-feira, 1 de outubro de 2014

PRESIDENTES DE ENTIDADES DO SETOR SUCROALCOOLEIRO DECLARTAM APOIO A PAULO E FERNANDO

Com informações da Assessoria de Imprensa Paulo Câmara Governador -

Candidato ao Governo garantiu diálogo para reverter efeitos da política perversa do Governo Federal


Os presidentes da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFCP) e do Sindicato dos Cultivadores de Cana no Estado de Pernambuco (Sindicape), Alexandre Andrade Lima e Gerson Carneiro Leão, respectivamente, declararam apoio ao candidato da Frente Popular ao Governo, Paulo Câmara (PSB), e seu companheiro de chapa, Fernando Bezerra Coelho (PSB/Senado), na manhã desta quarta-feira (1). Em um encontro na sede da AFCP, com diretores de ambas as entidades, além do Sindicato da Indústria do Açúcar no Estado de Pernambuco (Sindaçúcar), os socialistas receberam, além das palavras de incentivo, um documento com sugestões e demandas do setor para sua futura gestão.

"Quando fui secretário Estadual da Fazenda, pude acompanhar de perto e discutir com a associação e os sindicatos as questões da atividade da cana-de-açúcar. A partir de 2015, vamos continuar juntos, encontrando caminhos para enfrentar as condições adversas que vocês enfrentam hoje, por conta da política perversa que o Governo Federal lhes impôs. Muito do que vocês estão sofrendo, se deve à falta de regras claras no Brasil, onde a cada momento a política para o setor muda. A presidente Dilma Rousseff se recusou a fazer esse debate", apontou Paulo, acrescentando que a candidata do seu partido à Presidência da República, Marina Silva, tem a sensibilidade para debater a questão do etanol.

Paulo declarou que vai avaliar a viabilidade das propostas apresentadas pelos dirigentes e garantiu que seu Governo vai ter um canal aberto de diálogo com o setor. "Vou tratar dessa questão com responsabilidade, assimilando as boas ideias, construindo as condições necessárias para que a Zona da Mata Pernambucana possa atravessar estas dificuldades e se desenvolver, fazendo um setor sucroalcooleiro cada vez mais forte, gerando mais emprego e mais renda", garantiu o socialista, ressaltando a importância do voto casado, para que Fernando Bezerra Coelho possa, no Senado, trabalhar para o fortalecimento do negócio em Pernambuco e no Brasil.

Gerson Carneiro Leão, do Sindicape, explicou o porquê de seu apoio aos candidatos da Frente Popular. "O ex-governador Eduardo Campos teve uma atuação muito importante para a sobrevivência do nosso setor em Pernambuco, e tivemos a oportunidade de acompanhar e interagir muito positivamente com Paulo Câmara, quando ocupou a Secretaria da Fazenda. O Sindicape tem consciência de que ele e Fernando são as melhores opções para Pernambuco e vai orientar seus associados neste sentido", afirmou o dirigente.

"Paulo Câmara tem sido muito receptivo às necessidades do setor, desde sua atuação na Fazenda. Acreditamos que ele dará sequência ao trabalho de Eduardo Campos, que muito nos ajudou diante da política desastrosa do governo Dilma, que provocou uma grande quebradeira, principalmente na Região Nordeste", argumentou o presidente da AFCP, Alexandre Andrade Lima, anunciando também o seu voto fechado na Frente Popular de Pernambuco.

Crédito: Wagner Ramos.

PAULO APRESENTA PROGRAMA DE GOVERNO AOS PERNAMBUCANOS

Com informações da Assessoria de Imprensa Paulo Câmara Governador -

Socialista reuniu iniciativas demandadas pela própria população em uma ferramenta participativa e inovadora


Após um intenso processo de ouvir os pernambucanos de todas as regiões do Estado, o candidato Paulo Câmara (PSB) apresenta, nesta quarta-feira (1º.), o seu Programa de Governo. O documento, que está dividido em quatro eixos fundamentais (Qualidade de Vida, Desenvolvimento Sustentável, Desenvolvimento Social e Direitos Humanos e Gestão Participativa e Transformadora), reafirma o compromisso do socialista e dos 21 partidos que compõem a Frente Popular de Pernambuco (PSB, PMDB, PSD, PCdoB, DEM, SDD, PDT, PR, PTC, PTN, PPL, PV, PPS, PHS, PSL, PTdoB, PRP, PSDB, PMN, PSDC e PROS) em promover uma administração - no período de 2015 a 2018 -, com foco nas demandas sugeridas pela sociedade. O conteúdo completo do instrumento será disponibilizado no site da campanha de Paulo (http://avanca.pe/).

As diretrizes apontadas no Programa de Governo também dialogam diretamente com a continuidade do processo de transformações iniciadas nas administrações do ex-governador Eduardo Campos (2007-2010/2011-2014), sob a ótica da conquista de novos e importantes avanços que reflitam na melhoria da qualidade de vida da população.

O Eixo 1 – Qualidade de Vida do Programa de Governo de Paulo Câmara contempla ações nas áreas de educação, saúde, segurança pública, recursos hídricos e saneamento básico, mobilidade urbana, habitabilidade, cultura, esporte e lazer.

Tendo o Desenvolvimento Sustentável como temática central, o Eixo 2 compreende iniciativas para o fomento de empreendimentos estruturadores e política industrial, pequenos negócios, arranjos produtivos locais, setores tradicionais da economia e turismo, ciência e tecnologia, economia criativa e inovação, desenvolvimento rural, atividade agropecuária familiar e empresarial, meio ambiente e sustentabilidade, infraestrutura, trabalho, emprego e qualificação profissional.

Já o Eixo 3 – Desenvolvimento Social e Direito Humanos corresponde às ações que serão implementadas pelo Governo do Estado nas áreas de assistência social a pessoas em situação de risco e vulnerabilidade social, com deficiência, idosos, crianças, adolescentes e jovens. Além de iniciativas voltadas à promoção da igualdade de gênero, promoção da igualdade racial e população LGBT.

Por fim, o Eixo 4 estabelece as diretrizes sobre a constituição de uma Gestão Participativa e Transformadora, com a adoção de um modelo integrado de gestão. A ferramenta possibilitará à administração estadual a construção de um planejamento que permita a associação de atividades intersetores da gestão pública, com o objetivo de aproximar e, sobretudo, ampliar o alcance das ações promovidas pelas diferentes estruturas de governo.

EM DEBATE NA GLOBO NE, PAULO CÂMARA VIRA ALVO DE ATAQUES E REVIDA

Com informações do Blog de Jamildo

O debate da TV Globo, o último antes das eleições e o mais franco entre os candidatos ao governo do Estado, acabou se transformando em um ringue, com dois lutadores tentando a todo custo derrubar o candidato do PSB, que está a frente nas pesquisas, com larga vantagem. Armando Monteiro, do PTB, e Zé Gomes, do PSOL, uniram esforços, cada um a seu modo, para atacar o socialista Paulo Câmara, que não fugiu do embate e devolveu várias bordoadas, quando pode.

O petebista partiu logo para o ataque na primeira pergunta, contra Paulo Câmara, tentando jogar Lula e Dilma contra o palanque socialista ao falar de projetos para Pernambuco. Como o socialista reconheceu a ajuda federal, mas disse que Eduardo fez muito por Pernambuco, por saber tirar projetos do papel, Armando Monteiro reclamou que ele tinha um discurso decorado e que o reconhecimento era injusto.

Paulo Câmara devolveu. “Fico impressionado com Armando. quando Dilma estava em baixa, ele escondia. Agora que ela crescer nas pesquisas, ele cita Dilma. Mas ela parou o Brasil, fez a inflação voltar e não acabou com a corrupção. O governo Federal ajudou porque somos competentes”, disse.

Polarizando com os dois opositores ao mesmo tempo, o socialista entrou na alça de mira do candidato do PSOl, Zé Gomes. Com a palavra, ele pediu ao socialista que divulgasse quem eram os doadores dos R$ 8 milhões que amealhou. Paulo Câmara pareceu titubear, ao informar que não tinha a informação, mas que a repassaria. Depois, argumentou que o partido segue as regras eleitorais e que este não era o debate que as pessoas queriam. Zé Gomes repetiu o slogan segundo o qual quem paga a banda escolhe a música, para acusar Paulo Câmara de não ter independência e ser a cara da velha política. Paulo Câmara retrucou que o partido recebia mais doações porque a maioria das pessoas gostaria que Pernambuco continuasse avançando.

Na segunda rodada, foi a vez de Paulo Câmara e Armando Monteiro trocarem farpas. O socialista pediu que ele comentasse a proposta para os servidores públicos. O petebista o acusou de promover um arrocho salarial e agir com descaso, tratar mal os servidores e não ter autoridade para agora falar em melhorias. O socialista fez o mais duro ataque ao petebista até então na campanha, revelando publicamente o que já vinha sendo dito nos bastidores e pelas redes sociais.

“Quem não tem experiência na gestão pública não sabe o que está falando. Armando Monteiro nunca administrou nada no serviço público. O que fez na iniciativa privada gerou processos trabalhistas e demitidos que não receberam. Quem cuida do privado deste jeito não pode cuidar do público. O que o senhor administrou no setor privado deixou muita gente endividada e muita gente quebrada”. Na resposta, o petebista chamou Paulo Câmara de demagogo.

Os dois principais candidatos voltaram a se pegar de forma dura na seqüência. A iniciativa coube ao petebista. Armando Monteiro reclamou da forma abusiva com que a morte de Eduardo Campos foi usada na campanha e que ele, como pupilo, deveria apresentar-se como candidato. Paulo Câmara respondeu que tinha respeito por Eduardo Campos e que falaria dele pelo resto da vida, porque servia de inspiração para ele. “Não é você que vai me dizer a hora que eu vou falar ou não de Eduardo Campos”, frisou.

Na lata, Armando Monteiro disparou que o socialista não teria lastro nem estrutura. “Eduardo Campos era o técnico e o maestro. Você ficou com um time sem maestro nem técnico. Não se pode ficar a mercê de experimentalismo”, criticou. Na réplica, o socialista acusou o petebista de pensar em conchavo com amigos como José Sarney, Fernando Collor e Renan Calheiros.

No segundo bloco, o clima já não foi tão quente, por se tratar de temas mais propositivos, mas não deixou de haver ironias e farpas para todos os lados.

Os dois principais protagonistas voltaram a se enfrentar de forma dura tendo como mote o saneamento. O petebista disse que a PPP da Compesa era elitista pois só cuidava da Região Metropolitana do Recife e que iria usar recursos do BNDES para levar cobertura até o interior. Na sua fala, cometeu o vacilo de colocar Dilma como parceira da iniciativa, como se fosse condição para a realização da operação. Paulo aproveitou a deixa. “Dilma não vai ser revanchista (caso ele seja eleito e não Armando). Armando, isto é revanchismo? o povo pernambucano não gosta disto. Não vamos ficar com o pires na mão”. Armando Monteiro pediu direito de resposta ainda ano ar, mas acabou sendo recusado, com a argumentação de que não houve ofensa pessoal.

Quando foram comentar o tema educação, os dois voltaram às farpas. Com ironia, Armando Monteiro disse que o problema era que Paulo Câmara só começou a andar pelo Estado depois que virou candidato e que havia se especializado em cobrar impostos de quem não podia pagar. Paulo Câmara então respondeu que quem não conhecia a área de Educação era ele, que havia apontado o Ceará como exemplo, antes que os números do Ideb fossem divulgados, colocando Pernambuco em quarto lugar no ranking nacional.

A última peleja entre os dois teve como mote a área de saúde. Dando a parecer que iria fazer uma revelação bombástica, Armando Monteiro falou em gastos de R$ 4 bilhões em uma rubrica da área e perguntou, com ironia, para onde o dinheiro havia ido. Também com ironia, o ex-secretário da Fazenda disse que era do SUS e recomendou que conhecesse melhor a gestão pública.

Armando Monteiro reclamou que o socialista não respondeu adequadamente.
“Como sempre, Paulo não responde às perguntas, é só decoreba, faz voltas e diz que tem experiência, mas não responde. É inseguro. Não tem o perfil que Pernambuco precisa para ser um governante”, disse o petebista.

Na despedida, Paulo câmara voltou a falar de Eduardo Campos e pediu votos para Marina Silva (PSB), enquanto o candidato do PTB ainda lançou uma última ironia aos socialistas, ao pedir que Pernambuco não se curvasse às vontades de um grupo.

Além de acabar por deixar claro que o objetivo maior e único do partido era tentar eleger o primeiro deputado estadual da legenda, Zé Gomes, do PSOL, nas suas considerações finais, voltou a falar nos doadores e até estabeleceu hora e local (TRE) para a apresentação dos documentos. A fala acabou gerando polêmica com o staff socialista.

Quando as câmeras foram desligadas, o marqueteiro do PSB, Edson Barbosa, reclamou que foram dirigidas oito perguntas a Paulo Câmara e duas a Armando Monteiro, classificando a atuação do PSOL como linha auxiliar do PTB. O candidato negou. Paulo Câmara, ao sair dos estúdios, disse que não ia se prestar a ir ao TRE e que se Zé Gomes quisesse que olhasse a declaração na internet, no site do TRE. O PSOL soltou depois uma nota de repúdio (LEIA ABAIXO).

“Eu poderia imaginar muita coisa, menos que o PSOL estivesse de brincadeira. Eu estou envergonhado com o PSOL como força auxiliar do Armando”, disse Barbosa. “Eu estou triste, eu tenho direito. Oito perguntas para Paulo e duas para Armando e duas para Zé. Eu estou envergonhado”, lamentou.

“Linha auxiliar uma ova”, rebateram os membros do PSOL, rememorando a frase dita pela presidenciável Luciana Genro (PSOL) no debate com os presidenciáveis. No episódio, Aécio Neves (PSDB) afirmou que o PSOL era uma linha auxiliar do PT e Genro rebateu usando a frase repetida pelos correligionários locais.

Ao deixar os estúdios, Paulo Câmara ironizou com o fato de ter sido alvo principal dos adversários. “Tive a oportunidade de ser sabatinado pelos candidatos e ter respondido a todas as perguntas. Então tive oportunidade de responder praticamente todos os temas do debate”, disse o socialista.

Quanto ao desafio lançado por Zé Gomes, o postulante afirmou que as informações são públicas e estão disponíveis no site do TRE. “As empresas estão no site, têm construtoras, têm fornecedoras, tem tanta gente que presta serviço e quer contribuir com um Pernambuco melhor. Isso é uma regra do jogo, regra da legislação eleitoral”, explicou Câmara, afirmando que não recebe doações de pessoas que não participam da construção de um Estado melhor.

VEJA A ÍNTEGRA DA NOTA DO PSOL

O PSOL de Pernambuco, através de sua Executiva e da coordenação de campanha Zé Gomes Governador, vem a público lamentar o comportamento inadequado da assessoria do candidato Paulo Câmara, que, durante entrevista de Zé Gomes após o término do debate televisivo, dirigiu-se de forma desrespeitosa ao nosso candidato, interrompendo a coletiva e insultando o nosso partido.

O referido assessor insurgiu-se ao se ver instado a cumprir o compromisso assumido por Paulo Câmara durante o debate, de apresentar os doadores originários de R$ 8 milhões transferidos, via conta do diretório do PSB, para sua campanha, conforme a segunda prestação de contas parcial, feita em 2 de setembro.  Paulo Câmara foi convidado pelo candidato do PSOL a prestar as informações com hora e data determinados: no Tribunal Regional Eleitoral, às 14h do dia 1º de outubro.

O assessor buscou, diante desta intervenção sofrível, esquivar-se do compromisso feito, ao tentar apresentar, no ato de sua interrupção à entrevista, supostos documentos que esclareceriam o que o candidato não esclareceu durante o debate e busca omitir do eleitorado pernambucano.

O PSOL repudia o ato desrespeitoso contra o nosso candidato e não aceita manobras que retirem da população a transparência que exigimos ao cobrar quem são os verdadeiros financiadores deste projeto político. O destempero da assessoria do candidato Paulo Câmara reflete o mau desempenho no debate, em contraste com a excelente atuação, verificada facilmente, de nossa candidatura.

Por fim, reafirmamos que aguardaremos no local e horário marcados as informações cobradas por nosso candidato, em nome da transparência no processo eleitoral. Que Paulo Câmara não se acovarde diante do compromisso que assumiu perante as câmeras e o povo pernambucano.

Executiva Estadual do PSOL

Coordenação de Campanha Zé Gomes Governador

SAÚDE DE BELO JARDIM GANHA GRANDE OBRA, PREFEITO ENTREGA POLICLÍNICA À POPULAÇÃO

Com informações do NO GIRO NA CIDADE -

O prefeito João Mendonça inaugurou na tarde desta terça-feira (30), a Policlínica Professor Ulisses Lima, que funcionará já a partir destaquarta-feira (1º) de outubro.

Em seu discurso o prefeito João Mendonça, falou que se preocupa com o serviço de saúde municipal, “no meu primeiro dia de trabalho 1º de janeiro de 2013 após dá posse a Isabelle Mendonça como secretária municipal de saúde,  fui reabrir o Hospital Júlio Alves de Lira, naquele momento meu pensamento foi: a saúde em Belo Jardim tem que avançar, eu sou de seguir em frente, por isso hoje, essa obra está sendo inaugurada eu tive coragem para pedir, pra ir adiante, muitas crítica foram feitas em relação a atraso, diante de todos eu digo que só critica atraso de obras quem nunca fez obras”. 

João Mendonça ainda destacou obras que em breve serão inauguradas como 6 novas UBS, UPA24h, academia de Saúde em vários bairros na cidade e Zona Rural, e finalizou seu discurso dizendo que se orgulha em poder contribuir para o avanço da saúde em nossa cidade “eu tenho um histórico de obras ao longo da minha vida política e elas estão ai para serem vistas e usufruídas pela população da cidade que amo”, finalizou o prefeito.

Estiveram presentes ao evento a primeira - dama Isabelle Mendonça, vereadores, secretários municipais e a população em geral que foram prestigiar o evento. Durante a inauguração a Drª. Ana Paula dos Santos Secretária Municipal de Saúde,  destacou que a instalação da Policlínica foi um sonho que se tornou realidade do prefeito João Mendonça, “através da determinação do prefeito hoje estamos inaugurando uma grande obra na saúde que irá contribuir muito no atendimento ambulatorial, teremos várias especialidades entre elas a mais esperada e pedida pela população a especialidade de neurologia” afirmou Drª. Ana.

Na ocasião os Agentes Comunitários de Saúde receberam das mãos do prefeito João Mendonça, Isabelle Mendonça e Drª. Ana Paula novo fardamento, hoje a Secretaria Municipal de Saúde conta com 149 Agentes Comunitários de Saúde que receberam o fardamento e trabalharão com mais conforto, e levarão segurança no dia a dia das visitas domiciliares.

O novo serviço contará com atendimento em Triagem de Enfermagem, Serviço Social, atendimento ao TFD,  consultas em várias especialidade, curativos, sala de vacinas entre outros serviços. A Policlínica Professor Ulisses Lima funcionará de manhã e tarde das 08 às 17h e tem capacidade de atendimento de 300 pessoas por dia.















PAULO CÂMARA VENCE DEBATE DA REDE GLOBO

Com informações da Assessoria de Imprensa do PSB -

Adversários uniram forças contra o socialista, que aproveitou para abordar temas de interesse do povo


No último debate televisivo entre os postulantes ao Governo, o candidato da Frente Popular, Paulo Câmara (PSB), voltou a mostrar um desempenho superior ao de seus adversários e a provar que é o mais preparado para assumir o Palácio do Campo das Princesas. Com serenidade e segurança, o socialista não caiu nas provocações dos oponentes, que optaram por não fazer perguntas entre si, e detalhou suas propostas para o Estado nas mais diferentes áreas.

"Tive a oportunidade de ser sabatinado pelos outros candidatos em todas as perguntas e pude responder a praticamente todos os temas colocados no debate. Para mim foi importante, acho que a população de Pernambuco pode conhecer mais detalhes das minhas propostas nos vários assuntos", avaliou Paulo, sobre a estratégia conjunta dos adversários de apenas se dirigirem a ele em suas perguntas.

Um dos compromissos renovados por Paulo foi com a promoção do desenvolvimento econômico e social equilibrado para todas as regiões de Pernambuco. "Para isso, é necessário investir em infraestrutura, qualificação profissional e incentivos aos novos empreendimentos; para que os investimentos cheguem por igual a todos os lugares. Isso foi feito nos últimos oito anos, nos governos de Eduardo Campos e João Lyra Neto (PSB), o que preparou o Estado para que possamos fazer ainda mais, a partir de 2015", garantiu o socialista, citando os investimentos na pavimentação de estradas, a rede estadual de escolas técnicas e a universalização do acesso às escolas estaduais em tempo integral como exemplos de ações que vão proporcionar esse avanço.

O candidato não se deixou intimidar pelas críticas de um oposicionista às homenagens e referências que sempre faz ao ex-governador Eduardo Campos. "Eu tive a honra de conviver com Eduardo Campos por mais de 20 anos e de ter recebido dele a responsabilidade de comandar três das mais importantes secretarias de seu Governo, colaborando para o modo de gestão inovador e premiado que ele implantou. Tenho muito respeito e admiração pelo que ele representou e sei que ele vai fazer muita falta a Pernambuco. Vou continuar a falar de Eduardo por toda a minha vida, porque os sonhos que ele tinha são também os meus e ele sempre será uma referência para mim", afirmou Paulo, acrescentando que vai honrar o legado deixado pelo líder.

Acusado pelo candidato do PTB de não ter "lastro político", ou influência em Brasília para ser governador, Paulo voltou a responder com serenidade, ressaltando que Pernambuco é um Estado importante e que sempre terá voz junto às decisões políticas do País. "Meu adversário acha que tem lastro político por ter acesso a pessoas como Renan Calheiros (PMDB-AL), José Sarney (PMDB-AP) e Fernando Collor (PTB-AL). Mas eu não farei a política do conchavo, que ele admira", rebateu o socialista.




​Créditos das Fotos: Wagner Ramos

AGENDA PAULO 40 DESTA QUARTA-FEIRA, 1º DE OUTUBRO

Com informações da Assessoria de Imprensa do PSB -

8h - Reunião com Fornecedores de Cana de Açúcar

Local: Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 2.028

17h30 - Caminhada e Comício em Arcoverde

Concentração: Em frente ao Clube dos Sub-Tenentes, na Av. Pinto
Campos

20h30 - Comício em Petrolina

Local: Av. Bernardino de A. Coelho (próximo à Praça Velha, Bairro José e Maria)

Paulo Câmara terá agenda do 
litoral ao Sertão, nesta quarta-feira

Candidato terá compromissos no Recife, em Arcoverde e Petrolina

A agenda do candidato da Frente Popular de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), será do litoral ao Sertão, nesta quarta-feira (1º). Pela manhã, a partir das 8h, o socialista terá um encontro com representantes da Associação dos Fornecedores de Cana de Pernambuco (AFCP), do Sindicato dos Cultivadores de Cana-de-Açúcar no Estado de Pernambuco (Sindicape) e do Sindicato da Indústria do Açúcar e do Álcool no Estado de Pernambuco (Sindaçúcar-PE), dos quais ouvirá informações e demandas do setor. O evento acontece na sede da AFCP, na Avenida Marechal Mascarenhas de Moraes, 2.028.

À tarde, Paulo ruma em direção ao Sertão. A primeira parada será em Arcoverde, às 17h30, onde participará de uma grande caminhada, partindo da Avenida Pinto Campos, encerrada com um comício, na Rua Duarte Coelho. Depois, o socialista segue para Petrolina, onde comandará um comício, a partir das 20h30, na Avenida Bernardino de A. Coelho, no bairro José e Maria.

terça-feira, 30 de setembro de 2014

POLICIAIS DO GATI JÁ ESTIVERAM EM XUCURU NESTA TERÇA-FEIRA


Com informações da Redação -

Depois de uma reunião com representantes políticos do distrito, o novo Comandante do 15º Batalhão de Polícia Militar de Belo Jardim, Major Leonardo Augusto de Lima Silva, cumpriu sua palavra e enviou tropas do GATI para fazer rondas ostensivas na região de Xucuru, pois nesta terça-feira, 30, duas viaturas da corporação esteve na localidade com mais de 10 policiais circulando por várias ruas do distrito e de outros pontos para trazer mais segurança para a população em mais dias, já que antes, era feito nos finais de semana, até o último domingo, 28.

O policiamento em Xucuru existe há muitos, mas por algum tempo foi desativado o serviço por decisões superiores, prejudicando a segurança da comunidade, deixando o caminho livre para alguns delitos, por conta da ausência da polícia. Em 2012, uma articulação do então pré-candidato a vereador Adilson Fotógrafo, em parceria com o ex-prefeito e ex-deputado Cintra Galvão, com o entendimento do então Comandante do referido Batalhão, Major Sabino, e com apoio de vários comericantes locais, o posto policial de Xucuru voltou a funcionar em novo local, desta feita na praça José Justino, com a contribuição financeira de grande parte de populares, a região do distrito passou a ter mais tranquilidade com a presença da PM, um impasse afastou os policiais no ano passado, mas com o incentivo do vereador Claudemir, empenho da população e de reportagem de emisssora de tvde Caruaru, o policiamento esteve de volta após alguns dias, permanecendo até o último final de semana.

Desde o ano passado, uma verba da prefeitura municipal de Belo Jardim tem garantido o aluguel do prédio, da alimentação e da cuidadora do local onde os policiais ficavam hospedados e que ainda serve para estadia temporária de quem vier a cometer algo de errado que mereça a atuação da lei. Com a decisão de afastamento outra vez do poliicamento nos ifns de semana na localidade, representantes buscaram a permanmência do mesmo, mas o novo comando decidiu que mandará fazer as rondas com o GATI (Grupo de Apoio Tático Itinerante) sempre que possível e, principalmente, nos fins de semana, garantido asism a manutenção daordem e do bem estar de todos. Tendo cumprido sua palavra jáaprtir destateça-feira. Que outras vezes, o grupo compareça para fazer a segurança da sociedade xucuruense e e da região inteira. Sendo que a verba municipal continuará contribuindo com as despesas necessárias aos novos policiais que estarão mais vezes no distrito, sengundo informou oComandante do 15º BPM de Belo Jardim, Major Leonardo Augusto de Lima Silva.

GREVE DOS BANCÁRIOS FECHA MAIS DE 6,5 MIL AGÊNCIAS, DIZ CONTRAF

Com informações da Agência Brasil -

A greve nacional dos bancários, iniciada hoje (30), parou as atividades em 6.572 agências no país, de acordo com a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf). A paralisação foi aprovada em assembleias ocorridas nos dias 25 e 29 de setembro. Segundo a entidade, bancários de todos os estados e do Distrito Federal participam do movimento.

“Mais uma vez os bancários dão uma grande demonstração de unidade nacional e a força de sua mobilização, fazendo uma greve ainda maior que no ano passado. É um recado inequívoco aos bancos de que queremos mais do que os 7,35% de reajuste e que não fecharemos acordo sem que nossas reivindicações econômicas e sociais sejam atendidas”, disse o presidente da Contraf, em nota divulgada no site da entidade.

Entre outras reivindicações, a categoria pede reajuste salarial de 12,5%, sendo 5,8% de aumento real. Eles também querem Participação no Lucros e Resultados (PLR) de três salários, além de uma parcela adicional de R$ 6.247 e piso de R$ 2.979,25. No sábado (27), os bancos propuseram elevar o índice de reajuste de 7% para 7,35%  e o piso de 7,5% para 8%.

Procurada pela Agência Brasil, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) não respondeu se fará nova proposta aos bancários. A Febraban explicou apenas que na última proposta feita, tanto do reajuste como do piso salarial, “está assegurada novo aumento real (acima da inflação)”.

A federação ainda lembrou que os clientes podem fazer a maioria das operações bancárias mesmo com as agências fechadas. Basta usar os caixas eletrônicos, a internet,  o telefone, o aplicativo do banco no celular e os correspondentes bancários: lotéricas e agências dos correios, por exemplo.

Já os clientes que necessitam de um atendimento mais complexo, segundo a entidade, terão que esperar pelo fim da greve. Contratações de crédito imobiliário, por exemplo, não podem ser feitas fora da agência, por causa da burocracia que exige apresentação de documentos e assinatura de contratos.

ORKUT FECHA AS PORTAS E VIRA MUSEU NA WEB

Com informações da Agência Estado/Blog's

"Só add com scrap". "Leio, respondo, e apago". "Topo dos depoimentos". "Sou 80% legal, 90% confiável e 100% sexy". Se você esteve na internet durante os anos 2000, provavelmente deve se lembrar dos elementos acima, símbolos da era do Orkut. A "primeira rede social" de muitos brasileiros vai fechar as portas nesta terça-feira, 30, depois de 10 anos de recadinhos, discussões em comunidades e depoimentos melosos.

Mas não é o fim. A antiga rede social do Google está criando um acervo de comunidades onde ficarão guardados posts e discussões importantes para a história da internet do País. "O arquivo preserva a memória do Orkut, registrando fenômenos do Brasil como a ascensão da classe C e a inclusão digital", declarou o Google Brasil, em nota.

O jornal O Estado de S. Paulo teve acesso exclusivo ao acervo, que pretende ser uma reprodução do que é o Orkut hoje, em seu último dia no ar. Ao todo, serão mais de 51 milhões de comunidades, 120 milhões de tópicos e mais de 1 bilhão de interações armazenadas no acervo.

Para estar lá, basta que uma comunidade seja pública e esteja visível a qualquer um - o que não é o caso da "Eu Odeio Acordar Cedo", maior comunidade do Orkut (com 6 milhões de membros) que se tornou privada após ser vendida por R$ 5 mil. No acervo, será possível entrar nas comunidades e ver o que foi discutido nelas, mas os donos das postagens serão identificados apenas por seus nomes, sem fotos ou links para perfis.

Tal como num museu, será possível somente "apreciar" o conteúdo. Para o Google, "o arquivo é uma cápsula do tempo do início das redes sociais". Além do acervo, a empresa ainda criou uma ferramenta para que os usuários guardem seus perfis, com fotos, recados e a descrição caprichada que muita gente usava para impressionar os amigos. O backup pode ser feito até setembro de 2016.

Fórum

Criada em 2004 pelo turco Orkut Buyuykotten, a rede social foi popular até 2011, quando foi superada pelo Facebook no Brasil, e passou ainda a ter um "rival dentro de casa": o Google+, introduzido pela empresa naquele ano para unir diversos serviços em um ambiente social. Ainda assim, o Orkut tem seu público cativo até os dias de hoje: em junho de 2014, 4 milhões de brasileiros usaram o site, segundo dados da ComScore.

"Nunca parei de usar o Orkut, para espanto das pessoas ao meu redor", conta Leonardo Bonassoli, criador da comunidade "Futebol Alternativo", que discute temas como a terceira divisão do campeonato paranaense ou a rivalidade entre as seleções da Romênia e Hungria. "Nós discutíamos o lado B do futebol."

Já o interesse em comum por notícias bizarras era o que unia os 80 mil membros da "Anão vestido de palhaço mata 8", criada por Marcos Barbará. "O Orkut era fantástico para conhecer pessoas, e as comunidades eram o auge disso. Qualquer bizarrice encontrava eco lá", diz ele, que lançou um livro com o título da comunidade reunindo histórias como "americano açoita namorada com atum" ou "Jesus aparece em banheiro e é vendido por US$ 2 mil".

Figurinha

As comunidades não eram só ambientes de discussões. Algumas delas eram apenas veículo para piadas. É o caso da "Indiretas Já!" e da "Não vi Beatles, mas vi Molejo", criadas pelo publicitário Bruno Predolin, dono de 715 comunidades. "A maioria das minhas comunidades eram como figurinhas, todas levadas para o humor. Mas era parte do Orkut: se você queria conhecer alguém, as comunidades serviam para mostrar quem a pessoa era", diz. Para ele, o que vai deixar saudade é a comunidade Discografias, que reunia links para download de música de forma ilegal, deletada em 2012. "Conheci muita coisa de música brasileira ali" lembra. "O Orkut foi a iniciação digital de muita gente", diz o rapaz, que chegou a receber R$ 500 por mês do canal pago HBO para promover a emissora em seus grupos. 

RG digital

O criador da "Indiretas Já" não foi o único a capitalizar com o sucesso de suas comunidades no Orkut. O humorista Maurício Cid, hoje conhecido pelo site de humor Não Salvo, começou sua trajetória digital criando comunidades engraçadinhas, como a "Quando pisei parecia água viva". "Tive mais de mil comunidades, usava o Orkut como o Twitter, só com piadas. Um dia o Orkut excluiu meu perfil por causa de uma denúncia. Foi quando eu resolvi que tinha que ter um site próprio", explica ele, que hoje tem mais de 2,4 milhões de fãs no Facebook e é referência em humor na web no País.

"O Orkut era o RG digital do brasileiro", avalia o humorista, que acredita que a plataforma do Google tinha muitas vantagens com relação ao Facebook. "No Orkut, você ia atrás do conteúdo. O conteúdo não vinha te encher o saco", comenta. Apesar de ficar triste com o fim da rede social, Cid entende a decisão do Google. "Se um produto dá prejuízo, não tem porque deixar no ar. É dinheiro em jogo." 

SITE DO PSB-PE SOFRE ATAQUE

Com infoirmações da Assessoria Frente Popular -

Partido condena a utilização desse tipo de expediente e adianta que tomará as medidas cabíveis


O site (psbpe.org.br) do Partido Socialista Brasileiro de Pernambuco (PSB-PE) foi vítima, nesta terça-feira (30), de um ataque virtual que retirou o seu conteúdo original do ar. A direção da legenda no Estado pede que os seus filiados e os internautas evitem, por precaução, acessar a página até o seu reestabelecimento por completo. 

O partido condena ação e destaca que tomará as medidas cabíveis para voltar a compartilhar suas bandeiras e ideias através da ferramenta, e para que os responsáveis possam ser identificados e sofram as devidas sanções.

"Lamentamos que um fato como esse ocorra, sobretudo porque o PSB é um patido que prima pela livre divulgação das ideias de quem quer que seja. Estamos a cinco dias da eleição, e a utilização desse tipo de expediente mostra o desespero de alguns de nossos adversários. Condenamos com veemência", registra o presidente do PSB-PE, Sileno Guedes.

DILMA TEM 39%, MARINA, 25%, E AÉCIO, 19%, APONTA IBOPE

Com informações do G1 PE -

Pesquisa Ibope divulgada nesta terça-feira (30) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto na corrida para a Presidência da República:

- Dilma Rousseff (PT): 39%
- Marina Silva (PSB): 25%
- Aécio Neves (PSDB): 19%
- Pastor Everaldo (PSC): 1%
- Luciana Genro (PSOL): 1%
- Zé Maria (PSTU): 0%*
- Eduardo Jorge (PV): 0%*
- Rui Costa Pimenta (PCO): 0%*
- Eymael (PSDC): 0%*
- Levy Fidelix (PRTB): 0%*
- Mauro Iasi (PCB): 0%*
- Branco/nulo: 7%
- Não sabe/não respondeu: 7%

* Cada um dos seis indicados com 0% não atingiu 1% das intenções de voto; somados, eles têm 1%

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal "O Estado de S.Paulo".
No levantamento anterior do instituto, divulgado no dia 23, Dilma tinha 38%, Marina, 29%, e Aécio, 19%.

Segundo turno
O Ibope também simulou três cenários de segundo turno. São eles:
- Dilma Rousseff: 42%
- Marina Silva: 38%
- Branco/nulo: 12%
- Não sabe/não respondeu: 8%

- Dilma Rousseff: 45%
- Aécio Neves: 35%
- Branco/nulo: 12%
- Não sabe/não respondeu: 8%

- Marina Silva: 38%
- Aécio Neves: 34%
- Branco/nulo: 16%
- Não sabe/não respondeu: 12%

O Ibope ouviu 3.010 eleitores em 203 municípios entre os dias 27 e 29 de setembro. A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%, o que quer dizer que, se levarmos em conta a margem de erro de dois pontos, a probabilidade de o resultado retratar a realidade é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) sob o protocolo BR-00909/2014.

Espontânea
Na modalidade espontânea da pesquisa (em que o pesquisador somente pergunta ao eleitor em quem ele pretende votar, sem apresentar a relação de candidatos), o resultado foi o seguinte:
- Dilma Rousseff (PT): 36%
- Marina Silva (PSB): 21%
- Aécio Neves (PSDB): 16%
- Outros: 1%
- Branco/nulo: 9%
- Não sabe/não respondeu: 1%

Rejeição
De acordo com a pesquisa, a presidente Dilma tem a maior taxa de rejeição (percentual dos que disseram que não votam em um candidato de jeito nenhum). Nesse item da pesquisa, os entrevistados puderam escolher mais de um nome.

- Dilma Roussef: 31%
- Marina Silva: 20%
- Aécio Neves: 19%
- Pastor Everaldo: 14%
- Levy Fidelix : 11%
- Zé Maria: 10%
- Eymael: 10%
- Luciana Genro: 9%
- Mauro Iasi: 9%
- Rui Costa Pimenta: 8%
- Eduardo Jorge: 8%

Avaliação do governo
A pesquisa mostra que a administração da presidente Dilma tem a aprovação de 38% dos eleitores entrevistados – no levantamento anterior, divulgado no último dia 23, o índice era de 39%. O percentual de aprovação reúne os entrevistados que avaliam o governo como "ótimo" ou "bom".

Os que julgam o governo "ruim" ou "péssimo" são 28%, segundo o Ibope. Para 33%, o governo é "regular". Os dois índices são os mesmos do levantamento anterior.

O resultado da pesquisa de avaliação do governo Dilma foi o seguinte:

- Ótimo/bom: 38%
- Regular: 33%
- Ruim/péssimo: 28%
- Não sabe/não respondeu: 1%

Expectativa de vitória
O Ibope também perguntou aos entrevistados quem eles acham que será o próximo presidente da República, independentemente da intenção de voto. Para 58%, Dilma sairá vitoriosa; 20% acreditam que Marina ganhará; e 10% apostam na vitória de Aécio; 12% não sabem ou não responderam.

NESTA TERÇA, TV GLOBO PE REALIZA DEBATE ENTRE CANDIDATOS AO GOVERNO DO ESTADO

Com informações do G1 PE -

A Rede Globo PE realiza, na noite desta terça-feira (30), o último debate televisivo entre os candidatos ao governo, antes do primeiro turno da eleição deste ano. O debate acontece em todas as capitais do País: em Pernambuco, será realizado na sede da TV Globo, em Olinda, começando logo depois da novela "Império". O G1 PE transmite o debate ao vivo.

Os candidatos Armando Monteiro (PTB), Paulo Câmara (PSB) e Zé Gomes (PSOL) participam do encontro, no estúdio da emissora. Foram convidados candidatos de partidos ou coligações com representação na Câmara dos Deputados, em Brasília.

O debate tem uma hora de duração e é dividido em três blocos, com perguntas de candidato para candidato e mediação do jornalista Márcio Bonfim. No primeiro, as perguntas são sobre temas de livre escolha; no segundo, os temas são determinados e sorteados na hora; o terceiro bloco está reservado para as considerações finais.

O posicionamento dos candidatos no estúdio foi decidido por sorteio, na presença de representantes dos partidos. Também foi definida por sorteio a ordem dos candidatos que farão perguntas em cada bloco.
A produção do debate envolve o trabalho de 100 profissionais. Uma estrutura de salas individuais foi montada para cada candidato, com suas respectivas equipes, além de uma sala para recepção da imprensa que acompanhará a discussão.

EM PE, GREVE DOS BANCÁRIOS TEM ADESÃO DE 55%

Com informações do PE247 -

O primeiro dia da greve dos bancários foi marcado pela adesão de 55% dos 12 mil funcionários que compõem a categoria em todo o Estado, segundo o Sindicato dos Bancários de Pernambuco. Somente nesta terça-feira (30), 337 das 610 agências bancárias em Pernambuco não prestaram atendimento aos usuários.

De acordo com o sindicato, do total de agências paralisadas cerca de 80% eram pertencentes a bancos públicos e os demais a instituições privadas. A expectativa é que a adesão da categoria cresça nos próximos dias.

Ainda segundo a entidade, o autoatendimento deverá funcionar normalmente, uma vez que os caixas eletrônicos são abastecidos por empresas terceirizadas.

No ano passado, os bancários cruzaram os braços por 23 dias consecutivos. Ao término da greve, a categoria obteve um reajuste salarial de 8%, com ganho real de 1,82%.

Agora, os trabalhadores pleiteiam um reajuste da ordem de 12,5%, com ganho real de 5,8%. A categoria também pede a melhoria das condições de trabalho, contratação de pessoal, além do fim do assédio moral e das metas abusivas.

DATAFOLHA: DILMA 40%; MARINA 25%; AÉCIO 20%

Com informações do BR247 -

Pesquisa Datafolha divulgada nesta terça-feira 30 mostra que a vantagem da presidente Dilma Rousseff sobre a Marina Silva, segunda colocada, aumentou para 15 pontos, dois a mais do que na última pesquisa, divulgada há quatro dias.

A petista se manteve com 40% das intenções de voto, contra 25% da candidata do PSB, que caiu dois pontos. Aécio Neves, que tinha 18% na mostra anterior, cresceu para 20% nessa pesquisa, se aproximando mais de Marina.

Em simulação de segundo turno entre Dilma e Marina, a presidente seria reeleita com 54% dos votos, contra 46% da adversária. Entre Dilma e Aécio, a vitória da petista seria por 50% contra 41%.

O levantamento foi feito com 7.526 pessoas entre os dias 29 e 30, contratado pela Folha de S. Paulo e Rede Globo. Na pesquisa anterior, divulgada na última sexta-feira 26, Dilma dobrou a vantagem sobre Marina Silva. Leia abaixo a matéria publicada anteriormente pelo 247:

DATAFOLHA: DILMA DOBRA VANTAGEM SOBRE MARINA

Presidente Dilma Rousseff, do PT, tem 40%, contra 27% de Marina Silva, do PSB, e 18% de Aécio Neves, no PSDB; há uma semana, a vantagem de Dilma sobre Marina no primeiro turno era de sete pontos; hoje é de 13 pontos; no segundo turno, ela também venceria: 47% a 43%

Mariana Tokarnia – Repórter da Agência Brasil

Pesquisa Datafolha divulgada nesta sexta-feira (26) mostra a candidata do PT à reeleição, Dilma Rousseff, com 40% das intenções de voto, Marina Silva, do PSB, com 27%, e Aécio Neves, do PSDB, com 18%. A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal Folha de S.Paulo.

A vantagem de Dilma sobre Marina no primeiro turno aumentou em relação à pesquisa anterior, divulgada no dia 19, na qual Dilma aparecia com 37% e Marina com 30%. Aécio estava com com 17% das intenções de voto.

No levantamento de hoje, os candidatos Pastor Everaldo, do PSC; Luciana Genro, do PSOL, e Eduardo Jorge, do PV, aparecem cada um com 1% das intenções. Os demais candidatos, Zé Maria, do PSTU; Eymael, do PSDC; Levy Fidelix, do PRTB; Mauro Iasi, do PCB; e Rui Costa Pimenta, do PCO, têm, juntos, 1%. Votos nulos ou brancos somam 5% e são 6% os indecisos.

De acordo com a pesquisa, na simulação de segundo turno entre Dilma e Marina, a candidata do PT alcançaria 47%, contra 43% da candidata do PSB, o que configura empate técnico considerada a margem de erro de 2 pontos percentuais. Na semana passada, Marina tinha 46% e Dilma, 44%.

Em uma possível disputa entre Dilma e Aécio, a petista venceria por 50% a 39%. Na semana passada, Dilma tinha 49% e Aécio, 39%.

Dilma tem 31% de rejeição; Marina, 23%; Pastor Everaldo, 22%; Aécio, 20%; Zé Maria, 17%; Levy Fidelix, 17%; Eymael, 16%; Luciana Genro, 15%; Rui Costa Pimenta, 14%; Eduardo Jorge, 13%; e Mauro Iasi, 13%.

Foram feitas 11.474 entrevistas, ontem (25) e hoje, em 402 municípios. Com margem de erro de 2 pontos percentuais (para mais ou para menos) e nível de confiança de 95%, a pesquisa foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral com o número BR-00782/2014.

PAULO E MARINA COMANDAM EMOCIONANTE COMÍCIO EM CARUARU

Com informações da Assessoria de Imprensa do PSB -

Mais de 12 mil pessoas acompanharam o ato em praça pública


Historicamente palco de grandes atos políticos, o município de Caruaru, no Agreste, abrigou, na noite dessa segunda-feira (29), um dos comícios mais emocionantes de sua história. Mais de 12 mil pessoas se reuniram em praça pública para mostrar com entusiasmo o seu apoio aos avanços das transformações vivenciadas pelo Estado, com a eleição de Paulo Câmara (PSB) governador, e a uma necessária mudança de rumo no País, com Marina Silva (PSB) presidente. A multidão cantava, agitava bandeiras e fazia coro a cada fala que ecoava no palanque.

"A alegria com que estamos sendo recebidos por vocês nos mostra que estamos no caminho certo. Mostra que Pernambuco quer e vai seguir no caminho das transformações. Faltam seis dias para que o Estado aponte para o futuro", destacou Paulo Câmara. Além de Marina e de seus companheiros de chapa, Raul Henry (PMDB/vice) e Fernando Bezerra Coelho (PSB/Senado), o socialista estava acompanhado pelo governador João Lyra Neto (PSB); pelo prefeito José Queiroz (PDT); por Beto Albuquerque (PSB), postulante a vice-presidente; pelo prefeito do Recife, Geraldo Julio (PSB); pela ex-primeira-dama Renata Campos; e pelos filhos do ex-governador Eduardo Campos, Maria Eduarda, João e Pedro.

Parceira do ex-governador Eduardo Campos na construção de uma proposta para recolocar o Brasil nos trilhos, Marina afirmou que enxerga em Paulo Câmara o símbolo da continuidade das conquistas acumuladas ao longo dos governos comandados pelo saudoso líder socialista. "Paulo, você é a continuação do legado de Eduardo. Muito obrigado por doar seu trabalho, seu esforço, sua competência para levar esse legado a diante", exaltou Marina.

A fala da presidenciável deixou ainda mais emocionados aqueles que presenciavam o comício. Gritos de "Eduardo, guerreiro, do povo brasileiro" eram repetidos como um mantra de uma gente que não perde a esperança no futuro do Estado. "Doutor Arraes nos ensinou que o impossível o povo nos ajudar fazer. E vamos fazer Pernambuco ter a melhor escola pública do Brasil, uma saúde mais humanizada, mais segurança, mais infraestrutura e mais água", bradou Paulo Câmara.

CAMINHADA - Antes do comício, Paulo Câmara liderou uma bonita caminhada por ruas de Caruaru. Ao longo do percurso, cada vez mais pessoas se juntavam em união ao socialista e seus companheiros de chapa. Os caruaruenses faziam questão de deixar claro que confiam na capacidade de Paulo e nos bons sentimentos que movem a Frente Popular. "Pernambuco vai continuar no caminho da boa política, da decência da ética", assegurou o candidato ao Governo.











Fotos: Wagner Ramos

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More