VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

quarta-feira, 31 de dezembro de 2014

QUATRO APOSTAS DIVIDEM O PRÊMIO DE R$ 263 MILHÕES DA MEGA-SENA DA VIRADA

Com informações do G1 -

Quatro apostas vão dividir o prêmio da Mega da Virada, sorteada na noite desta quarta-feira (31), informou a Caixa Econômica Federal (CEF). Duas apostas foram feitas em São Paulo, uma em Brasília e outra em Santa Rita do Trivelato (MT). Cabe a cada uma delas R$ 65.823.888,16.

O rateio deste ano foi de R$ 263,29 milhões, o  maior da história das loterias no país. A quantia é superior à estimativa inicial, que havia sido de R$ 240 milhões.
Confira as dezenas sorteadas: 20 - 11 - 16 - 01 - 56 - 05.

A Quina premiou 2.581 apostas com R$ 19.764,32. A Quadra registrou 168.546 apostas vencedoras e cada uma receberá R$ 432,36.

O sorteio ocorreu às 20h25 desta quarta-feira, no estúdio da Rede Globo, em São Paulo.

Do início das apostas, em 10 de novembro, até seu seu encerramento às 14h desta quarta-feira, foram realizadas mais de 348 milhões de apostas em todo país, numa arrecadação total de R$ 871,3 milhões.

O prêmio deste ano supera em quase R$ 40 milhões o valor pago em 2013 e quebra o recorde da Mega da Virada de 2012, que pagou R$ 244 milhões.

ANTES DE COMPLETAR DEZ ANOS, PROUNI JÁ OFERECEU MAIS DE UM MILHÃO DE BOLSAS

Com informações do NE10/VESTIBULAR -

O Programa Universidade para Todos (ProUni) só completa dez anos no dia 13 de janeiro de 2015, mas já alcançou a marca de 1,2 milhão de estudantes beneficiados por bolsas em todo o País. A análise do ciclo ainda revela que o ano de 2014 foi o que mais ofereceu vagas desde a criação do benefício, com 306.726 bolsas ofertadas.

O ProUni foi criado para atender a estudantes que cursaram o ensino médio na rede pública ou na rede particular na condição de bolsista. Os selecionados recebem bolsas integrais ou parciais para realizarem cursos de graduação ou sequenciais de formação específica em instituições privadas de ensino superior.

Segundo levantamento do Sistema do ProUni (SisProUni), do total de bolsas concedidas ao longo dos quase dez anos, 69% (ou 873.648) são integrais e (ou 400.017) 31% parciais. Na análise regional, o Nordeste é o terceiro com maior número de bolsistas, com 15%, antecedido pelo Sudeste (51%) e Sul (19%). No fim do ranking estão Centro-Oeste (10%) e Norte (6%).

O levantamento do sistema ainda revela que a maior parte dos beneficiados ao longo dos anos foi de mulheres (52%). Quanto à raça, a maior parte dos bolsistas são brancos (46,6%), seguidos dos parda (37,3%), preta (12,5%), amarela (1,8%) e indígena (0,1%). Do total, 1,8% não informaram.

PRÊMIO DA MEGA-SENA DA VIRADA SOBE PARA R$ 263 MILHÕES

Com informações do G1 -

O prêmio da Mega-Sena da Virada aumentou para R$ 263,29 milhões e passa a ser a maior premiação da história das loterias do Brasil, informou a Caixa Econômica Federal na tarde desta quarta-feira (31). O valor previsto anteriormente era de R$ 240 milhões.

O sorteio do concurso 1664 acontece nesta quarta-feira a partir das 20h (horário de Brasília) com transmissão ao vivo pelos principais canais de TV aberta e no portal G1.

De acordo com a Caixa, foram realizadas mais de 348 milhões de apostas em todo país, numa arrecadação total de R$ 871,3 milhões.

O prêmio supera em quase R$ 40 milhões o valor pago em 2013 e quebra o recorde da Mega da Virada de 2012, que pagou R$ 244 milhões.

As apostas foram encerradas às 14h desta quarta-feira. Durante a manhã e o início da tarde, diversas cidades no país tiveram grandes filas na lotéricas.

O prêmio da Mega da Virada não acumula. Caso não haja ganhador com as seis dezenas sorteadas, o valor será dividido entre os que acertarem cinco números, e assim por diante.

Em 2013, quatro apostas dividiram a Mega-Sena da Virada. As apostas foram feitas em Curitiba, Palotina (PR), Maceió e Teofilândia (BA). Coube a cada uma delas um prêmio de mais de R$ 56 milhões.

A Caixa recomenda que o apostador se identifique no verso do recibo de sua aposta informando nome completo, número do documento de identificação (RG) e do CPF. Dessa forma, o apostador garante que ninguém, além dele mesmo, retire seu prêmio.

É importante também ficar atento às datas. O prêmio de qualquer uma das Loterias da Caixa prescreve em 90 dias, a contar da data do sorteio. Depois desse prazo, o apostador não pode mais resgatar e o valor é repassado ao Fundo de Financiamento Estudantil (Fies).

JÁ É 2015 EM VÁRIAS CIDADES DO MUNDO

Com informações do NE10 -

O ano novo já chegou na Oceania e nas Ilhas do Pacífico Sul. As celebrações para saudar 2015 começaram às 8h (horário de Brasília) nas remotas ilhas de Samoa, Kiribati e Tokelau, na Nova Zelândia. A Austrália comemorou a virada às 11h (horário de Brasília). Em seguida, foi a vez do Japão e Coreia do Sul.

As margens da baía de Sydney, capital australiana, foram tomadas por cerca de 1,5 milhão de pessoas, que assistiram ao tradicional show pirotécnico. Já os neozelandeses acompanharam os fogos de artifício na Sky Tower, um dos mais famosos pontos turísticos do país.

Em Tokyo, no Japão, quem acompanhou a virada na Torre de Tóquio lançou balões brancos no céu, carregando os desejos para 2015. Já os sul-coreanos tocaram o tradicional sino para saudar o Ano-Novo, na cidade de Paju, próxima da zona desmilitarizada que divide as duas Coreias.

Com um show de fogos de artifício que iluminou por oito minutos seus arranha-céus, Hong Kong iniciou suas celebrações do Ano Novo na China. Em Pequim, a candidatura da cidade aos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 concentrou as celebrações no parque olímpico da capital, na presença de atletas e do pianista Lang Lang.

Confira imagens do Réveillon ao redor do mundo:








Fotos: AFP

AFRICANOS DA ETIÓPIA VENCEM A CORRIDA DE SÃO SILVESTRE 2014

Com informações do Globoesporte.com -

"Hoje a festa é sua, hoje a festa é nossa, é de quem quiser, quem vier", diz a música que embala as comemorações de fim ano e parece retratar o espírito da São Silvestre. Com o grande número de 30 mil competidores de 42 países, a tradicional prova de 15km disputada nas ruas de São Paulo, no dia 31 de dezembro, teve realizada nesta quarta-feira a sua 90ª edição. E, por mais um ano, os africanos desembarcaram no Brasil, tomaram conta da festa e não deram chance para os atletas brasileiros, que não vencem dentre os homens desde 2010 e dentre as mulheres desde 2006. Porém, se nas últimas temporadas, o domínio era queniano, desta vez só deu Etiópia. 

Com uma arrancada na transição da Avenida Brigadeiro Luis Antônio para a reta final na Paulista, Ymer Wude Ayalew, vencedora da São Silvestre em 2008, conquistou o bicampeonato ao cruzar a linha de chegada em primeiro lugar, com o tempo de 50min43s, seguida de perto pela compatriota Netsanet Kebede (50min43s). A melhor brasileira foi Joziane Cardoso, com a modesta oitava posição. Dentre os homens, o vitorioso foi Dawit Admasu, com o tempo de 45min04s, apenas um segundo à frente do queniano Stanley Kooch. O melhor brasileiro foi Giovani dos Santos, com a quinta colocação (45min22s).

- Os africanos chegam muito fortes, mas eu também estou trabalhando bastante. Estou feliz de ter conquistado mais um pódio. Uma hora, a São Silvestre vai ser minha, vai chegar essa hora. Quero agradecer a todos que torceram por mim - afirmou Giovani.

Os relógios marcavam 8h40 (de Brasília), quando a elite feminina largou em frente ao museu Masp na Avenida Paulista. Com temperatura de 24 graus, as brasileiras Sueli Pereira e Joziane Cardoso tentavam manter o mesmo ritmo das favoritas quenianas Nancy Kipron e Prsicah Jeptoo, além da etíope Ymer Wude Ayalew. Porém, após os primeiros minutos as africanas já deixavam claro que dominariam a prova por mais um ano. Sueli conseguia manter-se no pelotão de frente, porém já dava indícios de que não suportaria o ritmo forte das estrangeiras. 

Com seis atletas, a nata da prova feminina caminhava com passadas largas na Barra Funda, quando às 9h04, os homens largavam na Paulista. Na frente, a elite partia em busca de um grande resultado na importante prova de rua paulistana. Em busca do bicampeonato, o etíope Tariku Bekele tomava a dianteira, mas tinha ao seu lado os quenianos Mark Korir e Stanley Koech e o brasileiro Giovani dos Santos. A grande festa vinha vários metros atrás, onde atletas amadores e gente do Brasil inteiro lotava a avenida mais famosa de São Paulo para celebrar o fim de ano praticando esporte e tentar completar os 15km da 90ª edição da prova mais popular do atletismo brasileiro.

As atléticas etíopes Ymer Wude Ayalew e Netsanet Kebede se desgarraram do pelotão e seguiram juntas em uma empolgante disputa rumo ao topo. A definição só aconteceu no quilômetro final, quando Ayalew demonstrou o seu conhecimento de campeã da prova para dar um sprint final, deixar a compatriota para trás e celebrar o bicampeonato nas ruas paulistanas. A melhor brasileira foi Joziane Cardoso, que ficou com a oitava colocação.

Com o fim da prova feminina, todas as atenções puderam ser voltadas para a disputa entre os homens. E o que se viu foi o etíope Dawit Admasu acelerar na subida da Avenida Brigadeiro Luís Antônio. Apesar de estar seguido de perto pelo queniano Stanley Kooch, ele entrou triunfante na reta final, na Paulista, e cruzou a linha de chegada com o bom tempo de 45min04s. Stanley veio logo atrás, com 45min05s. Fabiano Naasi, da Tanzânia, foi o terceiro colocado, com 45min10s. Mark Korir, do Quênia, ficou em quarto (45min19s) e Giovani dos Santos foi o melhor brasileiro, ao fechar a prova em quinto lugar, com o tempo de 45min22s.


RESULTADOS

Masculino:

1. Dawit Admasu (ETI) - 45min04s
2. Stanley Kooch (QUE) - 45min05s
3. Fabiano Naasi (TAN) - 45min10s
4. Mark Korir (QUE) - 45min19s
5. Giovani dos Santos (BRA) - 45min22s

Feminino:

1. Ymer Wude Ayalew (ETI) - 50min43s
2. Netsanet Kebede (ETI) - 50min46s
3. Prisca Jeptoo (QUE) - 51min29s
4. Feyse Boru (ETI) - 52min31s
5. Delvine Meringor (QUE) - 52min34s

Fotos: Divulgação

MINISTÉRIO PÚBLICO ELEITORAL PEDE A CASSAÇÃO DE SEIS GOVERNADORES ELEITOS E REELEITOS

Com informações do Blog de Inaldo Sampaio -

O Ministério Público Eleitoral está defendendo na Justiça a cassação do mandato de seis dos 27 governadores que foram eleitos em outubro último.

Os governadores são Fernando Pimentel (PT-MG), Camilo Santana (PT-CE), Wellington Dias (PT-PI), Simão Jatene (PSDB-MG), Ricardo Coutinho (PSB-PB) e Waldez Góes (PDT-AP).

Todos são acusados de utilizar recursos públicos, indevidamente, em suas campanhas eleitorais.

Na Paraíba, Coutinho responde a nove ações de investigação judicial eleitoral. Em uma delas, o procurador Rodolfo Alves, que também pede a cassação da vice Lígia Feliciano (PDT), afirma que a servidora Francisca de Lucena Henriques teria “conclamado prestadores de serviços a apoiarem a reeleição para garantir manutenção de empregos”.

GOVERNO DE EDUARDO CAMPOS TERMINA NESTA QUARTA-FEIRA

Com informações do Blog de Inaldo Sampaio -

Encerra-se hoje a passagem de João Lyra Neto pelo Governo do Estado de Pernambuco. Como ele próprio declarou antes de assumir o cargo, não seria um governo de cara própria e sim a continuidade da gestão do governador Eduardo Campos. Sua missão à frente do Palácio das Princesas, portanto, foi continuar o que já estava iniciado e fazer o ajuste necessário para que o Estado fechasse as suas contas sem infringir a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Além disso, sua passagem pelo governo coincidiu com o rompimento do seu antecessor com a presidente Dilma Rousseff, que se não chegou a penalizar o Estado por conta desse cisma também não manifestou a mesma boa vontade para liberar novos recursos. João Lyra Neto, pelo que se sabe, não tem projeto político imediato salvo a eleição da filha, Raquel, para a prefeitura de Caruaru em 2016. Mas pode ser um dos candidatos a senador pelo PSB (serão duas vagas) nas eleições de 2018.

Os acertos de Dilma

Dilma Rousseff pode até não estar fazendo o que prometeu na campanha eleitoral, mas muito do que fez até agora está no caminho certo. Exemplos? Colocar Armando Monteiro no Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Kátia Abreu na Agricultura, Joaquim Levy na Fazenda e Nélson Barbosa no Planejamento. Não interessa se essas pessoas são de “direita”, de “esquerda” ou de “centro”. E sim o fato de serem as pessoas certas para os lugares certos.

Regras – Com algum atraso, Dilma anunciou uma série de medidas para tornar mais rígidas as regras do seguro-desemprego, abono salarial, pensão por morte e auxílio doença. Foi apenas o começo da inevitável reforma previdenciária, sem a qual daqui a 20 anos o Brasil estará no fundo do poço. Essa reforma é mais urgente que a “política” e o próprio Congresso sabe disto.

Pensão – Apenas Marco Maciel e José Ramos recebem pensão especial como ex-governadores. Mas também a recebiam Barbosa Lima Sobrinho (até 2000) e Cid Sampaio (até 2010).

Convite – Informa Rubens Júnior, chefe de gabinete de João Lyra Neto, que todos os ex-governadores de Pernambuco foram convidados, por e-mail, para a posse de Paulo Câmara.

Atraso - Pernambuco ainda pena para concluir as Adutores do Pajeú e do Agreste, ao passo que Sergipe tem 5 mil km de adutoras construídas só na gestão do governador João Alves Filho.

Link – À frente da Secretaria dos Transportes, o deputado Sebastião Oliveira (foto) terá diálogo fácil com o futuro ministro da pasta, Antônio Carlos Rodrigues, que é o presidente de fato do seu partido (PR) e sempre teve boa relação com o também deputado Inocêncio Oliveira.

Drogas – O governador eleito Camilo Santana (CE) criou a Secretaria de Combate às Drogas e convidou para comandá-la a empresária Nicolle Barbosa, que era a candidata preferencial de Eduardo Campos a governadora e acabou sendo substituída pela deputada Eliane Novaes.

Divisão – Como diz o deputado Sílvio Costa (PSC), não foi apenas Dilma Rousseff que montou “governo de coalizão” para ter base de apoio. Para garantir a governabilidade, Geraldo Alckmin (PSDB-SP) deu a Secretaria de Justiça ao PTB, a de Agricultura ao PPS, a de Habitação ao DEM, a do Esporte ao PRB, a do Trabalho e Emprego ao Solidariedade e a do Meio Ambiente ao PV.

Alerta – Um dos primeiros atos do deputado estadual eleito, Lucas Ramos (PSB), na Assembleia Legislativa, será propor uma reunião do Comitê Integrado de Convivência com o Semiárido para debater o alerta do INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais) de que teremos nova seca no Nordeste em 2015. O jovem deputado pretende, no mandato, priorizar essa questão.

terça-feira, 30 de dezembro de 2014

CONTA DE LUZ TEVE REAJUSTE DE MAIS DE 16% EM 2014

Com informações da Agência Brasil -

O ano de 2014 não será lembrado com alegria pelos consumidores de energia elétrica. Com o setor em dificuldades financeiras e a falta de chuvas, que encareceu o preço da energia, os reajustes aplicados nas contas de luz foram altos, chegando a uma média de 16,6% de aumento para os consumidores residenciais.

A empresa que teve o maior reajuste na tarifa de energia em 2014, entre as 64 distribuidoras do país, foi a Companhia Energética de Roraima (CERR). O aumento chegou a 54,06%. Também estão no topo da lista a Elektro, de São Paulo, com 35,77%, a Centrais Elétricas do Pará (Celpa), com 34,41%, e a Companhia Luz e Força Santa Cruz (CPFL Santa Cruz), também de São Paulo, com 30,64%. Em 2013, o reajuste dessas distribuidoras não passou de 11%.

Todos os anos as companhias passam pelo processo de reajuste das tarifas, para que seja contemplado no preço que é cobrado dos consumidores os custos com a compra de energia e os índices de inflação. Ao analisar o reajuste de cada empresa, a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) leva em conta as despesas que a distribuidora teve para comprar energia das geradoras, ou seja, se a energia naquele ano foi mais cara, isso incidirá na conta de luz dos consumidores.Os altos reajustes deste ano podem ser explicados em parte por causa da falta de chuva que vem sendo registrada no país desde 2012. Com a seca, considerada a mais grave dos últimos 80 anos, as usinas hidrelétricas ficaram sem água suficiente para movimentar suas turbinas e gerar energia, por isso o país teve de recorrer às usinas termelétricas, movidas a gás natural, carvão e óleo diesel, que produzem energia mais cara.

Outro fator que agravou a crise no setor elétrico foi o cancelamento do leilão de energia previsto para o final de 2012. Segundo uma auditoria do Tribunal de Contas da União (TCU), a não realização do leilão fez com que muitas distribuidoras ficassem sem energia contratada à disposição, tendo que ir comprar no mercado de curto prazo, que já estava com os preços mais altos por fatores climáticos, como falta de chuva. Ainda de acordo com o TCU, falhas de regulação e a falta de planejamento comprometeram a redução das tarifas de luz prometida pelo governo.

As distribuidoras têm duas formas de comprar energia das geradoras para repassar aos consumidores: nos leilões promovidos pelo governo ou no mercado de curto prazo, onde os preços são negociados livremente. Com a crise hidrológica deste ano, o Preço de Liquidação de Diferenças (PLD), que é o valor da energia negociada no mercado de curto prazo, subiu muito.

No ano que vem, a tarifa de energia também deverá sofrer aumentos significativos, na avaliação de Nivalde de Castro, coordenador do Grupo de Estudos do Setor Elétrico (Gesel) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Segundo ele, os aumentos futuros estão ainda vinculados aos impactos da crise hidrológica e da fórmula equivocada de cálculo do PLD.

Também deverá influenciar na tarifa, em 2015, o pagamento do empréstimo que foi feito às distribuidoras por causa dos gastos a mais com a compra de energia no mercado à vista. Esses empréstimos, que somaram R$ 17,8 bilhões, serão repassados para as contas de luz dos consumidores entre 2015 e 2017.

Castro comemora a revisão da fórmula do PLD feita pela Aneel, que diminuiu o preço máximo de R$ 822,83 para R$ 388,48 o megawatt-hora, mas lembra que a medida só valerá para os próximos anos. “Todo o custo extra de 2014 terá que ser pago em 2015 e 2106. Assim, o cenário de preço para os consumidores não é muito promissor, indicando assim que será muito importante um esforço para reduzir o consumo de energia elétrica”, destaca Castro.

Ele ressaltou também que, a partir do ano que vem, entrará em vigor o sistema de bandeiras tarifárias, que permite o repasse mensal à conta de luz dos custos das distribuidoras com a compra de energia de termelétricas. “Ou seja, se não chover vamos pagar uma taxa extra relativa ao custo maior de colocar em funcionamento as usinas termelétricas. Se chover, o custo será menor. Em suma, temos que rezar a São Pedro para chover e não deixar luzes acessas desnecessariamente para reduzir o consumo e a conta de luz”, avalia.

O diretor-geral da Aneel, Romeu Rufino, não quis fazer uma previsão sobre o comportamento das tarifas no próximo ano, por causa da possível volatilidade dos preços. Mas admite a existência de elementos que devem “impactar de maneira relevante” na conta de luz. “Empilhando esses impactos, já dá para saber que não vai ser nenhum céu de brigadeiro”, disse.

BANDA MISTURA MUSICAL NA FESTA DE ANO NOVO DA RUA DA PALHA DE XUCURU


Banda Mistura Musical e Jóh do Forró na festa de ano novo no Sítio Palha de Xucuru, a partir das 23h do dia 31 de dezembro ao ar livre.

Org. A comunidade

RÉVEILLON 2015 EM XUCURU COM O FORROZÃO SELA DE AÇO E ARI ARAÚJO


Show da virada em praça pública em Xucuru, com o FORROZÃO SELA DE AÇO, participação Ari Araújo, violão e voz, a partir das 23h do dia 31 de dezembro de 2014.

Realização; Vereador Claudemir Paulino e Prefeitura de Belo Jardim, Secretaria de Cultura, Turismo e Eventos.

Apoio; Blog de Xucuru e Nova Xucuru Web Rádio

BRASIL TEM 202 MILHÕES DE HABITANTES, DIZ IBGE

Com informações da Agência Brasil -

O Brasil tem, atualmente, uma população de mais de 202 milhões de habitantes, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado foi divulgado nesta terça (30) no Diário Oficial da União. Em números absolutos, são 202.768.562 de pessoas, cerca de 12 milhões a mais do que o registrado pelo instituto no censo de 2010, representando um acréscimo de 5,9%.

A Região Sudeste é a mais populosa, com 85,1 milhões de habitantes. A região menos populosa é a Centro-Oeste, com 15,2 milhões de pessoas. A Região Norte tem 17,3 milhões de pessoas, enquanto o Nordeste tem 56,1 milhões. Já a Região Sul conta com 29 milhões de habitantes.

São Paulo é o estado mais populoso entre os 26 da federação e o Distrito Federal, com 44 milhões de habitantes. Roraima é o menos populoso, com 496,9 mil habitantes. Apesar de ter o menor território entre as unidades da federação, com 5,7 mil km², o Distrito Federal contabiliza 2,8 milhões de habitantes.

As estimativas do IBGE são usadas para cálculos de indicadores econômicos como censos e também servem como parâmetro para a distribuição do Fundo de Participação dos Estados. O fundo é um repasse feito pela União de parte do dinheiro arrecadado com o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) e o Imposto de Renda.

BANCOS FECHAM NO ÚLTIMO DO ANO E SÓ REABREM DIA 2 DE JANEIRO

Com informações do Blog do Magno Martins -

As agências bancárias vão fechar nesta quarta-feira, assim como no dia 1º de janeiro, de acordo com a Federação Brasileira de Bancos (Febraban). Hoje foi o último dia útil do ano nas instituições financeiras: no dia 31, os bancos fecharão para realizar operações internas e balanços, sem expediente ao público nas agências.

As contas de consumo (água, luz, telefone e TV a cabo, por exemplo) e os carnês que vencerem no período em que os bancos ficarão fechados poderão ser pagas no próximo dia útil (2 de janeiro), sem a incidência de multa. Os tributos, normalmente, já estão com a data ajustada pelo calendário de feriados (federais, estaduais e municipais).

A federação lembra que, nos dias em que as agências estiverem fechadas, os clientes poderão usar os canais alternativos de atendimento para fazer operações bancárias, como caixas eletrônicos, internet banking, mobile banking, banco por telefone e correspondentes (casas lotéricas, agências dos Correios, redes de supermercados e outros estabelecimentos comerciais credenciados).

Aposentados e pensionistas do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) devem ficar atentos porque só têm até hoje para comprovação de vida e a renovação da senha na rede bancária. A falta de renovação pode levar à interrupção do pagamento do benefício, até que a situação seja regularizada.

DETRAN-PE DIVULGA CALENDÁRIO DO IPVA 2015

Com informações do JC ONLINE -

Virada de calendário é sinônimo de organizar as despesas fixas do ano novo. A Secretaria da Fazenda do Estado divulgou hoje quais serão as datas, em 2015, para pagamento do  Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores (IPVA). O valor mínimo de IPVA é de R$ 38,37, para motos, e R$ 63,95 para os demais transportes.

A alíquota sobre o valor venal é de 2% para motos, 1% para caminhões e ônibus e 2,5% para carros e outros. Segundo a gerência de IPVA da Sefaz-PE, houve uma queda do imposto do veículo usado, como estava sendo aguardado, de -4,30%, na comparação com o valor do ano anterior. Este é o sexto ano consecutivo que o imposto cai. Atualmente, são cadastrados no Detran cerca de 2,5 milhões de veículos, sendo 2,2 milhões deles tributáveis pelo IPVA.

Os valores podem ser recolhidos em três parcelas ou em cota única, esta última com desconto de 5%. Para otimizar o processo, o Documento de Arrecadação Estadual (DAE) contendo as três parcelas será encaminhado para a residência do contribuinte, para evitar o pagamento em duplicidade. Aqueles que optarem por cota única deverão emitir a guia diretamente no site do Detran.

Confira as datas:

– Para os veículos com placas terminadas em 1 e 2, o vencimento da primeira parcela ou da cota única será no dia 5 de março, a segunda no dia 6 de abril e a terceira, 5 de maio;

– Aqueles que possuem os números 3 e 4 no final da placa, terão o dia 10 de março como prazo final para pagamento da conta única ou da primeira parcela, seguido pelas datas 10 de abril e 11 de maio para quitação das demais;

– Para as placas terminadas em 5 e 6 as datas são 16 de março, 15 de abril e 15 de maio;

– As de finais 7 e 8 realizam o pagamento nos dias 20 do março, abril e maio;

– As terminadas em 9 e 0, quitam o imposto nos dias 25 de março, 27 de abril e 25 de maio.

GOVERNO PUBLICA DECRETO QUE REAJUSTA O SALÁRIO MÍNIMO PARA 2015 NO VALOR DE R$ 788

Com informações do G1 -

Foi publicado nesta terça-feira (30) no "Diário Oficial da União" decreto presidencial que reajusta o salário mínimo para R$ 788 a partir do dia 1º de janeiro de 2015. O novo valor representa reajuste de 8,8% sobre o salário mínimo atual, de R$ 724. De acordo com o decreto, o valor diário do salário mínimo corresponderá a R$ 26,27 e o valor horário, a R$ 3,58.

O valor do salário mínimo é calculado com base no percentual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado mais a reposição da inflação do ano anterior pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Em agosto, quando foi apresentado o Projeto de Lei Orçamentária elaborado pelo governo, o salário mínimo determinado era de R$ 788,06. Segundo a assessoria da ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, na ocasião, o impacto do aumento do salário mínimo nas contas públicas, com o pagamento de benefícios, seria de R$ 22 bilhões em 2015.

PACTO PELA VIDA EM PE, UM PROGRAMA MAQUIADO

Com informações do Blog do Magno Martins -

O Governo estadual fecha o ano com alguns indicadores ruins. Fala-se num rombo de R$ 3 bilhões nas contas públicas e que o governador João Lyra Neto (PSB) não paga os fornecedores em dia. Isso sem falar numa penca de obras paralisadas nos últimos seis meses por falta de dinheiro em caixa.

Na área social, o maior drama está no aumento da violência. Desde 2007, quando foi criado pelo ex-governador Eduardo Campos, o Pacto pela Vida apresentou um crescimento em crimes violentos da ordem de 8,73%, com base em levantamento feito de janeiro a novembro deste ano.

O Pacto é uma obra maquiada. Especialistas apontam que, sem o planejamento sistemático de ações para o setor, os índices de violência não podem diminuir. Especialista no assunto, o cientista Michel Zaidan diz que há um forte apelo midiático no programa desde a sua concepção.

A ideia do Pacto pela Vida foi concebida, segundo ele, a partir de alguns vieses perigosos, desconsiderando algumas questões fundamentais republicanas. “O conceito de 'segurança pública' parece desconhecer que segurança pública inclui educação, saúde, mobilidade, habitação, lazer, saneamento básico, acessibilidade aos bens de consumo, entre outros itens.

Zaidan vai mais além e diz tratar-se de um programa policialesco, voltado para preservar as garantias patrimoniais e jurídicas dos cidadãos consumidores, estes sim detentores do título de cidadania. Paulo Câmara já sinalizou que começa 2015 requalificando o Pacto pela Vida, que perdeu, sem dúvida, muita credibilidade e o respeito da população.

EM NORONHA – Uma fonte que bebe água da cacimba do governador eleito Paulo Câmara (PSB) admite que o atual administrador de Fernando de Noronha, Reginaldo Valença Júnior, possa ser mantido em função da boa gestão que vem fazendo. Valença é bom camarada, tem jogo de cintura e conhece profundamente os problemas da ilha.

Sem trégua – O senador Douglas Cintra (PTB), que assume no lugar de Armando Monteiro, escolhido ministro de Desenvolvimento, vai na mesma linha do aliado, de que não se deve dar trégua a Paulo Câmara nos primeiros 100 dias de gestão. “Ele vem de um governo de continuidade de oito anos, do qual teve parte efetivamente”, observa.

Obras retomadas– Em entrevista, ontem, ao Frente a Frente, o secretário estadual de Transportes na futura gestão de Paulo Câmara, Sebastião Oliveira, disse que tão logo assuma irá definir as obras de restauração de estradas paralisadas na gestão de João Lyra. Garantiu que uma das primeiras será a da PE-292, que liga Albuquerquené a Afogados da Ingazeira.

Patinho feio – Na composição do secretariado de Paulo Câmara, o DEM está sendo visto como o patinho feio. Além de não conseguir vaga na Assembleia para o suplente Maviael Cavalcanti, promessa que teria sido feita no calor da campanha, ocupará apenas o Lafepe, que, segundo comentam, está extremamente desestruturado, quase falido.

Fechado para balanço – Tão logo assuma em janeiro, o secretário estadual de Agricultura, Nilton Mota, terá que descascar um grande abacaxi: produtores da bacia leiteira do Agreste Meridional mostrarão um quadro terrível do setor. Só um laticínio fechado recentemente deu um prejuízo da ordem de R$ 5 milhões aos que produzem leite naquela região.

CURTAS

NO PAREDÃO – O governador João Lyra Neto (PSB) e o senador Douglas Cintra (PTB), que assume no lugar de Armando Neto, participaram de um debate, ontem, na Rádio Cultura do Nordeste, de Caruaru, o chamado “Paredão 1.030”.

MISSÃO – O ex-governador Joaquim Francisco (PSB) não ocupará cargos na gestão de Paulo Câmara, mas terá uma importante missão a cumprir, segundo revelou, ontem, um auxiliar do governador eleito.

Perguntar não ofende: Quem vai comandar Suape?

'O mexeriqueiro revela o segredo, mas o fiel de espírito o mantém em oculto'. (Provérbios 11-13)

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

PREFEITO DE BELO JARDIM SAI DE FÉRIAS, MAS DEIXA SALÁRIO DE DEZEMBRO DOS SERVIDORES EM DIA

Com informações do NO GIRO DA CIDADE -

Um mês pra servidor público nenhum botar defeito em Belo Jardim. Começou nesta segunda-feira (29), o pagamento dos salários de dezembro dos funcionários públicos municipais, ativos e inativos. Os primeiros a receberem são os aposentados e pensionistas.

O pagamento foi autorizado pelo prefeito João Mendonça (PSD) antes de tirar cerca de 15 dias de férias ao lado da família. Com isso, somente no prazo de 30 dias, a prefeitura está pagando três folhas: novembro, 13º salário e o salário de dezembro. São mais de R$ 10 milhões injetados na economia do município neste curto espaço de tempo.

Nesta terça-feira (30), é a vez dos servidores da educação receberem os salários de dezembro. A secretaria de Gestão ainda está fechando toda a tabela de pagamento. Para o prefeito João Mendonça, “conseguimos fazer o dever de casa ao longo de 2014 e hoje podemos chegar ao final do ano com nossos compromissos honrados, principalmente com os servidores municipais”.

Para os servidores não poderia ter notícia melhor. Segundo alguns deles, “nós já sofremos em gestão de prefeitos passados, quando ficamos sem receber cerca de 3 meses e também o décimo, mas com o prefeito João sempre recebemos nossos salários em dia”.

Com a saída de férias do prefeito João Mendonça, o Poder Executivo será exercido nos próximos dias pelo vice-prefeito Cristiano Araujo de Carvalho (PSC).

GOVERNO VAI MUDAR REGRAS NA CONCESSÃO DE BENEFÍCIOS AO TRABALHADOR

Com informações da Agência Brasil -

As normas sobre o ingresso e de manutenção dos brasileiros em cinco benefícios trabalhistas e previdenciários serão alteradas pelo governo federal. Nesta terça-feira (30), será publicado no Diário Oficial da União o envio de medidas provisórias ao Congresso Nacional com ajustes nas despesas do abono salarial, do seguro-desemprego, do seguro defeso, da pensão por morte e do auxílio-doença.

O objetivo das novas regras, informou o ministro-chefe da Casa Civil, Aloizio Mercadante, é eliminar excessos, aumentar a transparência e corrigir distorções, a fim de dá sustentabilidade aos programas que utilizam os fundos de Amparo ao Trabalhador (FAT) e da Previdência Social. “Todas as mudanças respeitam integralmente todos benefícios que já estão sendo pagos”, disse o ministro. “[Elas] não se aplicam aos atuais beneficiados, não é retroativo”, completou.

As medidas foram anunciadas após encontro dos ministros do setor com representantes de centrais sindicais, esta tarde, no Palácio do Planalto. Elas começam a valer a partir de amanhã (30), mas precisam ser aprovadas pelos deputados e senadores para virar lei. Elas vão gerar uma redução de custos da ordem de R$ 18 bilhões por ano, a valores de 2015. 

De acordo com Nelson Barbosa, que vai assumir quinta-feira (1º) o Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, o valor equivale a 0,3% do Produto Interno Bruto (PIB) do próximo ano, e vai aumentar ao longo do tempo, de acordo com uma maior utilização dos benefícios.

A primeira medida anunciada é o aumento da carência do trabalhador que tem direito a receber o abono salarial. Antes, quem trabalhava somente um mês e recebia até dois salários-mínimos, poderia receber o benefício. Agora, o tempo será de no mínimo seis meses ininterruptos. Outra mudança será o pagamento proporcional ao tempo trabalhado, do mesmo modo que ocorre atualmente com o décimo terceiro salário, já que pela regra atual o benefício era pago igualmente para os trabalhadores independentemente do tempo trabalhado.

O seguro-desemprego também sofrerá alterações. Se hoje o trabalhador podia solicitar o seguro após trabalhar por seis meses, com as novas regras, ele terá que ter comprovado o vínculo com o empregador por pelo menos 18 meses na primeira vez em que solicitar o benefício. Na segunda solicitação o período de carência é 12 meses. A partir do terceiro pedido, a carência volta a ser de seis meses. 

Citando casos de acúmulo de benefícios no seguro-desemprego do pescador artesanal, conhecido como seguro defeso, as regras no programa também passaram por mudanças. A primeira delas visa a vedar o acúmulo de benefícios assistenciais e previdenciários com o seguro defeso. O benefício de um salário mínimo é pago aos pescadores que exercem a atividade de forma exclusiva, durante o período em que a pesca é proibida.

Mercadante disse que “não faz sentido” o trabalhador receber o seguro defeso e concomitantemente o desemprego ou o auxílio-doença, por exemplo. Além desta medida, serão criadas regras que visam a comprovar que o pescador comercializou a sua produção por pelo menos 12 meses, além de ser criada carência de três anos a partir do registro do pescador.

Com base em estudos de experiências internacionais, o governo pretende criar uma carência de dois anos para quem recebe a pensão por morte. Outra intenção é exigir tempo mínimo de dois anos de casamento ou união estável para que os dependentes recebam a pensão. “Não dá para casar na última hora, para simplesmente transferir o benefício, como em casamentos oportunistas que ocorrem hoje”, disse Mercadante.

A exceção é para os casos em que a morte do trabalhador ocorra em função de acidente de trabalho depois do casamento ou para o caso em que o cônjuge seja incapaz. Uma nova regra de cálculo do benefício também será estipulada, e reduzirá o atual patamar de 100% do salário de benefício para 50% mais 10% por dependente. Outra mudança, é a exclusão do direito a pensão para os dependentes que forem condenados pela Justiça pela prática de assassinato do segurado. 

O auxílio-doença também sofrerá alteração. O teto do benefício será a média das últimas 12 contribuições e o prazo de afastamento a ser pago pelo empregador será estendido de 15 para 30 dias, antes que o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) passe a arcar com o auxílio-doença.

A única medida anunciada pelos ministros que valerá para todos os beneficiados será o aumento da transparência dos programas. Os nomes dos beneficiados, que têm direito ao auxílio, por qual motivo e quanto recebem, são informações que, de acordo com Mercadante, estarão disponíveis publicamente na internet, da mesma forma que é hoje para quem recebe o Bolsa Família.

O ministro explicou que já existem medidas de auditoria permanentes no Bolsa Família, e que as mudanças visam a dar isonomia à concessão dos programas. “Estamos fazendo com critério, equidade, equilíbrio, preservando políticas, direitos adquiridos. São ajustes e correções inadiáveis e indispensáveis”, disse.

Durante o encontro, estiveram presentes Carlos Eduardo Gabas, secretário-executivo do Ministério da Previdência Social, que foi anunciado hoje como o futuro ministro da pasta, Paulo Rogério Caffarelli, secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Miriam Belchior, ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, e Manoel Dias, ministro do Trabalho e Emprego.

Do lado das centrais sindicais, compareceram representantes da Central Única dos Trabalhadores, União Geral dos Trabalhadores, Nova Central Sindical dos Trabalhadores, Central dos Sindicatos Brasileiros e Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil.

2015 PROMETE SER UM ANO DE CONCURSOS; CONFIRA LISTA DOS PREVISTOS

Com informações do DIÁRIO DE PE -

Se neste ano o mundo dos concursos públicos foi ofuscado pela Copa e pelas eleições, 2015 promete ser “o ano” para os concurseiros de todo país. Órgãos federais de grande porte, como Banco do Brasil e Petrobras, já lançaram edital, com provas marcadas para março. Câmara dos Deputados, Receita Federal e INSS não ficarão para trás e devem abrir concurso ano que vem. O otimismo também se reflete na esfera distrital. A Secretaria de Segurança Pública já abriu mais de mil vagas, e, pelo menos, outros cinco órgãos tem seleções autorizadas pelo governo local.

De acordo com o professor de administração pública do IMP Concursos, Rafael Barbosa, 2015 será bastante otimista para os concurseiros. Em âmbito federal, a maioria dos editais deve ser lançada pelos órgãos da Administração indireta (agencias reguladoras, órgãos de controle e autarquias). “Destaque também para as seleções dos poderes Legislativo e Judiciário, que não sofrem tanta influência dos cortes orçamentários promovidos pelo Executivo”, analisa.

Para o Distrito Federal, por exemplo, o especialista diz que o governo eleito já mostrou compromisso com os concursados ao decretar a extinção de 60% dos cargos comissionados. “Os primeiros seis meses da nova gestão deverão ser dedicados ao ajuste fiscal, mas, mesmo assim, vão sair alguns editais já autorizados. Acredito que a substituição dos comissionados por concursados será feita de forma gradativa já nos primeiros dois anos de gestão”, prevê Barbosa. 

Confira abaixo lista com os 25 concursos mais cobiçados para o ano que vem:

Editais abertos:
Banco do Brasil
Foram abertas 2.499 vagas para cadastro reserva. De acordo com o edital, o posto é o de escriturário, com salário de R$ 2.227,26. Para participar é exigido nível médio completo. Provas objetiva e redação marcadas para 15 de março.

Petrobras
A estatal abriu 47 vagas imediatas e 2.655 para formação de cadastro reserva. O edital oferece chances para níveis médio e superior. As remunerações variam de R$ 3.095,97 a R$ 8.866,74. Provas objetivas serão no dia 8 março.

Conselho Nacional do Ministério Público
O primeiro concurso do órgão oferece 87 vagas para níveis médio e superior. Haverá ainda formação de cadastro reserva. As remunerações variam de R$ 5.007,82 a R$ 8.178,06. As provas serão aplicadas no dia 1º de março.

Secretaria de Segurança Pública do DF (Sesipe)
Serão selecionados 1.100 agentes penitenciários, deste total, 200 para provimento imediato e 900 para CR. O vencimento é de R$ 4.745. O posto exige formação em qualquer curso superior. Segundo o edital, a prova objetiva agendada para 19 de abril.

Editais previstos:
Câmara dos Deputados
Mesa Diretora autorizou concurso para o ano que vem. O número de vagas ainda não foi definido, mas haverá chances para níveis médio e superior, com remunerações entre R$ 11.684,43 e R$ 17.684,43. Edital deve sair somente após fevereiro.

Receita Federal
Planejamento afirmou que a previsão orçamentária prevê recursos para contratação de auditores. No entanto, ainda não há definição de número de vagas e data de lançamento do edital

INSS
Foram solicitadas ao Planejamento 4.730 vagas. A seleção vai oferecer oportunidades para técnico do seguro social (2.000), médico perito (1.150) e analista do seguro social (1.580). Os servidores receberão entre R$ 4,8 e R$ 10,8 mil.

Ministério do Planejamento
Recém autorizado pela ministra Miriam Blechior, o concurso vai oferece 556 vagas, sendo 22 para a Escola Nacional de Administração Pública (Enap). Edital deve sair até junho. As chances serão para nível superior, mas os salários não foram divulgados.

Ministério das Comunicações
A pasta pretende abrir concurso com 187 vagas de níveis médio e superior. Para isso, ainda aguarda autorização do Planejamento. Pedido foi feito em maio deste ano.

Polícia Militar do DF
Certame foi autorizado em 2013, mas deve sair só em 2015. Serão oferecidas 204 vagas, sendo 51 imediatas e 153 para CR. Os postos contemplados serão de segundo-tenente dos quadros de oficiais policiais militares e policiais militares capelães.

Secretaria de Fazenda do DF
A realização do concurso já foi autorizada e está adiantada. O órgão já está em fase de escolha da banca organizadora. Serão abertas 100 vagas. Definições sobre cadastro reserva, salários e exigências para o cargo serão divulgadas no edital.

Inmet
O órgão vai abrir 242 vagas e também já está em fase de análise para escolher a organizadora. Os cargos, salários e lotação não foram divulgados, mas já se sabe que haverá chances para Brasília.

Polícia Federal
A Associação Nacional dos Delegados da corporação anunciou que será aberto concurso com 600 vagas até o final de 2015. As chances serão para escrivão (450) e delegado (150). As remunerações, após a reestrutura da carreira chegam a R$ 17 mil.

Ministério do Trabalho e Emprego
O Planejamento ainda analisa o pedido de concurso com 800 vagas feito em maio.
O cargo contemplado será o dia auditor fiscal do trabalho, com remuneração de R$ 15.743,64.

Superior Tribunal de Justiça
A assessoria do órgão confirmou que será lançado novo concurso em breve. Não há definição de vagas e cargos, mas as chances deverão ser destinadas a áreas diferentes àquelas abertas no certame realizado em 2012.

IBGE
O instituto solicitou ao Planejamento novas vagas para os postos de técnico, tecnologista e analista. As áreas de atuação e quantidade de oportunidades ainda não foram definidas.

Anac
A agência solicitou, em outubro, abertura de novo concurso público ao Planejamento. Porém, não foram informados número de vagas e áreas de atuação.

ANTT
A agência pretende abrir 670 vagas de níveis médio e superior. O pedido de concurso foi encaminhado em outubro, mas ainda não houve retorno.

Novacap
Autorizado em maio de 2013, o certame deve ficar mesmo para 2015. Serão abertas 379 vagas e cadastro reserva. O Tribunal de Contas do Distrito Federal chegou a multar o secretário de administração por não lançar o concurso.

Secretaria de Desenvolvimento Social do DF (Sedest)
O concurso foi autorizado em fevereiro deste ano. Serão 200 vagas, sendo 100 para especialista (nível superior) e técnico em assistência social (nível médio). Os salários vão de R$ 4.239,20 a R$ 5.789,36.

Agência Nacional de Águas
Em agosto, a assessoria da agência informou que o pedido do concurso estava em última instância no Planejamento. Serão abertas 32 vagas para analista, que exige nível superior. O salário é de R$ 11.071,29. Lotação na sede, em Brasília.

Anvisa
Órgão aguarda autorização do Planejamento desde agosto. Serão abertas 120 vagas de nível médio. As oportunidades serão para técnico administrativo, com lotação em Brasília. O salário inicial do posto é de R$ 4.760,18.

Tribunal de Contas da União
Autorizado em julho, o certame vai oferecer 30 vagas para os postos de auditor (12) e técnico (18). As vagas serão distribuídas entre o Distrito Federal, Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pernambuco e São Paulo.

DNIT
O departamento ainda aguarda autorização do Planejamento. A expectativa é de sejam abertas 1.131 vagas, para postos de níveis médio e superior. Os salários variam de R$ 3.342,50 a R$ 6.647,41.

Ministério da Cultura
Pasta solicitou abertura de 140 vagas de nível superior e 89 de nível médio. Pedido ainda está em análise no Planejamento. As remunerações podem chegar a R$ 6.330,28.

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More