VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

DISQUE-DENÚNCIA PERNAMBUCO RECEBE MAIS LIGAÇÕES APÓS TRAGÉDIA EM SANTA MARIA, RS

Após a tragédia que resultou na morte de mais de 230 adolescentes e jovens no município de Santa Maria, interior do Rio Grande do Sul, o Disque-Denúncia de Pernambuco registrou um aumento de 500% no número de ligações sobre falta de equipamentos de segurança e combate a incêndio em estabelecimentos do Estado. Em menos de uma semana foram registradas 30 contatos, enquanto em todo o ano de 2012 o órgão recebeu apenas cinco. 

Das 30 denúncias, doze foram sobre prédios sem extintores de incêndio e oito sobre estabelecimentos comerciais que não cumprem normas de segurança. No recife, oito denúncias foram contra boates sem os equipamentos necessários e nem saídas de emergência. Em Caruaru, uma casa de eventos foi denunciada pelos mesmos motivos. 

O Disque-Denúncia repassa todas as informações ao Corpo de Bombeiros, no caso de irregularidades nos equipamentos de segurança, e à Diretoria de Controle urbano (Dircon) caso a denúncia seja referente a problemas com o alvará de funcionamento do local. De acordo com a superintendente da instituição, o aumento no número de contatos segue uma tendência nacional. 

"Aqui em Pernambuco, o perfil das denúncias nos mostra que a população passou a se preocupar com medidas de segurança que antes passavam despercebidas. A prevenção é a melhor ferramenta para evitar tragédias. E a denúncia anônima é uma importante ferramenta para manter as autoridades informadas sobre onde há o perigo", alertou. 

A central também atende reclamações sobre problemas cotidianos das comunidades, como falta de água, luz, ônibus, poluição sonora, educação e saúde. O Disque-Denúncia funciona durante 24h, todos os dias da semana, e atende pelos telefones (81) 3421.9595, no Recife e Região Metropolitana, e (81) 3719.4545, no interior do Estado.

Informa o NE10

POLÍCIA FEDERAL DIVULGA BALANÇO DA CAMPANHA DO DESARMAMENTO EM PE

A Polícia Federal em Pernambuco divulgou, através de nota, o balanço da Campanha do Desarmamento no Estado. O relatório informa que já foram recolhidas 3.055 armas de fogo e 9.695 munições desde 23 de maio do ano passado até o último dia 31, totalizando 556 dias de campanha. O Recife foi a cidade com o maior número de equipamentos recolhidos, com um total de 2.248 armas.

No Brasil, já foram recolhidas mais de 61 mil armas de fogo, ultrapassando o número de armas recolhidas na operação de 2008/2009, que foi de quase 32 mil revólveres, espingardas, pistolas, entre outros. São Paulo lidera o ranking nacional com cerca de 17 mil. As armas arrecadadas são encaminhadas ao Exército Brasileiro para sua posterior destruição.

A Campanha do Desarmamento incentiva a entrega voluntária de armas em troca de indenizações que variam entre R$ 150 e R$ 450 reais, a depender do tipo de arma e do calibre. A campanha também recebe armas de brinquedo, munições, simulacros, armas artesanais ou de fabricação caseira, estas sem pagamento.

EX-PRESIDIÁRIO FOI ASSASSINADO EM BREJO DA MADRE DEUS

O jovem Paulo Márcio Dias de Sales, conhecido por Marcinho, que completaria 25 anos no próximo dia 13, foi executado com pelo menos 4 disparos de arma de fogo. A vítima residia no Bairro Mãe Rainha e de acordo com informações da polícia, era ex-presidiário.

Testemunhas informaram que a vítima fazia “bicos” de moto-táxi, tinha acabado de deixar um passageiro em sua residência na Rua Teodoro Cordeiro do Amaral, conhecida por Rua da Boa Vista, próximo ao clube Piscina do Danda, quando no momento que estava no terraço, um elemento se aproximou e efetuou os disparos, Marcinho morreu no local.

O crime aconteceu por volta das 17h50min, vizinhos disseram que dois homens foram vistos fugindo em uma moto de cor vermelha.

As polícias Civil e Militar estiveram no local realizando todo o levantamento cadavérico. O corpo de Marcinho foi levado para o IML de Caruaru.

Populares disseram que além de fazer bicos de moto-taxi, Marcinho também trabalhava como segurança nas baladas em um clube piscina da cidade.  

MINISTÉRIO DA SAÚDE LANÇA CAMPANHA DE PREVENÇÃO À AIDS NO CARNAVAL

O Ministério da Saúde lançou nesta quinta-feira (31) a campanha de prevenção às DST/Aids para o Carnaval deste ano. Com o tema “A vida é melhor sem Aids. Proteja-se. Use sempre a camisinha”, a campanha pretende chamar a atenção para a diferença que faz o uso do preservativo na hora da relação. 

O secretário de Vigilância em Saúde, Jarbas Barbosa, representou o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, na cerimônia de lançamento na quadra de esportes do Morro dos Prazeres, em Santa Teresa, no Rio de Janeiro.

Além da apresentação da campanha, foram homenageados os trabalhos desenvolvidos por 18 agentes de prevenção nas comunidades do Rio. Essas ações fazem parte do Projeto Aids e Comunidades, uma parceria entre a ONG “Centro de Promoção da Saúde” (Cedaps) e o Ministério da Saúde. As atividades do projeto se alinham à campanha de Carnaval de 2013, cujo público-alvo é a população sexualmente ativa.

Durante a cerimônia, o secretário destacou a importância da campanha para conscientizar a população na adoção das medidas de prevenção. “Os jovens de hoje não viram tantas personalidades morrerem de Aids nos anos 80”, observou Barbosa. Ele lembrou que a doença ainda mata 12 mil pessoas por ano no Brasil. Segundo o secretário, campanha é de fundamental importância para intensificar a prevenção à DST/Aids. Ele chamou a atenção para pesquisas divulgadas, nos últimos anos, que mostram uma queda no uso da camisinha de 58% para 49%, em todas as faixas etárias, nas relações com parceiros casuais. 

O Ministério da Saúde enviou aos estados e municípios brasileiros mais de 68,6 milhões de unidades de preservativos para serem distribuídos no período dos festejos de Momo. “Queremos reforçar que o uso da camisinha deve ser um hábito e pode até melhorar a relação. É preciso desconstruir o imaginário popular de que fazer sexo sem o preservativo é melhor”, destacou o diretor do Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais do Ministério da Saúde, Dirceu Greco.

A campanha também terá anúncios em outdoor, busdoor, taxidoor, esteiras de aeroportos, abrigos de ônibus e blimps (balões). Foram produzidos três jingles para serem veiculados nas rádios – um em ritmo de axé, cantado por Carlinhos Brown, outro de samba e outro de frevo.

Informa o BLOG DA FOLHA PE

DESEMPREGO É MENOR DESDE 2002, DIZ IBGE

A taxa de desemprego nas seis regiões metropolitanas pesquisadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) recuou para 4,6% em dezembro de 2012, após ficar em 4,9% em novembro, de acordo com dados divulgados nesta quinta-feira (31). Essa taxa é a menor para toda a série histórica da Pesquisa Mensal de Emprego (PME) iniciada em março de 2002, segundo o instituto. Em dezembro de 2011, o indicador havia ficado em 4,7%.

Com esse resultado, na média dos 12 meses de 2012, a taxa de desocupação ficou em 5,5%. Segundo o IBGE, esse índice também consiste na menor média anual da série histórica. Em 2011, a taxa média ficara em 6%.

Em dezembro, a população desocupada somou 1,1 milhão de pessoas, recuou 6,0% frente a novembro e ficou estável na comparação anual. No ano, os desocupados somaram, em média, 1,3 milhão de pessoas, valor 6,1% inferior ao verificado em 2011.

Já a população ocupada atingiu 23,4 milhões de pessoas, não variando na comparação mensal, mas subindo 3,1% na anual. Na média do ano, os ocupados somaram 23 milhões de pessoas, alta de 2,2% maior sobre 2011.

No setor privado, o número de trabalhadores com carteira assinada somou 11,6 milhões, registrando um crescimento de 1,3% sobre novembro e de 3,6% sobre dezembro de 2011."Esses resultados levaram, na média de 2012, a um recorde na proporção de trabalhadores com carteira assinada (10,9 milhões) em relação ao total de ocupados: 49,2%, frente a 48,5% em 2011 e 39,7% em 2003", disse o IBGE, em nota.

De acordo com o IBGE, de 2011 para 2012, a proporção de pessoas com 50 anos de idade ou mais na população em idade ativa aumentou de 30,1% para 30,9%. A presença delas no mercado de trabalho como ocupadas passou de 22,0%, para 22,5%. Já a proporção de trabalhadores com 11 anos ou mais de estudo são 62,2% da população ocupada, registrando crescimento de 1,4 ponto percentual de 2011 para 2012. 

Em 2012, as pessoas ocupadas tinham uma jornada média semanal de 40,3 horas efetivamente trabalhadas, contra 41,3 horas em 2003. São Paulo e Rio de Janeiro apresentaram jornadas (ambas com 40,6 horas) superiores à média das seis regiões.

Salários
O rendimento médio real habitual dos trabalhadores ocupados chegou a R$ 1.805 - uma queda de 0,9% em relação ao mês anterior e uma alta de 3,2% na comparação anual. A média anual do rendimento médio mensal habitualmente recebido no trabalho principal foi estimada em R$ R$1.793,96, alta de 4,1% sobre 2011. O valor é o mais alto desde 2003. "Entre 2003 e 2012, o poder de compra do rendimento de trabalho aumentou em 27,2% (em 2003 era de R$1.409,84 reais."

Por regiões
Na comparação mensal, a taxa de desocupação ficou estável em todas as regiões. Porém, no confronto com dezembro de 2011, a taxa recuou em Salvador e no Rio de Janeiro, subiu no Recife e não variou nas demais regiões. Nas Regiões Metropolitanas de Salvador (5,7%), Belo Horizonte (3,5%), Rio de Janeiro (4,0%) e Porto Alegre (3,0%), a taxa atingiu, em dezembro de 2012, o menor valor da série.

Informa o G1

BOATE VIRA LOCAL DE PEREGRINAÇÃO PARA HOMENAGEAR VÍTIMAS DA TRAGÉDIA

O prédio onde funcionava a boate Kiss se transformou em um local de peregrinação e memorial para quem deseja prestar homenagens às 235 vítimas do incêndio do último domingo em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Palco da tragédia, a frente do prédio já está tomada de flores, cartas e fotos. Entre as mensagens e orações, desconhecidos enviam cartas de apoio a mães.

Em uma oração solitária, a engenheira Marilene Rubim não conseguiu segurar as lágrimas. Ela mora em Quebec, no Canadá, e está em Santa Maria para visitar a mãe. Marilene tem ido ao local para orar pelas vítimas da tragédia. "O que me deixa chocada é a falta de prevenção. Como pode haver tanta falha e tanta irresponsabilidade?", questiona a engenheira.

Desde o dia seguinte à tragédia, flores têm sido colocadas em frente à boate. Fotos dos jovens mortos também estão no local. Há mães que escreveram cartas direcionadas para outras mães que perderam os filhos no incêndio. Através de palavras, elas desejam forças para as famílias das vitimas.

"Quero expressar meus sentimentos a todas essas mães. Estou à disposição no que precisarem, para o que der e vier", diz o trecho de uma das cartas deixadas no local.

O incêndio na boate Kiss, em Santa Maria, região central do Rio Grande do Sul, deixou 235 mortos na madrugada do último domingo (27). O fogo teve início durante a apresentação da banda Gurizada Fandangueira, que fez uso de artefatos pirotécnicos no palco.

De acordo com relatos de sobreviventes e testemunhas, e das informações divulgadas até o momento por investigadores, é possível afirmar que:

- O vocalista segurou um artefato pirotécnico aceso.
- Era comum a utilização de fogos pelo grupo.
- A banda comprou um sinalizador proibido.
- O extintor de incêndio não funcionou.
- Havia mais público do que a capacidade.
- A boate tinha apenas um acesso para a rua.
- O alvará fornecido pelos Bombeiros estava vencido.
- Mais de 180 corpos foram retirados dos banheiros.
- 90% das vítimas fatais tiveram asfixia mecânica.
- Equipamentos de gravação estavam no conserto.

Prisões
Quatro pessoas foram presas na segunda por conta do incêndio: o dono da boate, Elissandro Calegaro Spohr; o sócio, Mauro Hofffmann; o vocalista da banda Gurizada Fandangueira, Marcelo Santos; e um funcionário do grupo, Luciano Augusto Bonilha Leão, responsável pela segurança e outros serviços.

Investigação
O delegado Marcos Vianna, responsável pelo inquérito do incêndio na boate Kiss, disse ao G1 na terça-feira (29) que uma soma de quatro fatores contribuiu para a tragédia ter acabado com tantos mortos: 1) o fato de a boate ter só uma saída e a porta ser de tamanho reduzido; 2) o uso de um artefato sinalizador em um local fechado; 3) o excesso de pessoas no local; e 4) a espuma usada no revestimento, que pode não ter sido a mais indicada e ter influenciado na formação de gás tóxico.

O delegado regional de Santa Maria, Marcelo Arigony, afirmou também na terça que a Polícia Civil tem "diversos indicativos" de que a boate estava irregular e não podia estar funcionando. "Se a boate estivesse regular, não teria havido quase 240 mortes", disse em entrevista. "Mas isso ainda é preliminar e precisa ser corroborado pelos depoimentos das testemunhas e os laudos periciais", completou.

A Brigada Militar informou nesta quarta que a boate não estava em desacordo com normas de prevenção contra incêndios em relação ao número de saídas. Segundo interpretação da lei, o local atendia as normas ao possuir duas saídas no salão principal. Mas as portas, no entanto, não davam para a rua, e sim para um hall. Este sim dava para a rua através de uma só porta. "Foi um ato possível que o engenheiro conseguiu colocar", disse o tenente coronel Adriano Krukoski, comandante do Corpo de Bombeiros de Porto Alegre.

Jader Marques, advogado de Elissandro Spohr, um dos sócios da boate, disse que a casa noturna estava em "plenas condições" de receber a festa. Ele falou sobre documentação da casa, segurança, lotação, e disse que a banda Gurizada Fandangueira não avisou que usaria sinalizadores naquela noite. O advogado ainda afirmou que o Ministério Público vistoriou o local "diversas vezes".

A Prefeitura de Santa Maria se eximiu de responsabilidade pelo incêndio e entregou alvará para a polícia que mostra data de validade de inspeção para prevenção de incêndio, feita pelo Corpo de Bombeiros. A prefeitura afirma que a sua responsabilidade era apenas sobre o alvará de localização, que é válido com a vistoria do ano corrente. O documento informa que a vistoria foi feita em 19 de abril de 2012.

O chefe do Estado Maior do 4º Comando Regional do Corpo de Bombeiros, major Gerson Pereira, disse na quarta que a casa noturna tinha todas as exigências estabelecidas pela lei vigente no Brasil. "Quem falhou, que assuma a sua responsabilidade. Nós fizemos tudo o que estava ao nosso alcance e não vou entrar em jogo de empurra-empurra", afirmou.

O Ministério Público do Rio Grande do Sul abriu um inquérito civil na terça para investigar a possibilidade de improbidade administrativa por parte de integrantes da Prefeitura de Santa Maria, do Corpo de Bombeiros e de outros órgãos públicos por terem permitido que a boate Kiss continuasse funcionando mesmo com as licenças de operação e sanitária vencidas.

Informa o G1 RS

LULA DISCUTE COLOCAR PSB NA VICE DE DILMA EM 2014

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva resgatou, em conversas com interlocutores, antigo projeto de ter o governador Eduardo Campos (PSB-PE) como eventual vice de Dilma Rousseff na disputa presidencial de 2014. Como o PMDB ocupa hoje a vaga, a ideia seria o PT abrir mão de disputar o governo de São Paulo para apoiar o peemedebista Gabriel Chalita, candidato à prefeitura da capital paulista em 2012.

Foto: Divulgação
A troca ainda não foi discutida com Michel Temer (PMDB-SP), atual vice-presidente da República, e deve encontrar resistências tanto no PMDB quanto no PT. Lula tocou no assunto pela primeira vez em novembro. "Tenho planos para você", disse a Chalita na ocasião, segundo a Folha apurou.

O tema voltou a ser debatido nas últimas semanas. Nas conversas, Lula diz que o objetivo do PT é quebrar a hegemonia estadual do PSDB, que deve tentar reeleger o governador Geraldo Alckmin.

Embora Chalita seja amigo do governador, Lula lembra que, como ex-tucano, o deputado tem potencial para atrair eleitores do PSDB. Para o ex-presidente, as circunstâncias que levaram Fernando Haddad à Prefeitura de São Paulo não são as mesmas para 2014.

Candidaturas petistas como a da ministra da Cultura, Marta Suplicy, e do ministro da Educação, Aloizio Mercadante, seguem na lista de opções, mas ainda não conquistaram entusiasmo interno. Um nome novo, como o do ministro Alexandre Padilha (Saúde), é hoje visto como menos provável, pois tanto Lula quanto Dilma acham que ele ainda precisa construir uma marca no ministério.

A proposta de Lula começa a circular justamente quando a candidatura de Eduardo Campos à Presidência da República vem sendo especulada com mais força. Chalita é cotado para o Ministério de Ciência e Tecnologia, e ainda não se sabe o quanto de sua esperada nomeação depende da sondagem deflagrada por Lula.

Informa a FOLHA SP

ESTUDO SUGERE QUE SER VEGETARIANO É MELHOR PARA SAÚDE DO CORAÇÃO

Os vegetarianos sofrem menos doenças do coração, sugere um amplo estudo britânico publicado nesta quarta-feira (30) que pode confirmar conclusões de recentes pesquisas americanas que vinculam o consumo de carne vermelha a um risco maior de mortalidade.

Publicado pela revista "American Journal of Clinical Nutrition", dos Estados Unidos, cientistas da Universidade de Oxford, do Reino Unido, descobriram que as pessoas que seguem a dieta vegetariana têm reduzido em 32% o risco de hospitalização e morte por doenças cardiovasculares em comparação com as que consomem carne e peixe.

"Grande parte da diferença se deve provavelmente aos efeitos do colesterol e da pressão sanguínea", geralmente mais altos nos consumidores de carne e peixe e "mostram o importante papel da dieta na prevenção de doenças cardíacas", disse a doutora Francesca Crowe, da Universidade de Oxford, principal autora do trabalho.

O estudo é considerado como o mais amplo já feito no Reino Unido, que compara a incidência de doenças cardiovasculares entre os vegetarianos e os não vegetarianos. A análise se concentrou em 45.000 voluntários com idades entre 50 e 70 anos na Inglaterra e na Escócia, incluídos em um estudo sobre câncer e nutrição denominado já feito.

Neste grupo, 34% eram vegetarianos, um número anormalmente alto para estudos deste tipo, o que permitiu aos cientistas fazer estimativas mais precisas sobre os fatores de risco cardiovascular em ambos os grupos.

Baixo índice de massa corporal e menos casos de diabetes 
"Os resultados mostram claramente que o risco de doenças cardiovasculares é inferior em cerca de um terço dos vegetarianos", disse o professor Tim Key, diretor adjunto da Unidade de Epidemiologia do Câncer da Universidade de Oxford e co-autor do estudo.

Os cientistas levaram em conta vários fatores para calcular o risco: idade, tabagismo e consumo de álcool, prática de atividade física, nível educacional e desenvolvimento socioeconômico. Os participantes, recrutados ao longo da década de 1990, responderam a questionários detalhados sobre sua saúde e seu estilo de vida.

Durante o período de acompanhamento, que durou quase 12 anos, em média, os autores do estudo identificaram 1.235 casos de doenças cardiovasculares nos registros hospitalares, incluindo 169 óbitos. Eles descobriram que os vegetarianos geralmente têm pressão arterial mais baixa e registram níveis de colesterol menores do que os não vegetarianos e apresentavam índices de massa corporal (IMC) menores e menos casos de diabetes, ambos resultado da dieta que seguiam.

Os vegetarianos não só se beneficiaram do impacto positivo de registrar menor índice de massa corporal, como também viam reduzido em 28% o risco de sofrer de doenças cardiovasculares.

Complemento a outro estudo
Esta pesquisa confirma os resultados de um estudo com mais de 121 mil homens e mulheres americanos, publicado em março de 2012, na revista "Archives of Internal Medicine", que mostrou uma forte relação entre o consumo diário de carne vermelha e um risco de mortalidade maior por todas as causas (12%), por doenças cardiovasculares (16%) e por câncer (10%).

Citando outro estudo americano de 2009, Crowe informou à AFP, no entanto, que o risco de desenvolver câncer é similar entre os vegetarianos e os não vegetarianos.

As doenças cardiovasculares são a principal causa de morte nos países desenvolvidos: provocam 65 mil mortes por ano só no Reino Unido e cerca de 600 mil nos Estados Unidos, ou seja, uma em cada quatro.

Informa o G1/BEM ESTAR

PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA DE XUCURU PARTICIPA DE REUNIÃO COM DIRETORIA DE ESPORTES DE BELO JARDIM

O coordenador de Desporto Educacional, Luís Otávio, juntamente com o diretor de Esportes Edson Silva e o Coordenador Fabrício Lino, realizaram neta quarta (30\01) uma reunião com os professores de educação física da rede municipal de ensino.

De Xucuru participou o Professor Antonio Manoel, 
o terceiro da esquerda para a direita.
Na ocasião, foi enfatizada a importância do professor de educação física participar das atividades e do convívio escolar, valorizando assim o trabalho do professor, objetivando também melhorias nas aulas de educação física nas escolas do município.

Foram apresentados e discutidos com os professores, os eventos esportivos do município, com foco nos Jogos Escolares (maior evento esportivo de nossa cidade), idealizando mudanças, visando aperfeiçoar a competição.



MAIS SAÚDE

Horário das refeições pode influenciar o emagrecimento

Pesquisadores do Brigham and Womens Hospital (EUA), em colaboração com a University of Murcia e a Tufts University, na Espanha, descobriram que não é simplesmente o que você come, mas também quando você come que pode ajudar no emagrecimento. O estudo foi publicado dia 29 de janeiro no International Journal of Obesity.

Para avaliar a influência do horário das refeições na perda de peso, os cientistas acompanharam 520 participantes com excesso de peso que seguiram um programa de 20 semanas de tratamento para obesidade. As pessoas foram divididas em dois grupos: aquelas que comiam mais durante a manhã e as que preferiam comer em horários mais tardios - a refeição de referência foi o almoço. O primeiro grupo almoçou em qualquer momento antes das 15 horas, enquanto o segundo grupo fez a refeição após esse horário. Todos os participantes deveriam consumir no almoço 40% das calorias totais do dia.

Analisando os resultados, os autores descobriram que as pessoas que comeram mais cedo perderam mais peso durante o mesmo período do que aquelas que comeram mais tarde. Os especialistas explicam que o metabolismo das pessoas que comeram após as 15 horas era mais lento, tornando o ritmo de perda de peso igualmente mais baixo. Esse grupo também mostrou uma maior sensibilidade à insulina, um conhecido fator de risco para diabetes.

Os estudiosos notaram que o horário das demais refeições não desempenhava um papel tão significativo na perda de peso. Os pesquisadores também examinaram outros fatores tradicionais que atuam na perda de peso, como a ingestão de calorias totais, os hormônios do apetite leptina e grelina e a duração do sono. Entre esses fatores, os pesquisadores não encontraram diferenças entre os dois grupos, o que sugere que o momento da refeição foi um fator importante e independente no sucesso da perda de peso.

Sete atitudes para tornar a sua dieta mais empolgante
Fazer uma reeducação alimentar costuma gerar uma sensação de privação para aqueles que seguem a dieta e as orientações do nutricionista à risca. A mudança de hábitos, porém, deve ser gradual: escolhendo melhor as refeições e não abdicando dos pequenos prazeres à mesa, só que tudo na quantidade certa. Além disso, ao tornar o regime mais agradável, o comprometimento com a perda de peso aumenta e o objetivo é alcançado com maior facilidade. Saiba sete maneiras criativas para tornar a sua dieta ainda mais eficaz:

1. Programar um timer

Se você "engole" toda a sua refeição em cinco minutos uma boa solução é contar com a ajuda de um timer (um contador de tempo). Marque 25 minutos no aparelho e se esforce para comer mais devagar, mastigando várias vezes e aproveitando o momento do café da manhã, almoço e jantar para saborear a comida, lembrar o quanto cada alimento é gostoso e, de quebra, favorecer a digestão.

Além do timer, a nutricionista Daniela Cyrulin dá as seguintes dicas: conte as mastigadas, mastigue 20 vezes cada garfada. Procure comer acompanhando as outras pessoas da sua mesa. "Normalmente, quando comemos sozinho, comemos mais rápido para acabar logo", diz ela. Apoie os talheres na mesa após cada garfada. Só prepare a próxima garfada depois que já engoliu a anterior. Na hora da refeição, desligue a televisão e o computador ou qualquer aparelho que possa tirar a sua concentração.

2. Explorar novos sabores

Temperos, frutas exóticas, pratos novos. Experimente de tudo! Isso faz com que a dieta saia da rotina e continue fácil de segui-la. De acordo com a nutricionista chefe do Dieta e Saúde, Roberta Stella, em vez de pensar no que você não poderá comer, você deve pensar no que poderá! Novos sabores, texturas e muitos novos alimentos que não fazem parte da sua rotina alimentar poderão ser provados. A especialista afirma que dessa forma o seu paladar será estimulado, testado e você poderá contar sempre com novos alimentos para variar as suas refeições.

3. Criar recompensas

O sistema de recompensas é como um jogo no qual, quando você atinge o seu objetivo, o seu esforço é valorizado. Com o regime, deve funcionar igual: você estipula várias metas, desde as mais simples e fáceis de alcançar até aquelas mais complicadas que requerem mais esforço e tempo, e ao atingir cada meta você estipula um tipo de recompensa para si mesmo. Um exemplo: quando você perde três quilos, você tem direito a fazer uma massagem corporal ou se dar de presente um jeans novo de tamanho menor. Só lembre-se de escolher presentinhos possíveis e que não vão estourar seu orçamento. "O sistema de recompensas é saudável, mas não recompensas ligadas à comida, senão você corre o risco de colocar tudo a perder", explica a nutricionista Daniela Cyrulin. O ideal é encaixar na dieta um pouco de tudo. Se você é chocólatra, por exemplo, permita-se um pedaço de chocolate ou de uma sobremesa para matar a vontade.

4. Escolher pratos e copos bonitos e reduzir o tamanho deles

Na hora de escolher pratos e copos muita gente acredita que tanto faz o modelo e que o importante é a durabilidade das louças. Entretanto, ao comprar um modelo mais bonito com alguma cor ou estampa da sua preferência, você torna a refeição mais agradável. Além disso, ao utilizar um prato de sobremesa em vez do de tamanho normal ou um copo menor para almoçar ou jantar, você diminui a ingestão de calorias e acaba comendo menos. Ao mesmo tempo, o prato vai aparentar estar cheio e o copo também, isso trará uma grande satisfação e até saciedade, mesmo com uma menor ingestão de alimentos e líquidos.

5. Tirar fotos do antes e depois

Sabia que as fotos podem ser grandes aliadas na perda de peso? Muitas pessoas costumam se motivar a iniciar uma reeducação alimentar ao se verem fora de forma em fotografias. E, a cada 15 dias, tirar uma foto e ver como anda a transformação do seu corpo pode te motivar ainda mais a continuar com a dieta e com os exercícios físicos. Mas, lembre-se: se você ficar tirando foto todos os dias o efeito pode ser negativo, e você vai sentir que não está perdendo peso. O espaço de 15 dias entre cada foto é fundamental para que você possa observar as mudanças no seu corpo a cada período. Uma boa tática que a especialista Daniela Cyrulin recomenda é: se você já pesou menos algum dia, espalhe pela casa, na porta da geladeira, dos armários da despensa, aquela sua foto com o corpo, que você adora.

6. Criar um diário alimentar ou blog

Escrever o que você anda fazendo e comendo no dia a dia diminui a ansiedade e traz resultados muito positivos para a dieta. No programa alimentar do Dieta e Saúde, comandado pela nutricionista Roberta Stella, os assinantes são estimulados a criarem blogs para compartilhar os desafios e sucessos da sua perda de peso. "Isso cria uma rede de relacionamentos de pessoas que estão focadas em um mesmo objetivo: perde peso, mudar os hábitos e tornar-se uma pessoa mais saudável", explica Roberta.

Um comenta no blog do outro, estimulando, alertando e ajudando os seus companheiros de dieta na sua meta, fazendo do emagrecimento um processo mais estimulante. "Além disso, ao escrever sobre o que você consome ou quanto você malha, dá para verificar onde é que você está errando ou exagerando, contribuindo para uma perda de peso mais rápida", diz a nutricionista.

7. Organizar a cozinha de maneira criativa e prática

Arrumar a cozinha pode ser divertido e beneficiar (e muito!) a dieta, pois você pode escolher o que deixar à mão - os alimentos saudáveis - e esconder as tentações. Segundo a nutricionista Daniela Cyrulin, o primeiro passo é não ter em casa aquilo que você sabe que é difícil de resistir. E se tiver filhos ou morar com outras pessoas, peça para que guardem esses alimentos num local mais escondido, longe de seu campo de visão. Organize sua despensa e geladeira e deixe em seu campo de visão, os alimentos mais favoráveis a sua dieta. E o mais importante: tenha sempre ingredientes básicos à mão: nozes, frutas secas, frutas, queijos magros, iogurtes, barrinhas, adoçante, leite desnatado, carnes magras, atum em lata (light), arroz integral, grãos e cereais integrais.

Informa o MINHA VIDA

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

PERNAMBUCANO 2013: BELO JARDIM EMPATA COM O CENTRAL EM 1 X 1

X

Em jogo valendo pela 4ª rodada do Campeonato Pernambucano 2013 o time do Belo Jardim Futebol Clube empatou em 1 x 1 com o Central de Caruaru no estádio Mendonção na Vila Olímpica do Sesc Ler em Belo Jardim, nesta quarta-feira (30), mesmo jogando em casa o Calango não conseguiu vencer a Patativa do agreste e ainda terminou a partida com dois jogadores a menos, motivando o resultado do placar do jogo.

O Belo Jardim tem agora 5 pontos após quatro jogos da competição, ficando na quarta posição na tabela, o próximo confronto do Calango será no domingo (03) contra o Petrolina, na casa do adversário.

Informa a Redação.

TESTE REPROVA CINCO MARCAS DE CACHAÇA

Cinco das dez marcas de cachaças e aguardentes avaliadas pela Proteste — Associação de Consumidores, em um estudo realizado no segundo semestre do ano passado e divulgado com exclusividade pelo GLOBO, foram reprovadas por conter uma substância nociva à saúde acima dos níveis aceitáveis. 

Não passaram no teste as bebidas 7 Campos de Piracicaba, Pedra 90, Ypióca Prata, Pitú e Salinas. São cachaças que ganharam mais notoriedade em 2012, após o reconhecimento da bebida como produto exclusivo e genuinamente brasileiro pelo governo dos EUA.


As cinco marcas apresentaram entre 165µg/l (microgramas por litro) e 755µg/l de carbamato de etila, composto químico classificado como possível agente causador de câncer pela Agência Internacional de Pesquisa sobre o Câncer (Iarc), da Organização Mundial da Saúde (OMS). No Brasil, o valor aceitável estipulado pelo Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) é de até 150µg/l. Mas as empresas têm até 2014 para se adequarem à norma. Segundo a Proteste, o limite é o mesmo aplicado por outros países, como Estados Unidos, Canadá, França, República Tcheca e Alemanha. No entanto, não há um parâmetro internacional neste caso.

O limite para a presença dessa substância em bebidas destiladas foi estabelecido no Brasil em 2005 pela Instrução Normativa nº 13, a partir de uma pesquisa realizada com cachaças produzidas no país. Inicialmente, as empresas ganharam cinco anos para se adequarem. No entanto, desde o fim desse período, em 2010, o prazo já foi prorrogado duas vezes.

— É inadmissível dar nove anos para os produtos se adequarem à norma, tendo em vista que o carbamato pode colocar em risco a saúde das pessoas — ressalta Maria Inês Dolci, coordenadora institucional da Proteste.

O Mapa informa que o índice vem sendo prorrogado porque as fabricantes não conseguem se adequar, e pela falta de um parâmetro internacional. “Inclusive, o Brasil exporta para os centros mais desenvolvidos do mundo e nunca foi questionado”, ressalta a nota do ministério. Entre as bebidas testadas, a Sagatiba foi a que apresentou o menor índice da substância: menos de 50 µg/l. Além desta, foram avaliadas e aprovadas as marcas São Francisco, Seleta, Pirassununga 51 e Velho Barreiro.

De acordo com o nutricionista do Instituto Nacional de Câncer (Inca) Fabio Gomes, o carbamato de etila é tóxico e um dos agentes cancerígenos mais potentes que se tem conhecimento. Apesar de ser apenas um dos fatores responsáveis pelo aparecimento da doença, a substância agride desde a mucosa da boca até o estômago e o fígado.

— Temos de considerar que ela é só um potencializador do problema. Por si só as bebidas alcoólicas já causam danos à saúde. Ano passado o Brasil registrou dez mil casos de câncer associados ao uso de álcool — alerta Gomes.

Segundo a Iarc, em ensaios com camundongos, ratos, hamsters e macacos, submetidos a diferentes doses de carbamato, a substância demonstrou um aumento da incidência de diversos tipos de tumores entre estes animais.

A Proteste também avaliou o grau de arsênio, cobre e chumbo, metais comuns a essas bebidas. Neste caso, as dez marcas foram bem avaliadas.

A partir dos resultados das análises, encomendadas a um laboratório registrado no Mapa, cujo nome a Proteste não revela, foi feita uma avaliação final de cada bebida, com notas que podem variar de zero a cem, sendo esta última a melhor (veja quadro). De acordo com a pesquisadora da entidade e coordenadora do estudo, Manuela Dias, tiveram maior peso os itens que dizem respeito à legislação ou impactam a saúde.

No teste da presença de aldeído, substância que contribui para intoxicações e sintomas de ressaca, só a cachaça Velho Barreiro ultrapassou o limite máximo — foi de 41,55mg/100ml de álcool anidro, quando o permitido são 30mg/100ml a.a. Por isso, recebeu o conceito “Fraco”. A fabricante contesta o resultado. Informa que análises periódicas feitas pelo Mapa com a bebida nunca identificaram aldeídos em quantidade superior a 10mg/100ml a.a.

Artesanais têm mais dificuldades
O carbamato de etila aparece durante a fermentação da bebida e, na destilação, tem o surgimento acelerado. Para verificar a incidência da substância, antes do envase as empresas têm duas alternativas, explica Vitória Cavalcanti, engenheira química e uma das fundadoras do Instituto Brasileiro da Cachaça (Ibrac), da qual foi presidente por cinco gestões: encaminhar o produto pronto a laboratório especializado, raros no país, ou submetê-lo a um equipamento que pode ser adquirido pelo fabricante ao custo de US$ 120 mil.

Como o processo de produção da cachaça artesanal é bastante rústico, e os produtores dispõem de menos recursos, as artesanais e pequenas empresas enfrentam mais dificuldades para controlar a incidência da substância, esclarece Vitória. Segundo a ex-presidente do Ibrac, esta foi uma das razões que levou o setor a pedir ao Mapa prazo maior para que os produtores possam se adequar ao limite máximo estabelecido para o carbamato.

O instituto e a Associação Brasileira de Bebidas (Abrabe) afirma, em nota, que apenas Canadá, República Tcheca e França estabelecem limites para a substância e que o prazo de cinco anos inicialmente estabelecido para a regulamentação vigorar tem sido “alvo de discussões em decorrência da carência de estudos específicos para a bebida”. Desde então, tentam readequar o limite estabelecido pelo Mapa para a substância. As duas instituições afirmam ainda que o setor produtivo “não tem medido esforços para aprimorar técnicas produtivas e analíticas para colocar a cachaça entre os melhores destilados do mundo”. Empresas alegam que limite considerado não está em vigor.

Procuradas para comentar o assunto, as empresas contestaram os resultados do teste e afirmaram estar em conformidade com a legislação brasileira, apesar de ainda não estar vigente. Também argumentaram que o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) está realizando um novo estudo com 500 amostras de bebidas do tipo para estabelecer um novo limite máximo para a presença de carbamato de etila em cachaças e aguardentes.

Por meio de nota, o responsável pelo processo de produção da cachaça do Grupo Salinas, Thiago Medrado, esclarece que o teor de 165µg/l identificado no teste é referente à safra anterior a 2011 e que, desde então, os produtos da empresa já estão de acordo com a legislação, conforme análises feitas em laboratórios acreditados pelo Inmetro. A empresa ressalta ainda que, no fim de agosto do ano passado foram coletadas in loco amostras de todos produtos da safra de 2012 pelo Ministério da Agricultura para análise, e que todas as amostras passaram no teste de acordo com a legislação.

A Ypióca esclarece que o teor de carbamato de etila de todo o líquido produzido desde a aquisição da empresa pela Diageo, em agosto do ano passado, está abaixo do índice estabelecido pela lei brasileira e que o lote da amostra utilizada para a análise no teste é de março, data anterior a esta adequação.

A Industrial Boituva de Bebidas, detentora da marca 7 Campos de Piracicaba, informa que um laudo do Mapa, emitido no fim de abril do ano passado, revela que o produto atende à legislação vigente.
Faltam parâmetros, dizem empresas

A Industria de Bebidas Paris, detentora da marca Pedra 90, disse ter sido surpreendida pela conclusão do teste, “quando sabemos que, no mundo, somente três países utilizam o limite máximo de 150µg/l: França, Eslováquia e o Canadá”. A empresa ainda ressalta que o Mapa “vem estudando esta questão com bastante responsabilidade no Brasil, (...) e executa a coleta de mais de 500 amostras de cachaça, que serão representativas de nossa verdadeira posição quanto a este problema”. Segundo a empresa, este estudo irá determinar um novo limite para a presença do carbamato em destilados no país.

A empresa argumenta ainda que não existe padrão oficial ou metodologia formal para análise da substância e que poucos laboratórios no Brasil estão credenciados a fazer a análise.

A empresa diz também aguardar definições da comunidade europeia sobre o assunto, “que desenvolve amplos estudos há mais de quatro anos com responsabilidade para que não se cometa algum erro de interpretação que possa gerar sérios prejuízos a toda a sua infinita cadeia de produto destilados”. A empresa Engarrafamento Pitú informou refutar “a conclusão drasticamente adotada pela Proteste” no teste com cachaças.

No entanto, afirma que, “apesar da inexistência no Brasil de uma obrigação normativa para obediência ao nível máximo de carbamato de etila em bebidas alcoólicas, a Pitú orgulha-se de ter alcançado limites inferiores a 150µg/l em 97,3% de sua produção que é submetida e aprovada em testes qualitativos pelos diversos países para onde vem sendo exportada, principalmente no Canadá, que legalmente estabeleceu o limite em 150µg/l”.

Canadá é referência mundial
A Pitú enfatiza que tem um processo de qualidade que lhe permite exportar, desde 1970, para países que possuem rígidos controles, como o Canadá, Alemanha e Estados Unidos, sendo que no Canadá e na Alemanha é a líder em vendas, e nos EUA está entre as três marcas mais vendidas no país.

Em nota, a Pitú salientou que, como informado pela Proteste, o país que é a principal referência no método de análise do carbamato de etila é o Canadá, para onde a empresa exporta periodicamente, e que realiza laudos de cada lote do produto ali vendido.

Informa a AGÊNCIA O GLOBO

PÔSTER OFICIAL DA COPA 2014 É REVELADO


Foi desvendado na manhã desta quarta-feira (30), em evento no Rio de Janeiro, o pôster oficial da Copa do Mundo de 2014. A imagem mostra o mapa do Brasil formado no meio de dois jogadores disputando uma bola, que, por sua vez, são feitos com pequenas imagens de elementos característicos do país, como pessoas, animais e plantas.

No evento, também foram anunciados os seis embaixadores da Copa no Brasil, representando os cinco títulos do Brasil em Copas do Mundo e o futebol feminino: Marta, Ronaldo (2002), Bebeto (1994), Carlos Alberto Torres (1970), Amarildo (1962) e Zagallo (1958).


Informa o SUPER ESPORTES

POLÍCIA RECONSTITUI INCÊNDIO EM BOATE DE SANTA MARIA COM TESTEMUNHAS

Cinco testemunhas foram levadas à boate Kiss, nesta quarta-feira (30), para fazer uma reconstituição do incêndio que matou 235 pessoas na madrugada de domingo (27), em Santa Maria. Segundo a Polícia Civil, todos afirmaram que o ponto de origem do fogo foi no teto do palco.

Policial acompanha testemunha durante
reconstituição (Foto: Adriano Vizoni/Folhapress)
“Foi uma breve reconstituição com objetivo de esclarecer algumas dúvidas que estão surgindo no inquérito. Todos afirmaram que o fogo começou no mesmo lugar, no teto, do lado direito do palco, onde o vocalista da banda fazia o show pirotécnico”, afirmou o delegado Sandro Meinerz, um dos responsáveis pela investigação. “Todos os indícios apontam que o sputnick [sinalizador] causou o incêndio”, disse ele.

Conforme a polícia, as testemunhas também foram unânimes em afirmar que o extintor de incêndio que estava do lado direito do palco foi acionado, mas não funcionou. Eles afirmaram ainda que a fumaça demorou entre 40 segundos e um minuto para tomar conta de toda a boate.

“Certamente, a espuma funcionou facilitando a propagação rápida da fumaça porque não era da especificação adequada para o revestimento do local. A espuma foi trocada na metade do ano. Um funcionário que admitiu isso à polícia”, disse o delegado Meinerz. “Foi feito de forma amadora e ingênua”, acrescentou o delegado regional, Marcelo Arigony.

Donos formais da boate
Nesta quarta-feira foram ouvidas mais 14 pessoas, entre elas duas mulheres: a mãe e a irmã de Elissandro Spohr, que emprestaram o nome para a construção do contrato e são as sócias formais da Kiss. "Na verdade, elas emprestaram o nome.  A mãe inclusive era funcionária, recebia salário para trabalhar lá”, segundo o delegado Arigony.


A polícia diz ter um contrato de gaveta que é a prova da ligação de Mauro Hoffmann, um dos sócios presos, com a boate. Segundo a polícia, as sócias formais afirmaram em depoimento que ele participava ativamente do gerenciamento, inclusive tendo reuniões periódicas com os demais sócios.

"Documentos começaram a chegar, como do registro de imóveis, cartório, temos que descobrir todas as intercorrências que houve desde que aquela casa foi construída. Já temos mil páginas no inquérito", diz o delegado. Tanto a prefeitura quanto o Corpo de Bombeiros já enviaram as respostas.

A polícia espera até sexta-feira, quando vence a determinação judicial que determinou a prisão temporária de 5 dias, que tenha provas para pedir a prorrogação das prisões. “A investigação caminha para isso”, disse Arigony. “A prisão deles era imprescindível para que as investigações ocorressem sem interferências, para preservar os locais e as testemunhas”, acrescentou.

Informa o G1 RS

ATÉ QUANDO? POSTO DE COMBUSTÍVEIS DE MANDAÇAIA EM BREJO DA MADRE DEUS FOI ASSALTADO DE NOVO

O posto de combustíveis de Mandaçaia, Distrito de Brejo da Madre de Deus, foi mais uma vez assaltado.

Segundo informações de um comerciante da localidade, por volta das 12h45min desta quarta-feira (30), chegaram dois elementos armados, renderam o frentista e levaram todo o dinheiro, e em seguida, fugiram tranquilamente.

“Só não fizeram a praça, ou seja, fizeram mais vítimas, porque era horário de almoço, e o comercio estava fechado, se não, teriam assaltado mais estabelecimentos como sempre fazem”, disse o comerciante.

O Distrito Mandaçaia é um dos mais prósperos do município do Brejo da Madre de Deus, e mesmo assim, não existe segurança nenhuma, nem sinal de policiamento, com isso, Mandaçaia é hoje um alvo muito fácil para os assaltantes que tem diversas rotas de fuga.

LANÇADA A PROGRAMAÇÃO OFICIAL DO CARNAVAL 2013 DE PESQUEIRA, PE

Nesta quarta-feira, 30, foi finalmente divulgada a programação do Carnaval de Pesqueira. O secretário Igor Chacon comandou a solenidade de apresentação. Na oportunidade estavam presentes o vice-prefeito Luciano Benone, o Major Nunes, Comandante do Batalhão da PM, os delegados da Polícia Civil de Pesqueira, Dr. Bernardo e o delegado regional Gilberto Meira, as demais secretarias municipais através dos secretários ou representantes e a imprensa local e regional.

PESQUEIRA, Carnaval de todas as Culturas

PROGRAMAÇÃO OFICIAL

POLO CENTRAL – Praça Dom José Lopes

07/02 – Quinta-feira
Tarde
16h até 18h – Sérgio Amaral
Noite
22h – Trio e Banda Asas da América
22h até 00h – Arrochadeira de Maluco
01h até 03h – Orquestra Mileniun

08/02 – Sexta-feira
Noite
20h até 21h15m – Claudinho e Banda
21h30 até 23h – Vai D3
23h30 até 01h – Orquestra Henrique Dias
01h30 até 03h – Almir Rouche

09/02 – Sábado
Tarde
12h30 até 15h30 – Pagoboys (Quinteto Fantástico)
16h até 18h – Eduardo Melo e Banda
Noite
21h até 22h30 – Coral Edgar Moraes
23h até 00h30 – Chicafé
01h até 02h30 – Só Namorosidade
02h30 – Bloco Agito Pirata

10/02 – Domingo
Manhã
10h – Barca Maluca (Matinê infantil)
Tarde
13h até 14h – DJ Pyu
14h até 16h – Jorge do Sinal
18h até 19h – (a confirmar)
Noite
21h até 22h30 – Cristina Amaral
23h até 00h30 – Dudu Nobre
01h até 02h30 – Nonô Germano
02h30 – Chegada do Trio até 03h

11/02 – Segunda-feira
Tarde
11h até 13h – DJ Pyu
14h até 16h – NossaMarka
17h30 até 19h – Maestro Spok frevo
Noite
21h até 22h30 – Grupo Terra
23h até 00h30 – Tony Guarrido
01h até 02h30 – Marrom Brasileiro
02h30 – Chegada do Trio até 03h

12/02 – Terça-feira
Tarde
12h30 até 13h45 – DJ Pyu
14h15 até 16h15 – Banda Hit Massa (Banga)
17h30 até 19h – Ópera Banda Show
Noite
21h até 22h30 – Carlinhos Monte Verde
23h até 00h30 – Luciano Magno
01h30 até 02h30 – Chegada do Trio até 03h
(Está previsto mais uma atração, a confirmar)

Há atrações confirmadas para os Pólos do bairro do Prado, bairro do Xucuru, distrito de Mutuca e para o Papagaio Treloso.

Informa a Secretaria de Turismo da PMP

SINDICATO DIZ QUE MAIORIA TRABALHAVA NA BOATE KISS DE FORMA PRECÁRIA E INFORMAL

Segundo Rejane Carara Cabral, diretora do sindicato, também deve ser pedida uma indenização a ser paga tanto pelos donos da boate quanto pelas autoridades responsabilizadas pela tragédia. - Temos relatos de que os funcionários de carteira assinada ganhavam por fora. 

Fachada da boate após o incêndio
Foto: Divulgação
O que era declarado em carteira não correspondia, tanto em salário quanto em carga horária. Parece que havia uma espécie de acerto entre empregado e empregador, até por se tratar de um local que não funcionava todos os dias. E, nesses casos, o sindicato só fica sabendo em caso de rescisão, quando procurado pelo empregado.

Além disso, os donos declararam que, na hora da tragédia, trabalhavam menos pessoas do que havia de fato. Estávamos, inicialmente, com um número que variava de 18 a 22. Agora, pelo que apuramos, estamos em 35 pessoas - diz Rejane.

O presidente do Secohtur, João Christino de Campos, é categórico ao afirmar que a maior parte trabalhava na informalidade. Ele conta que, além de jornada de trabalho excessiva nos dias de casa aberta, os funcionários eram expostos a condições precárias de segurança e ruídos excessivos.

- Vamos tomar todas as providências necessárias. A maioria não tinha sequer carteira assinada – ressalta. Os dezoito funcionários que trabalhavam na boate e morreram na tragédia, segundo o Secohtur, são Andressa Ferreira Flores, Clarissa Lima Teixeira (de folga), Gabriela Corcine Sanchotene, Geni Lourenço da Silva, Janaína Portella (foi trabalhar no lugar da mãe, que lavava copos e repunha material de banheiro), João Aluísio Treuliebe, João Carlos Barcellos Silva (trabalhava na portaria, coordenando a entrega de comandas), Kellen Pereira da Rosa, Larissa Hosbach, Letícia Vasconcellos, Marfisa Soares Caminha, Michele Froehlich Cardoso, Natiele dos Santos Soares, Pamela de Jesus Lopes, Roger Barcellos Farias, Rogério Cardoso Ivaniski, Sandra Leone Pacheco Ernesto e Taíse Carolina Vinas Silveira.

Os outros dezessete sobreviventes são Érico Garci, Geovana Peres Rist, Mateus Feterman (hospitalizado), Marcelo Carvalho, Michele Schinaider, Luismar Madel, Fernanda Bitencourt, Gabriel Klein, Sandro Cidade, Juliano Paim, Brunna Claussem, Larissa, Kátia Giani Siqueira, André Lima, Fabiano Lopes dos Santos, Natalícia Portella e Fernanda Reis.

Ações individuais
Apesar do Secohtur falar em ação coletiva, o advogado Luiz Antonio de Freitas da Silva, que representa a família de Letícia Vasconcellos, uma das vítimas fatais, acredita que os casos tanto de indenização quanto os de direitos trabalhistas devem ser analisados individualmente.

Silva entrou no último dia 15, onze dias antes do incêndio, com uma ação trabalhista contra a Santo Entretenimento Ltda. (Boate Kiss), em nome de Vanessa Gisele Vasconcellos, irmã de Letícia, alegando ‘falta grave do empregador’. O processo tramita na 1ª Vara do Trabalho de Santa Maria. Vanessa trabalhou no local do dia 2 de dezembro de 2010 ao dia 10 de janeiro deste ano. Exercia, de acordo com o advogado, as funções de relações públicas, caixa e bilheteira. O defensor alega que sua cliente trabalhava no estabelecimento mais de 10 horas diárias, de terça-feira a domingo. O salário declarado em carteira de trabalho, no entanto, era menor do que um terço do recebido pela funcionária; a jornada declarada, de 20 horas semanais.

- Além disso, pelo que foi falado pela minha cliente e pela Letícia, antes da tragédia, a maioria dos empregados era ‘frio’, sem vínculo. Os que tinham carteira assinada possuíam contrato de trabalho fraudulento, com jornada menor que a realizada, remuneração abaixo do salário mínimo e sem adicional noturno, insalubridade, recolhimentos previdenciários e fundiários, décimo terceiro salário, entre outros – diz o advogado.

O advogado também representa a família da jovem Janaína Portella, de 19 anos, morta na tragédia. Janaína foi trabalhar no lugar da mãe, que passou mal no dia do incêndio.

- Ainda menor a Janaína trabalhava na boate, ajudando a mãe. Além da ação da Vanessa, também devemos entrar com uma post mortem da Letícia e da Janaína – conclui.

Informa a AGÊNCIA O GLOBO

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More