VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

domingo, 16 de abril de 2017

EM JOGO EMOCIONANTE, SPORT VENCE O NÁUTICO E FICA MAIS PERTO DA FINAL DO PE 2017

A informação é do Portal LeiaJá -

A Ilha do Retiro viu um jogo repleto de emoção na tarde deste domingo (16). Enfim, o Campeonato Pernambucano 2017 contou com um jogo vibrante, de agitar as arquibancadas, levando rubro-negros e alvirrubros a bater mais forte o coração. No primeiro jogo das semifinais entre Sport e Náutico, o Leão começou em busca do ataque, querendo a todo instante abrir o placar. Mas o goleiro Tiago Cardoso, relembrando os bons tempos de Santa Cruz, brilhou e evitou várias investidas leoninas. O Timbu, centrado em resistir, foi impiedoso quando se lançou contra a defesa do Sport. Ficou em vantagem no placar até os minutos finais do confronto. Mas um jovem atleta, que entrou na vaga do atacante André – que perdeu vários gols - , brilhou. Juninho marcou duas vezes para o Leão e virou o placar para 3x2.

Empurrado pela massa rubro-negra, o Sport deu calor no Náutico nos minutos iniciais da partida. Na primeira boa investida leonina, o lateral Mena bateu forte, mas Tiago Cardoso fez grande defesa e evitou o primeiro gol do jogo. Relembrando os velhos tempos de Santa Cruz, quando fechava o gol diante do Leão, o arqueiro fez mais uma bela defesa, aos quatro minutos. Rogério girou na área, bateu forte e Tiago salvou o Timbu.

A postura no Náutico, pelo menos nos minutos iniciais, se mostrou defensiva. Nem mesmo os jogadores de meio campo conseguiram fazer a transição com o ataque, justamente pela pressão rubro-negra no começo da partida. A resposta ofensiva do Timbu só veio após aos 20 minutos. Depois de um escanteio de Marco Antônio, a bola desviou na defesa rubro-negra e quase traiu o goleiro Magrão. Mas pelo lado do Sport, o atacante Rogério, instantes depois, tratou logo de responder: partiu pelo meio, clareou, bateu rasteiro e a redonda passou com perigo pelo canto de Cardoso.

As chances mais claras do Sport saíram por meio de duas participações do atacante André, uma após a outra. O ofensivo recebeu sozinho, conduziu até a meta alvirrubra, mas bateu muito fraco para a defesa de Tiago Cardoso, aos 33 minutos. Logo depois, um cruzamento da esquerda foi na cabeça de André, porém, ele meteu na trave e perdeu mais uma chance de abrir o placar.

E corroborando com a fase ruim do atacante André, mais um lance que poderia resultar em gol acabou sem sucesso. Aos 43 minutos, Samuel Xavier levantou na área, a defesa alvirrubra cortou mal e a bola sobrou livre para André. De frente para a meta do Náutico, ele bateu por cima.

O castigo contra as chances perdidas do Sport foi mortal. No final do primeiro tempo, após uma bela investida, o jovem Erick foi derrubado perto da ponta direita da grande área. A arbitragem viu falta. Dono da camisa 10 do Timbu, Marco Antônio foi para a cobrança, bateu com perfeição e abriu o placar para a festa dos torcedores alvirrubros que foram à Ilha do Retiro: 1x0.

A estrela de Juninho brilhou

Em desvantagem no placar, o Sport precisava do empate com rapidez no segundo tempo. O time do técnico Ney Franco começou a segunda etapa se lançado ao ataque, mas o goleiro Tiago Cardoso insistiu em salvar o Timbu. Na primeira investiga, Diego Souza deu ótimo passe para Rogério e o atacante teve a finalização bloqueada. Instantes depois, após bom cruzamento, o volante Fabrício cabeceou, mas Tiago Cardoso fez uma bela defesa.

De tanto insistir, o Leão conseguiu tirar da garganta o grito de gol. Aos seis minutos, depois de bate e rebate na área, Diego Souza chutou de bico, estufando as redes de Cardoso: Sport 1x1 Náutico. Empolgado pela massa rubro-negra, o time vermelho e preto teve a chance de virar o placar instantes depois. DS 87 subiu livre, mas cabeceou no travessão da meta alvirrubra.

O que muitos rubro-negros não esperavam era uma reação impiedosa do Náutico. A pressão exercida pelo Sport no primeiro tempo e o gol de empate na segunda etapa eram aspectos que credenciavam o Leão em busca da vitória. Porém, no mais puro sentido da expressão “clássico é clássico”, o Timbu se mostrou mais vivo do que nunca. Depois de um levantamento na área, a bola foi desviada por Erick e caiu nos pés de Anselmo. Esperto, o centroavante bateu na saída de Magrão e explodiu a torcida alvirrubra virando o placar para 2x1.

O segundo gol alvirrubro afetou o time do Sport. O Leão começou a errar passes, demonstrando nervosismo em algumas situações. O Timbu até teve a chance de ampliar o placar, mas esbarrou na defesa rubro-negra. E no final da partida, em um dos últimos suspiros leoninos, ele meteu a cabeça na bola após um cruzamento de Rogério e empatou o clássico. Logo depois, empurrado pela vibração da torcida vermelha e preta, o jovem atleta que entrou na vaga de André fez mais um. Ele girou para cima da defesa, chutou forte e fez 3x2 para o Sport.

FICHA DE JOGO

Competição: Semifinal do Campeonato Pernambucano

Local: Ilha do Retiro

Sport: Magrão, Samuel Xavier, Henriquez, Durvak e Mena (Lenis); Ronaldo (Everton Felipe), Rithely e Fabrício; Diego Souza; Rogério e André (Juninho). O técnico é Ney Franco.

Náutico: Tiago Cardoso, David, Tiago Alves, Páscoa e Manoel; Rodrigo Souza (Nirley) e Giovanni; Marco Antônio e Dudu (Maylson); Erick e Anselmo (Alison). O técnico é Milton Cruz.

Arbitragem: Wagner Nascimento Magalhães (RJ)

Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) / Emerson de Carvalho (SP).

Cartões amarelos: Mena, Ronaldo; Rodrigo Souza, Manoel

Gols: Marco Antônio; Anselmo / Diego Souza; Juninho   

Público: 15.082 torcedores

Renda: R$ 289.785

Imagem: LeiaJá Imagens

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More