VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

quinta-feira, 18 de agosto de 2016

BRASIL VENCE ARGENTINA E ENFRENTA A RÚSSIA NA SEMIFINAL DO VÔLEI MASCULINO NA RIO 2016

A informação é da Agência Brasil -

Um dia depois da traumática eliminação da seleção feminina de vôlei da Rio 2016, a seleção masculina conseguiu hoje (18) superar contusões e a Argentina para avançar para a semifinal olímpica. Em 1 hora e 45 minutos de jogo, a seleção do técnico Bernardinho venceu os argentinos por 3 a 1 e agora enfrenta a Rússia, na revanche da final olímpica de Londres, vencida pela seleção europeia.

Primeiro lugar do grupo B na primeira fase, os argentinos começaram o jogo como favoritos. O Brasil, no entanto, conseguiu fechar o primeiro set por 25 a 22. Ainda no final do primeiro set, o ponta Lucarelli sentiu uma lesão na coxa e deixou a quadra.

Com dificuldade na recepção e no ataque com a saída de Lucarelli, o Brasil não conseguiu conter o jogo dos argentinos e perdeu o set por 25 a 17. Mostrando poder de reação e superação, os brasileiros voltaram a jogar bem e fecharam o terceiro set por 25 a 19.

Mesmo machucado, Lucarelli voltou à quadra no quarto e decisivo set para ajudar o Brasil, após o ponteiro Lipe ter uma contratura lombar e sair do jogo e ajudou a equipe a fechar o jogo por 25 a 23. Derrotados em Londres, amanhã (19) os brasileiros poderão dar o troco nos russos na disputa do ouro. 

Imagem: Reuters/Yves Herman/Direitos Reservados

quarta-feira, 17 de agosto de 2016

TCE-PE RETIRA LISTA DE "FICHAS SUJAS" NOMES DE PREFEITOS E EX-PREFEITOS

A informação é do G1 PE -

O Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) se posicionou oficialmente, nesta quarta-feira (17), contra a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), que deu para as câmaras municipais a competência para julgar contas de gestão e de governo dos prefeitos e retirou essa incumbência dos tribunais de contas de todo o país. Com isso, o TCE resolveu excluir da lista dos 'ficha suja' enviada à Justiça Eleitoral os nomes de todos os prefeitos e ex-prefeitos que tiveram contas rejeitadas nos últimos oitos anos por decisão da Corte.

O presidente do TCE-PE, Carlos Porto, leu uma nota oficial durante a solenidade em que apresentou oficialmente o posicionamento do tribunal e chamou a decisão do STF de "retrocesso”, uma vez que fragiliza o controle externo e torna sem efeito a Lei da Ficha Limpa. "[Isso] vai de encontro à expectativa da sociedade por um Brasil mais ético e transparente, além de representar uma anistia aos que se apropriaram indevidamente do dinheiro público”, afirmou.

O conselheiro Dirceu Rodolfo explicou que a lista elaborada pelo TCE e pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE) tem cerca de 1.600 nomes de políticos tiverem suas contas relativas ao exercício de cargos ou funções públicas rejeitadas por irregularidade insanável, ou seja, que configuraram ato doloso de improbidade administrativa. Desse total, pelo menos 300 são prefeitos e ex-prefeitos. “Acredito que uma parte deles será beneficiada por essa nova determinação do STF”, afirmou. 

O conselheiro ressalta que, diante da retirada dos nomes desses gestores e ex-gestores, vai haver a “anistia” de R$ 76 milhões. Os valores são relativos a débitos e multas aplicadas pelo tribunal aos prefeitos e ex-prefeitos. “Desse total, mais de 90% tem relação com danos ao erário público”, observou Rodolfo.

Além de excluir os nomes de gestores e ex-gestores municipais da lista, o tribunal suspendeu o julgamento de todas as contas de prefeitos ordenadores de despesa em tramitação. A Corte pernambucana apontou ainda não considerar que as Câmaras Municipais estejam tecnicamente aparelhadas para julgar contas de prefeitos. Também afirma que espera que a decisão do STF seja revista mediante um Embargo de Declaração.

Imagem: Reprodução da internet

BRASIL GOLEIA HONDURAS E DISPUTA OURO NA FINAL DA RIO 2016

A informação é da AFP -

Com atuação irretocável e direito a gol mais rápido da história dos Jogos Olímpicos, o Brasil atropelou Honduras por 6 a 0, nesta quarta-feira (17), no Maracanã, se classificando à final do Rio-2016, na qual voltará a disputar o tão sonhado e inédito ouro.

Há alguns anos, um confronto contra Honduras sempre significaria vitória brasileira de goleada, mas, com o declínio recente da seleção, todo jogo, por menor a tradição no futebol do adversário, é de deixar o torcedor com um pé atrás.

Para piorar, a equipe hondurenha, treinada pelo colombiano Jorge Luis Pinto, que levou a Costa Rica às quartas de final do Mundial-2014, vinha mostrando qualidade no torneio olímpico, sendo responsável inclusive pela eliminação da tradicional Argentina na fase de grupos.

Nesta quarta-feira, porém, a equipe olímpica do Brasil fez o Maracanã voltar a sonhar, após seguidas desilusões e uma sentida ausência na final da Copa do Mundo-2014, devido à triste eliminação nas semifinais diante da Alemanha, privando o estádio mais charmoso do mundo de ver a seleção na decisão.

Em atuação de gala do quarteto ofensivo do técnico Rogério Micale, o Brasil selou a classificação à final da Rio-2016 com sonora goleada e direito a gol mais rápido da história dos Jogos Olímpicos, marcado por Neymar aos 14 segundos. Ainda no primeiro tempo, Gabriel Jesus marcou duas vezes, aos 25 e 33 minutos, dando vantagem confortável para os comandados de Micale no intervalo.

Na segunda etapa, com a classificação assegurada e o adversário entregue em campo, nem foi preciso forçar muito para transformar a vitória em goleada e o zagueiro Marquinhos fez o quarto gol aos 4 minutos, aproveitando bola que sobrou na área após cobrança de escanteio de Neymar. O quinto foi de Luan, tocando para as redes cruzamento rasteiro de Felipe Anderson, aos 33.

Para fechar com chave de ouro, Neymar, que abriu o placar com o gol mais rápido do Jogos, selou a goleada nos acréscimos, de pênalti. O espetáculo apresentado pela seleção empolgou a torcida no Maracanã, que, ao som do apito final, já deixava claro quem gostaria de enfrentar na decisão pelo ouro olímpico: "O Alemanha, pode esperar, a sua hora vai chegar!", de olho em vingar a maior derrota da história do futebol brasileiro.

Os torcedores, porém, terão que esperar para saber o adversário do Brasil na final. Poderá ser a desejada Alemanha, mas os atuais campeões do mundo precisam passar pela Nigéria na outra semifinal, que será disputada ainda nesta quarta-feira na Arena Corinthians.

Imagem: Reprodução da internet

IFPE ABRE PRÉ-VESTIBULAR GRATUITO

A informação é do Portal LeiaJá -

O Instituto Federal de Pernambuco (IFPE) está com 40 vagas abertas para o pré-vestibular gratuito da instituição. O curso preparatório para o vestibular 2017 do IFPE inclui aulas de matemática e língua portuguesa no turno da tarde.

As inscrições devem ser feitas entre os dias 22 e 24 de agosto, no campus Abreu e Lima. Os estudantes devem levar originais e cópias de RG ou certidão de nascimento; Ficha 19 ou Histórico Escolar do Ensino ou Declaração de que está cursando a série final do Ensino Médio; e formulários de inscrição e verificação de renda preenchidos. 

Os estudantes serão atendidos das 9h às 12h e das 14h às 17h. Os formulários pedidos para a inscrição podem ser encontrados no site do IFPE. Outras informações podem ser obtidas pelo telefone (81) 98491.7819.

Serviço:

Campus Abreu e Lima do IFPE

Colégio São José (Rua Coronel Urbano Ribeiro de Sena, 81 - Bairro do Timbó, Abreu e Lima)

Imagem: Reprodução da internet

terça-feira, 16 de agosto de 2016

EM UMA SEMANA, MAIS 10 MORTES POR CHIKUNGUNYA SÃO CONFIRMADAS EM PERNAMBUCO

A informação é do G1 PE -

Em uma semana, foram confirmadas mais dez mortes por chikungunya em Pernambuco. Segundo boletim divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) nesta terça (16), o estado já conta com 46 óbitos cujos resultados laboratoriais tiveram resultados positivos para a doença. Ao todo, foram 79 mortes por doenças transmitidas pelo Aedes aegypti confirmadas este ano.

A capital pernambucana concentra o maior número de mortes por chikungunya em Pernambuco. Entre os dias 3 de janeiro e 13 de agosto, foram contabilizados 17 óbitos somente no Recife. As outras mortes foram registradas nos municípios de Abreu e Lima, Afogados da Ingazeira, Bezerros, Bom Conselho, Cabo de Santo Agostinho, Camaragibe, Escada, Goiana, Igarassu, Jaboatão dos Guararapes, João Alfredo, Limoeiro, Nazaré da Mata, Olinda, Paulista, São Caetano, Timbaúba, Toritama e Vitória de Santo Antão.

Foram registradas mais duas mortes por dengue em relação aos dados divulgados na última semana. Com o acréscimo, o número de óbitos por dengue subiu para 24, contabilizados entre os dias 3 de janeiro e 13 de agosto de 2016. Os casos foram registrados em Caruaru, Casinhas, Goiana, Jaboatão dos Guararapes, João Alfredo, Olinda, Paulista, Recife, São Lourenço da Mata e Timbaúba.

A SES também informou que outras três mortes registradas pela pasta tiveram diagnóstico positivo para ambas as doenças, totalizando nove óbitos causados por dengue e chikungunya. No mesmo período do ano passado, eram apenas 20 os casos de óbitos cujo resultado laboratorial foi positivo para dengue.  Não houve registros para chikungunya.

Ao todo, já foram confirmados 20.677 casos de chikungunya no estado. Para a mesma doença, foram contabilizados 50.305 casos suspeitos, de janeiro até o último sábado (13). No caso da dengue, foram 96.293 notificações e 25.433 confirmações da doença. A SES ainda emitiu, no mesmo período, 10.809 notificações e 147 confirmações de casos de zika em Pernambuco.

Microcefalia
Foram confirmados 378 casos de microcefalia desde 1º de agosto de 2015 até o último sábado (13). Outros 308 casos estão em investigação e 1.337 tiveram a malformação descartada durante exames. No mesmo período, a Secretaria também notificou 85 óbitos – seis a mais do que a semana anterior. Dentre esses casos, 79 permanecem em investigação e outros quatro foram confirmados com microcefalia ligada ao vírus da zika. Ainda assim, a pasta esclarece que nenhum dos casos teve a malformação como causa básica da morte.

Desde o dia 2 de dezembro de 2015 até o dia 13 de agosto, a pasta também contabilizou 4.445 gestantes com exantemas pelo corpo e fez 30 confirmações de microcefalia intra-útero. Apesar das manchas no corpo serem um dos sintomas das arboviroses, a SES esclarece que a notificação recebida pelas gestantes não significa, necessariamente, casos suspeitos de dengue, zika ou chikungunya.

Imagem: Reprodução da internet

SELEÇÃO FEMININA DE FUTEBOL DO BRASIL PERDE NOS PÊNALTIS E DISPUTA BRONZE NA RIO 2016

A informação é da Agência Brasil -

Após disputa sem gols no tempo normal e na prorrogação, a seleção brasileira feminina de futebol perdeu hoje (16) nos pênaltis para a Suécia. Com duas defesas da goleira Hedvig Lindahl, a equipe sueca fechou a partida no Maracanã com placar final de 4 a 3.

A goleira Bárbara, que salvou a seleção brasileira no jogo contra a Austrália nas quartas de final, chegou a defender um dos pênaltis das adversárias, mas a cobrança da jogadora Lisa Dahlkvist fechou o placar dando vitória às suecas.

O segundo time a se classificar para a final será definido ainda hoje no duelo entre Alemanha e Canadá – de onde também sairá o adversário brasileiro na disputa pela medalha de bronze.

Imagem: Reuters/Leonhard Foeger/Direitos Reservados

segunda-feira, 15 de agosto de 2016

JUSTIÇA ELEITORAL ENCERRA REGISTRO DE CANDIDATURAS PARA ELEIÇÕES 2016

A informação é da Agência Brasil -

A Justiça Eleitoral encerrou nesta segunda (15) às 19h o prazo para que partidos e coligações fizessem o registro de candidaturas dos escolhidos para concorrer às eleições de outubro, quando serão disputados os cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador.

Até as 19h, foram registrados no sistema de candidatos do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) 6.317 candidaturas para prefeitos, 6.282 registros para o cargo de vice-prefeito e de 166.117 para vereador.

O número toral deve ser computado assim que os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) atualizarem os dados.

Com o registro, caberá aos juízes eleitorais julgarem os pedidos de candidatura, que poderão ser indeferidos se os candidatos não cumprirem os requisitos legais, entre eles, estar elegível pela Lei da Ficha Limpa. A norma impede que pessoas condenadas por órgãos colegiados possam disputar eleições pelo prazo de oito anos.

Perfil

De acordo com os dados parciais do TSE, a maioria dos candidatos às eleições municipais de 2016 tem ensino médio completo e está na faixa etária de 40 a 49 anos. Cerca de 69% são homens e 31% são mulheres. Em relação a cor, 56% dos candidatos se declararam brancos, 35% pardos e o restante o tribunal classificou como “outros” na divulgação parcial dos dados, sem especificar mais cores. Entre as profissões mais comuns estão a de comerciante, agricultor e funcionário público municipal. Os partidos que têm mais candidatos na disputa são PMDB, PSDB, PP, PSD, PDT, PSB, PTB e PT.

Propaganda Eleitoral

A partir de amanhã (16), a propaganda eleitoral para o pleito de outubro passa a ser permitida na internet e nas ruas. De acordo com a Lei Eleitoral, os candidatos podem participar de carreatas, distribuir panfletos e usar carros de som de 8h às 22h. Também estão permitidos comícios das 8h às 24h.

A propaganda eleitoral no rádio e na televisão deve começar no dia 26 de agosto. A reforma eleitoral aprovada no ano passado reduziu de 90 para 45 dias o período de campanha.

Imagem: Reprodução da internet

ÍNDIOS OCUPAM SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DE PE EM PROTESTO

A informação é do Blog do Magno Martins -

Índios de todos os povos do estado de Pernambuco ocupam, neste momento, a sede da Secretaria Estadual de Educação como forma de protesto e ato reivindicatório por melhorias nos serviços prestados pelo Governo do Estado.

São representantes dos doze povos indígenas do estado de Pernambuco, como Fulni-ô, Xukuru, Truká, Capinawá, Pankararu, entre outros. Os povos apresentam uma extensa pauta para ser debatida junto ao governo. Eles reivindicam avanços na criação da categoria de professor indígena e concurso para essa área específica, a ponto de assegurar o seu direito a uma educação específica e que esteja em conformidade com seus costumes, crenças e formas de organização social.

Os índios se opõe a qualquer movimento de municipalização de sua educação, pois não desejam a educação de seus jovens entregue a gestões que, além de não respeitarem suas tradições, possam introduzir profissionais não índios em seus territórios. O que pode vir a prejudicar não apenas o futuro de sua juventude, mas todo o seu modo de vida.

Imagem: Reprodução do WhatsApp

domingo, 14 de agosto de 2016

NOSSA HOMENAGEM: FELIZ DIA DOS PAIS


Imagem: Reprodução da internet

SOFRIMENTO COM A SECA NÃO É EXCLUSIVIDADE DO SERTÃO DE PERNAMBUCO

A informação é do Portal FOLHApe -

A busca pela água não é tarefa exclusiva dos sertanejos. Os 71 municípios do Agreste pernambucano enfrentam os efeitos da seca severa, considerada a pior dos últimos 50 anos. Há 1,8 milhão de pessoas atingidas, o equivalente a um quarto de toda a população do Estado. Sem chuvas, as principais barragens secaram ou se aproximam disso. A Folha de Pernambuco percorreu mais de 400 km, visitando o centro e as comunidades rurais das cidades de Surubim, Cumaru, Belo Jardim, Pesqueira e Poção. Em todas elas, a escassez que deixa a terra rachada também extermina plantações e priva pessoas do direito a um bem vital. Tomar banho ou lavar roupas é luxo. A prosperidade desapareceu no entorno das barragens de Jucazinho, Pedro Moura, Bitury e Pão de Açúcar. 

A necessidade criou um circuito de compra e venda de água, onde quem tem dinheiro acaba levando a melhor. Se já não bastassem os problemas, o consumo sem tratamento é uma ameaça para doenças e pode levar à morte. O poder público assegura melhorias, mas para 2017. Já especialistas apontam a repetição de erros do passado.

As barragens secaram. Sobraram a terra rachada, prejuízos e sofrimento. Entre os quatro reservatórios vistos, Jucazinho, em Surubim, a 123 km do Recife, o mais importante deles e responsável pelo abastecimento de 11 cidades do Agreste, exibe o pior quadro. Dos 327 milhões de litros água restam apenas 632 mil, menos de 1% da sua capacidade de armazenamento. O paredão de 64 metros de altura da represa está exposto. Da extensão de 442 km da área inundada, o que restou da água da bacia do Capibaribe divide espaço com uma grossa camada de lama.

Os resquícios de antigas construções, antes submersas, voltaram ao alcance dos olhos. Nem mesmo as bombas de sucção conseguem captar água. A largura de uma margem a outra reduziu drasticamente, assim como a prosperidade da região. Nas casas, desde as margens da rodovia PE-90, os quintais já não exibem grandes plantações, fruto das dificuldades de irrigação. “Isso aqui mudou demais, parece um castigo”, diz José Ambrósio, 66, que mora a poucos metros do reservatório e por muito anos sobreviveu da pesca.

A alguns quilômetros dali, já no Centro de Surubim, o céu sem nuvens deixa o sol ainda mais causticante para os 55 mil habitantes. Quem não tem água nas torneiras depende da boa vontade de vizinhos que possuem poços artesianos. Eles acabam assumindo um papel de distribuição que deveria ser do poder público. A árdua tarefa é vencer as adversidades para conseguir sobreviver. A dona de casa Vilma Maria de Lima, 53 anos, lamenta: “Quando a água chega, não consegue ter grande serventia. É suja e tem um cheiro muito ruim. Chega até mesmo a espumar”, revelou.

A revolta se amplia pelas contas de água que continuam chegando e pesando no bolso. O valor médio é de R$ 60. “Às vezes abrimos as portas ainda de madrugada e caminhamos no escuro para encontrar uma forma de abastecer a casa”, reforça a aposentada Cecília Cabral, 74. Junto a reserva de água também estão imagens de santos católicos, em uma rotina de fé. “Só nos resta rezar para que a chuva venha.”

Pesqueira

Em Pesqueira, a 220 km do Recife, está a barragem de Pão de Açúcar. O equipamento, construído no início dos anos 1980, fica lotado em terras indígenas, afastadas do centro. Tem capacidade para cerca de 30 milhões de litros. Mas o volume atual não chega a 1,5 milhão. A estimativa é que o sistema pare a qualquer momento. Um mar de pedras tomou conta do antigo reservatório. Os barcos que antes transportavam pescadores estão abandonados às margens, destacando o cenário de esquecimento.

O advogado Jurandir Carmelo, 65, conhece de perto a realidade da terra. “Além da falta de chuva, temos a ausência do Estado e a falta de conscientização quanto ao desperdício”, elenca.

A água que vem do sistema corre a céu aberto até chegar à adutora, sendo passível de contaminação. No caminho passa por mulheres lavando roupa, assim como pastos de animais. A professora Auxiliadora Mendes, 63, sofre com a situação. “Junto baldes pela casa toda. A economia é total”, revela. A ajuda dos vizinhos que têm poço artesiano é fundamental. As mangueiras passam de uma rua para outra, por cima dos muros e telhados. Da forma que for possível. Quando chegam os caminhões, logo as vasilhas se espalham nas portas das casas. “É a chance de uma semana abastecida.”

Belo Jardim

Em Belo Jardim, a 200 km do Recife, a cidade de 75 mil habitantes viu o líquido desaparecer das torneiras por completo. Os dois principais reservatórios da cidade secaram. Na barragem de Pedro Moura Júnior, na entrada da cidade, nada restou dos 30 milhões de m³. Com capacidade para 17 milhões de m³, o reservatório Severino Guerra, mais conhecido como Bitury, também secou.

Lá, o chão úmido do entorno foi ocupado por pequenos roçados. É serviço de quem não têm água em casa, mas tenta plantar para sobreviver. “Lembro-me de quando a água chegava até bem perto da porta da gente. Além da falta de chuva, empresas e grandes indústrias retiravam demais”, lamenta o aposentado João Laurentino, 66, que mantém uma pequena plantação de alface, coentro e couve no entorno do Bitury.

O fim dos dois reservatórios foi sentido também nos municípios vizinhos, como Sanharó, Tacaimbó e São Bento do Una, que passaram a ser abastecidos só por carros-pipa. As latas d’água trazidas na cabeça se tornaram uma missão rotineira para Lídia Maria de Jesus, 71, há mais de 30 anos morando no local. “A gente aprendeu a conviver com as dificuldades”, admite. Ela e os demais moradores dependem de poços, a maioria perfurados por ONG’s que oferecem apoio.

Agricultura prejudicada

Quando tudo dá em nada, restam a decepção e a impotência. O trabalho de preparo da terra, seleção de sementes e o custoso plantio não tem conseguido mostrar bons resultados em Cumaru, cidade com apenas 17 mil habitantes, também dependente de Jucazinho. Agricultores amargam os prejuízos da falta de chuva, empiorada pela falha de estrutura para abastecimento.

O sol castiga a terra e não há um pingo que sobre para fazer a irrigação. Os pequenos agricultores acabam sentindo na mesa e no bolso.

O drama, que se estende por todo o município, não é diferente no roçado de três hectares pertencente a dona Teresinha Nascimento, 75 anos, que chegou ao sítio ainda criança. “Plantei milho, soja e feijão, mas tudo se perdeu. Tudo aqui piorou muito. Nem mesmo os animais tiveram o que beber”, contou, sem disfarçar a tristeza. Até o mato foi queimado pelo clima severo. Segundo ela, o apurado serviria para consumo próprio e também para a obtenção de uma renda extra na feira. “Nem mesmo um saco conseguimos retirar”, conta, lembrando os bons tempos, com a média de 300 quilos de grãos.

Nas propriedades maiores, as bombas de irrigação também foram desligadas, recorrendo ao serviço feito manualmente pelos trabalhadores. Mais sensíveis às condições climáticas, os legumes, frutas e verduras, quando não morrem, acabam perdendo a qualidade, reduzindo o valor de mercado. É o caso da horta de Francisco de Assis, 64. “A gente leva para feira e ninguém compra”, revela.

Imagem: Alfeu Tavares/Folha de Pernambuco

CRIMINOSOS EM MOTO ROUBAM R$ 5 MIL DE MOTORISTA NO CENTRO DE SANHARÓ, AGRESTE DE PE

A informação é do G1 CARUARU -

Um motorista de 42 anos foi assaltado no sábado (13) no Centro de Sanharó, Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Militar, dois homens armados abordaram a vítima - que estava em um caminhão carregado com botijões de gás - e anunciaram o assalto.

A dupla estava em uma moto e roubou R$ 5 mil em espécie, conforme informou a polícia. Os criminosos fugiram e - até a publicação desta matéria - não foram localizados ou identificados.

O motorista prestou queixa na Delegacia de Polícia Civil local, que deve investigar o caso.

Imagem: Reprodução da internet

FUTEBOL: BRASIL VENCE COLÔMBIA POR 2 a 0 E PEGA HONDURAS NA SEMIFINAL DA RIO 2016

A informação é da Agência Brasil -

A seleção brasileira de futebol venceu por 2 a 0 a Colômbia e carimbou, neste sábado (13), o passaporte para a semifinal dos Jogos Olímpicos Rio 2016.

Na partida das quartas de final, de falta, o primeiro a marcar foi Neymar, aos 12 minutos do primeiro tempo. Depois, foi a vez de Luan balançar a rede na Arena Corinthians, em São Paulo, aos 38 minutos do segundo tempo.

Semifinal

O próximo adversário do Brasil, já na fase semifinal olímpica será Honduras. O jogo será quarta-feira (17), às 13h, no Maracanã. A partida será em busca da segunda final consecutiva, já que em 2012 o Brasil perdeu para o México e ficou com a prata. A outra semifinal será disputada entre Alemanha e Nigéria, às 16h. Os vencedores se enfrentarão na decisão de sábado (20), também no Rio de Janeiro.

Jogadas violentas

A partida foi marcada por jogadas violentas da equipe colombiana, especialmente em cima do capitão brasileiro Neymar. Aos 40 minutos do primeiro tempo, jogadores das duas equipes protagonizaram uma briga em campo e o camisa 10 brasileiro levou um cartão amarelo por uma falta violenta em Roa. Na sequência, o colombiano Wilmar Barrios foi quem levou cartão amarelo por atingir Neymar.

Já no final do primeiro tempo, o craque do Brasil foi agredido outras duas vezes e, na última, Preciado também foi punido com cartão amarelo.

Uniforme

Pela primeira vez nestes Jogos Olímpicos Rio 2016, a seleção brasileira masculina entrou em campo de camisa amarela, shorts e meiões brancos. Os jogadores vinham usando, até agora, calções azuis.

Imagem: Reuters/Paulo Withaker/Direitos Reservados

sábado, 13 de agosto de 2016

SPORT VENCE O FLAMENGO POR 1 a 0 E JÁ É O 9º COLOCADO DA SÉRIE A DO BRASILEIRÃO

A informação é do Portal FOLHApe -

No embate entre rubro-negros, o Sport levou a melhor sobre o Flamengo, vencendo por 1x0, neste sábado (13), na Arena Pernambuco, e completou o seu sexto jogo sem saber o que é perder. Com o gol de Edmílson, aos 24 minutos do primeiro tempo, o Leão chegou aos 26 pontos, assumindo a nona colocação provisória do Brasileirão 2016. Num jogo marcado pelos transtornos para chegar ao estádio, os leoninos superaram até mesmo a saída do craque Diego Souza, logo no começo da partida. Secando os rivais no decorrer desta rodada, os pernambucanos só voltam a campo no próximo sábado, contra o Botafogo, fora de casa.

Com tantos transtornos para se chegar ao estádio, a partida começou com um público fraco para o que era esperado. Até a metade do primeiro tempo era possível ver rubro-negros adentrando à Arena Pernambuco. E se o clima começou morno nas arquibancadas, dentro de campo não foi diferente. Com a cautela tomando conta das duas equipes, o quadro ficou desfavorável ao Sport aos seis minutos, quando o meia Diego Souza deixou o campo com um estiramento no músculo posterior da coxa esquerda. No seu lugar, entrou o contestado Edmílson, que passou a jogar como referência, com Rogério passando para o lado esquerdo e Gabriel Xavier centralizado. E não é que quis o destino pregar uma peça nos leoninos. Aos 24 minutos, Rogério recebeu presente da zaga, driblou dois e tocou para o meio da área para justamente Edmílson chegar escorando e abrir o placar. Festa geral dos que já estavam e dos que ainda passavam pelos portões da Arena.

Sem a sua grande referência em campo, o Leão não se abateu e conseguiu construir jogadas ofensivas, atraindo o Flamengo e saindo no contra-ataque em velocidade. Numa dessas rápidas descidas, Everton Felipe recebeu na direita e bateu rasteiro cruzado, com a bola raspando a trave. Sem chances reais, o Flamengo se limitou a cercar a área adversária.

Na etapa final, o Flamengo saiu um pouco mais para o jogo em busca do empate. E quase conseguiu êxito logo aos quatro minutos, quando Chiquinho recebeu lindo lançamento de Rafael Vaz e cruzou com perigo para a zaga afastar. A resposta do Sport veio um minuto depois, com Gabriel Xavier batendo para fora quando tinha a opção de assistência para Rogério. Sem ousadia, os cariocas não conseguiam penetrar no bloco pernambucano.

Mal em campo, Everton Felipe saiu para a entrada de Apodi. A mudança fez o Sport ficar soberano no jogo, comandando as ações ofensivas. Aos 23 minutos, Rogério repetiu a parceria e serviu Edmílson, que ficou cara a cara com Alex Muralha, mas o goleiro levou a melhor. Melhor em campo, Rogério fez nova jogada, mas acabou perdendo a chance dois minutos depois. Sem forças para reagir, o Flamengo não conseguiu escapar da derrota.

Imagem: Flávio Japa/Folha de Pernambuco

COMUNICADO! TORNEIO DE FUTSAL DO DIA DOS PAIS É ADIADO EM XUCURU

A informação é da organização do evento - 

Atenção! A organização do torneio de futsal do Dia dos Pais, que ocorreria neste domingo, dia 14, na quadra poliesportiva Natanael Tavares, da Escola de Xucuru, comunica que, por motivo superior, o evento foi adiado para outra data, a ser informada muito em breve.

Ao mesmo tempo, os organizadores pedem a compreensão de todos os times que estão inscritos, e que a mesma escala de sorteio para as disputas será mantida para quando o torneio ocorrer em outra ocasião, assim a ser marcada e amplamente divulgada.

Portanto, o torneio de futsal em homenagem ao Dia dos Pais, que comemora-se neste domingo, será realizado em breve em Xucuru, a organização agradece a compreensão de todos. Agradece, Congo, Amadeu e amigos.

Imagem: Reprodução

BRASIL VACINA MAIS DE MEIO MILHÃO DE PESSOAS CONTRA A DENGUE

A informação é da AFP - Agence FRANCE-PRESS -

A primeira campanha de vacinação contra a dengue na América começou neste sábado no Brasil, onde meio milhão de pessoas receberão a primeira vacina autorizada no mundo contra esta doença, anunciou o laboratório que a produz.

A empresa francesa Sanofi Pasteur informou em um comunicado que a campanha, que será realizada no Paraná, é o "primeiro programa público de vacinação contra a dengue no continente americano".

A "Dengvaxia", primeira vacina autorizada para a prevenção da dengue, precisou de 20 anos de pesquisas e 1,5 bilhão de euros de investimentos. México, Filipinas, El Salvador e Costa Rica já a homologaram.

"Vamos vacinar, nas próximas três semanas, todos os indivíduos de 15 a 27 anos de 28 localidades e, nas duas regiões de nosso estado onde a dengue está mais presente, todos os indivíduos de nove a 44 anos", anunciou Michele Caputo Neto, secretária-geral de Saúde, citada no comunicado.

Segundo ela, a campanha de vacinação pode "implicar em cinco anos uma redução de 74% da doença nestas localidades muito afetadas", com base em um estudo publicado no Brazilian Journal of Health Economics.

No Paraná, que conta com 10 milhões de habitantes, a incidência da dengue e o número de falecimentos devido a esta doença triplicaram nos últimos anos, segundo o grupo farmacêutico.

A dengue, uma doença febril transmitida pelos mosquitos, matou mais de 800 pessoas em 2015 no Brasil.

Imagem: Reprodução da internet

BRASIL SUPERA AUSTRÁLIA NOS PÊNALTIS E VAI À SEMIFINAL DO FUTEBOL FEMININO NA RIO 2016

A informação é da Agencia Brasil -

Não podia ser mais tenso. Com direito a disputa de pênaltis e erro de Marta, a seleção brasileira de futebol feminino superou a Austrália no Mineirão na madrugada deste sábado (13), e está nas semifinais das Olimpíadas de 2016. O Brasil dominou a partida, mas não conseguiu balançar as redes. Depois de um 0 a 0 no tempo normal e na prorrogação, a torcida explodiu quando a goleira Bárbara defendeu a cobrança da australiana Kennedy, cravando o placar de 7 a 6 na disputa de pênaltis.

O Brasil enfrentará agora a Suécia, na próxima terça-feira (16), no Maracanã. As suecas superaram os Estados Unidos também nos pênaltis, após o empate de 1 a 1 no tempo normal e na prorrogação.

O estádio recebeu um bom público. Haviam sido vendidos 52.255 ingressos. Foi a primeira vez nas Olimpíadas que o anel superior do Mineirão recebeu torcedores para partida de futebol feminino. Nos outros quatro jogos, foram ocupados apenas assentos do anel inferior.

Espírito olímpico

Além de camisas da seleção brasileira, uniformes de Atlético-MG e Cruzeiro foram os trajes escolhidos por muitos torcedores. Para o analista de segurança da informação Plínio Devanier, a partida trouxe o espírito olímpico para a rivalidade dos dois maiores clubes de Minas Gerais. "As Olimpíadas favorecem a integração entre os povos. Estamos acolhendo e nos confraternizando com vários estrangeiros. E a integração entre torcedores rivais é também fundamental", diz

Aguardando o início da partida nos arredores do Mineirão, Plínio, que é atleticano, tomava uma cerveja com o engenheiro civil e cruzeirense Paulo Henrique de Oliveira. Eles haviam acabado de se conhecer. "Na partida entre Estados Unidos e Nova Zelândia eu também vim para cá com um amigo cruzeirense de infância. Foi a primeira vez que viemos juntos a um jogo de futebol", diz Plínio.

O engenheiro eletricista mineiro Rafael Lima veio de Fortaleza, onde mora atualmente, para prestigiar as jogadoras brasileiras. "Já que não consegui ver essa partida lá, peguei o avião para estar aqui hoje".

Muitos torcedores vieram ao Mineirão munidos também de cartazes críticos ao presidente interino Michel Temer. Ao final do primeiro tempo, torcedores em todo o estádio se manifestaram sobre a situação política do país aos gritos do "Fora Temer". Parte dos presentes vaiou o protesto.

Sem gols

Apesar do placar não ter se alterado, o primeiro tempo foi bastante disputado e as duas equipes poderiam ter saído com a vitória. O Brasil mostrou mais volume desde o início da partida, mas a Austrália encaixou boas jogadas. Foram as brasileiras que sofreram o primeiro susto. Aos 14 minutos, a lateral australiana Catley quase fez um gol sem querer. Em uma tentativa de cruzamento, a bola passou rente a trave.

A resposta veio rápido. Aos 15, a lateral esquerdo Tamires roubou a bola e passou para a atacante Debinha que chutou de fora da área obrigou a goleira australiana Lydia Willians a fazer a primeira boa defesa. O jogo seguia bem movimentado, e a torcida empurrava cantando, gritando o nome de Marta e fazendo "ola".

Aos 20 minutos, o técnico australiano foi obrigado a fazer sua primeira substituição. A lateral Cathy saiu contundida e, em seu lugar, entrou Logarzo. Apesar do barulho, o público não intimidava as estrangeiras. Aos 21 minutos, em um vacilo da defesa brasileira, Simon recebeu pela esquerda e bateu cruzado para fora. Logo na sequência, a goleira brasileira Bárbara quase se enrolou ao tentar sair jogando com os pés e por muito pouco não foi desarmada.

Após dois sustos, o Brasil voltou a incomodar. Aos 29 minutos, o Brasil criou mais uma boa oportunidade de gol, após jogada de Formiga. Mesmo tendo a opção do chute, ela rolou para Thaisa que finalizou muito fraco nas maos da goleira. As brasileiras ainda perderiam mais uma chance aos 43. Debinha recebeu uma enfiada de Andressa Alves, cortou a zagueira australiana, mas chutou por cima do travessão.

Chances perdidas

O Brasil voltou para o segundo tempo com uma proposta ainda mais ofensiva, mas pecou nas finalizações. Logo aos três minutos, Andressa Alves arriscou na entrada da área e obrigou Lydia Willians a fazer uma boa defesa. Quatro minutos mais tarde, Bia não conseguiu aproveitar um cruzamento e perdeu um gol incrível. Na hora da finalização, a zagueira Kennedy chegou para cortar.

As brasileiras voltariam a chegar perto de abrir o placar em finalizações de Debinha, aos 14 minutos, e de Marta, aos 17. A primeira chutou por cima do gol e a segunda não superou a goleira adversária. O bom futebol, com dribles e boas tabelas, seguia contagiando os torcedores. Um festival de luzes de celular tomou conta do estádio.

A Austrália, que apenas se defendia, tentou mudar o panorama do jogo trocando a atacante Simon pela também ofensiva Heyman. O Brasil fez sua primeira substituição. A lateral direita Poliana entrou no lugar de Fabiana. O jogo pouco se alterou. As brasileiras seguiram pressionando e as australianas tentavam jogar no contragolpe.

Andressa Alves perdeu nova oportunidade aos 28 minutos, quando recebeu a bola livre na entrada da área mas chutou torto. O treinador australiano decidiu reforçar a defesa e fez mais uma alteração. Colocou a zagueira Polkinghorne no lugar da meio De Vanna.

Parte de estádio decidiu empurrar as brasileiras ao som de "eu acredito". Outra parte reprovou a ideia com vaias, evidenciando a rivalidade entre atleticanos e cruzeirentes. O grito se tornou um marco da conquista do Atlético-MG na conquista da Libertadores de 2013.

Aos 38 minutos, Marta arrancou com a bola do campo de defesa e passou por três jogadores, mas mandou a bola pela linha de fundo. Como resposta, a Austrália finalmente conseguiu assustar. Logarzo soltou uma pancada da entrada da área e a bola foi no travessão.

O Brasil ainda teria duas boas chances antes do juiz encerrar a etapa complementar. Uma em cabeçada de Andressa Alves que resultado numa defesa milagrosa de Williams. A outra, em tabela entre Marta e Tamires, que tentou jogar a bola na pequena área e quase viu a australiana Kennedy cortar a bola para o próprio gol já nos acréscimos.

Tensão e alívio

A prorrogação começou com boa chance australiana já aos 2 minutos. A volante Gorry chegou pela direita e mas mandou a bola na rede pelo lado de fora. A torcida voltava a entoar o grito de "eu acredito" e o Brasil continuava a pecar nas finalizações. Aos 4, Bia recebeu de Debinha na entrada da área, mas chutou fraco e a bola saiu na linha de fundo após desviar na defesa da Austrália. A jogadora brasileira perderia mais uma oportunidade em uma cabeçada para fora aos 12 minutos.

Ao fim do primeiro tempo da prorrogação, o técnico australiano fez sua quarta e última alteração, sacando Kerr e colocando Crummer. A Fifa está testando durante as Olimpíadas partidas de futebol com quatro substituições para cada time.

Os últimos 15 minutos da partida teve predominância do Brasil. Logo aos 2 minutos, Andressa Alves cobrou uma falta na entrada da área por cima do gol. No lance seguinte, Debinha foi prensada na hora de uma finalização no meio da área. E aos 5, Marta errou o alvo em novo chute de fora da área.

As melhores chance da Austrália vieram aos 8 e aos 9 minutos, com um falta que Egmond isolou e com um chute na entrada da área que passou a esquerda do gol de Bárbara. Arriscando uma última cartada, o técnico brasileiro Vadão pôs a meia Andressinha no lugar da volante Thaisa. Mas não foi suficiente. O Brasil seguiu pressionando e, aos 13, Marta fez grande jogada, driblando a zaga australiana na direita. Seu chute porém parou na goleira Willians.

A disputa de pênaltis repetiu a tensão do jogo. Marta, principal jogadora da equipe brasileira, errou o quinto pênalti e, se não fosse a goleira Bárbara, o Brasil teria sido eliminado. Ela saltou para defender a cobrança de Gorry. E depois mais uma vez pegou a tentativa de Kennedy, fazendo a torcida explodir. Os gols brasileiros foram marcados por Andressa Alves, Andressinha, Bia, Rafaelle, Debinha, Mônica e Tamires.

Imagem: Reuters

sexta-feira, 12 de agosto de 2016

CAMPANHAS ELEITORAIS COMEÇAM NA PRÓXIMA TERÇA-FEIRA (16)

A informação é do Blog do Magno Martins -

Na próxima terça-feira (16), tem início a propaganda eleitoral. Até o dia 1º de outubro, os candidatos a prefeito e a vereador estão autorizados a fazer campanha para as eleições 2016, mas devem ficar atentos às restrições impostas pela legislação eleitoral.

As regras para a propaganda em 2016 estão dispostas na Resolução TSE nº 23.457/2015, que também trata do horário gratuito no rádio e na TV e das condutas ilícitas na campanha. As punições para quem cometer irregularidades vão de multa até detenção.

Internet

É permitido fazer propaganda eleitoral na internet em sites do candidato, do partido ou coligação e por meio de mensagem eletrônica para endereços cadastrados gratuitamente por eles mesmos.

O uso de blogs, redes sociais, sites de mensagens instantâneas e assemelhados também está autorizado. Sob qualquer forma, é vedada a propaganda paga na internet.

Som

O uso de alto-falantes ou amplificadores de som em veículos e sedes de partidos ou coligações é liberado das 8 horas às 22 horas.

A circulação de carros de som e minitrios, como meio de propaganda eleitoral, devem observar o limite de 80 decibéis de nível de pressão sonora.

Os comícios são permitidos das 8h à meia-noite, mas a Lei das Eleições (Lei nº 9.504/97) proíbe a realização de showmício e de evento assemelhado para promover candidatos, assim como a apresentação, remunerada ou não, de artistas com a finalidade de animar comício e reunião eleitoral.

Rádio e TV

A propaganda em rádio e TV é restrita ao horário eleitoral gratuito, que começa dia 26 de agosto. A propaganda partidária não será veiculada no segundo semestre.

Jornais e revistas

Os candidatos estão autorizados a fazer anúncios pagos na imprensa escrita, com a respectiva reprodução na internet, de até 10 anúncios de propaganda eleitoral em datas diversas, por veículo, no espaço máximo por edição, para cada candidato, partido ou coligação, de 1/8 de página de jornal padrão e 1/4 de página de revista ou tabloide.

Bens públicos e particulares

É vedada a veiculação de propaganda de qualquer natureza, inclusive pichação, inscrição a tinta, colocação de placas, faixas, estandartes, cavaletes, bonecos e peças afins em bens em que o uso dependa de cessão ou permissão do poder público, ou que a ele pertençam. A proibição se estende aos bens de uso comum, inclusive postes de iluminação pública, sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e outros equipamentos urbanos.

Mesas para distribuição de material e bandeiras ao longo das vias públicas devem ser móveis e não podem dificultar o bom andamento do trânsito de pessoas e veículos - a colocação e a retirada dos meios de propaganda devem ocorrer entre as 6h e às 22 horas.

Já a propaganda em bens particulares pode ser feita somente em adesivo ou papel, com dimensão máxima de meio metro quadrado. Nos carros, são permitidos adesivos microperfurados até a extensão total do para-brisa e, em outras posições, adesivos até a dimensão de 50cm x 40cm.

Folhetos e outros materiais

A propaganda eleitoral por meio de folhetos, adesivos, volantes e outros impressos deve ser editada sob a responsabilidade do partido, coligação ou candidato, e deve trazer o CNPJ ou o CPF do responsável pela confecção, bem como de quem a contratou, e a respectiva tiragem. Brindes, camisetas, chaveiros, bonés, canetas, cestas básicas ou qualquer outro bem ou material que possa proporcionar vantagem ao eleitor são vedados pela legislação eleitoral.

Imagem: Reprodução da internet

VENTUROSA, PE, ESTÁ SEM AGÊNCIA BANCÁRIA HÁ MAIS DE UM ANO, APÓS EXPLOSÃO DE COFRE

A informação é do G1 CARUARU -

A única agência bancária de Venturosa, no Agreste de Pernambuco, está sem funcionar há mais de um ano. De acordo com a Polícia Militar, aproximadamente 12 pessoas explodiram o cofre do banco e também fizeram cinco moradores reféns em 4 de agosto. Os clientes estão buscando atendimento na agência dos Correios do município e em cidades vizinhas.

Em nota enviada à TV Asa Branca, a assessoria do Banco do Brasil informou que ainda não tem previsão para a retomada completa do atendimento da agência. Além das agências e dos correspondentes de outras cidades, a população pode ter atendimento via central telefônica, celular e internet. A instituição informou que mantém parceria com a Caixa Econômica Federal, onde as casas lotéricas também podem atender clientes do Banco do Brasil para saques, consultas a saldos e extratos.

Grande parte do prédio foi destruído há um ano, mas os serviços não voltaram a funcionar completamente. Erlan Tenório reclamou que toda vez que vai ao banco não consegue ser atendido.  "Não tem condições. Não tem saque, depósito. Tem dia que a gente chega aqui, só tem direito a 16 senhas porque só 16 pessoas podem ser atendidas. É ruim a situação", afirmou.

Os moradores reclamam da demora no atendimento dos Correios. "Uma fila para Correios, para banco, para pagamento. Tudo uma fila só. Muitas vezes a gente chega no caixa e não tem o dinheiro ou falta alguma coisa", afirmou a professora Silvaneide Bezerra. Além de enfrentar fila nos Correios, os moradores ainda precisam ir a outras cidades, como Pedra e Alagoinha, no Agreste.

O comércio em Venturosa também fica prejudicado. O comerciante Paulo Cavalcanti reclamou de queda nas vendas. "Como a gente depende muito desse banco, a população está se deslocando para outras cidades e acaba fazendo nessas cidades vizinhas as compras".

Imagem: Divulgação/ Polícia Militar/Agreste

CRISE E NOVA REGRA REDUZEM PESQUISAS ELEITORAIS

A informação é do DIARIO DE PE -

A crise econômica e as mudanças nas regras eleitorais para as eleições deste ano já afetam o mercado de pesquisas eleitorais. O número de contratações dos institutos diminuiu e a expectativa é de que o faturamento seja pelo menos 30% inferior na comparação com as eleições municipais de 2012. No próprio Tribunal Superior Eleitoral (TSE), os dados revelam essa queda. Entre 1.º janeiro e 11 de agosto deste ano foram registradas 1.208 pesquisas, ante 1.816 no mesmo período em 2012, redução de 33,5%.

Não há registro do número de pesquisas nas eleições anteriores. Em um dos principais institutos do País, o Ibope, a projeção é de diminuição entre 20% e 25% do faturamento na parte eleitoral neste ano.

"Vendo as mudanças das regras e o encurtamento da campanha, já imaginei, ao montar o planejamento, que teríamos 25% menos de faturamento em relação a 2012. A incógnita é se vai ser pior ainda do que isso", disse Marcia Cavallari, CEO do Ibope Inteligência.

De acordo com ela, no mesmo período na eleição de 2012 havia mais projetos fechados e com mais rodadas de pesquisa. Agora, são menos projetos e as rodadas foram substituídas por pesquisas pontuais.

"Primeiro porque diminuiu o prazo da campanha. Segundo porque dificultou a arrecadação dos candidatos. Terceiro porque, independentemente disso, com a crise econômica a doação individual também fica mais difícil. Então já dá pra falar que vai ser menor (o faturamento)", afirmou Marcia.

Outro grande instituto de pesquisa, o Datafolha, prevê uma redução em 15% nas contratações neste ano em relação a 2012. Mas informa que isto advém mais da crise econômica do que das mudanças na legislação, tendo em vista que não trabalha para campanhas.

Para o diretor de pesquisa do Datafolha, Alessandro Janoni, as campanhas neste ano terão perfil diferente. "O principal impacto desse cenário sobre a eleição é que não haverá espaço para o erro nas campanhas. Institutos trabalharão para levantar dados que minimizem ao máximo problemas de comunicação e estratégias de persuasão. Investimentos serão racionalizados com base nos resultados das pesquisas e direcionados na busca por efetividade. Tudo isso concentrado em um número reduzido de levantamentos."

Legislação
A arrecadação das campanhas se tornou mais difícil porque o Supremo Tribunal Federal julgou inconstitucional a doação empresarial para as campanhas em 2015.

Já o tempo de campanha foi reduzido de 90 dias para 45 dias após a minirreforma eleitoral aprovada pelo Congresso.

Parlamentares também incluíram no texto a redução do horário eleitoral gratuito, chamado no jargão dos marqueteiros de "blocos de propaganda", e a ampliação das inserções de 30 segundos ao longo da programação. Antes, eram veiculados em dois períodos diários de 30 minutos. Agora serão dois de 10 minutos em rádio e televisão. As inserções passarão de 30 minutos para 70 minutos por dia.

Essa mudança é considerada um fator a mais na contratação dos institutos. O motivo é que pesquisas qualitativas, que não têm fundamento estatístico e servem para levantar aspectos subjetivos sobre determinado assunto, costumam ser mais utilizadas para avaliar o efeito dos blocos no eleitorado. Por exemplo, se um programa eleitoral foi agressivo ou ameno com algum adversário. Por meio delas, os institutos cobram mais caro e, por consequência, faturam mais.

Já as quantitativas são feitas por critérios estatísticos e apontam fatores como a percepção positiva ou negativa sobre algum programa e a intenção de voto em um candidato.

Como os blocos de propaganda serão reduzidos neste ano, há a avaliação de que as qualitativas tendem também a diminuir. "Houve redução do tempo do horário eleitoral gratuito e aumento no número de inserções. Isso muda a maneira como se fará a pesquisa para avaliar o impacto deles no eleitorado", afirmou João Francisco Pereira de Meira, presidente do Vox Populi e vice-presidente da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa (Abep). "As pesquisas qualitativas devem sofrer redução e, como são mais caras que as quantitativas, o faturamento tende a ser menor.

Internet
Meira menciona outro fator para a redução do faturamento: o aumento do número de pesquisas pela internet. "De 2012 para cá cresceram muito novos métodos de pesquisa, como as pesquisas pela internet. São precisas e baratas."

Alguns marqueteiros, contudo, resistem a esse modelo. Um deles, que comandará uma campanha em um grande cidade, disse que pesquisas pela internet são distorcidas, pois o universo pesquisado não corresponde ao perfil socioeconômico do brasileiro.

Imagem: Reprodução da internet

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More