VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

segunda-feira, 29 de maio de 2017

CHUVAS EM PERNAMBUCO DEIXAM 35 MIL DESABRIGADOS

A informação é da Folha PE -

O secretário executivo da Defesa Civil do Estado, tenente coronel Fábio Rosendo, afirmou nesta segunda-feira (29) que o número de municípios em situação de emergência é muito volátil em Pernambuco. Foi anunciado no início do dia que havia 15 deles em estado de emergência, mas, por volta das 10h, o número mudou para 14. Uma equipe da Defesa Civil foi enviada a Gravatá, no Agreste, que pode aumentar essa lista.

Decretaram emergência até agora: Água Preta, Amaragi, Barra de Guabiraba, Barreiros, Belém de Maria, Catende, Cortês, Gameleira, Jaqueira, Marial, Palmares, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito do Sul.

O número de desabrigados e desalojados também vai mudando de acordo com a chegada das equipes da Defesa Civil. às 11h já eram 35 mil. Essas pessoas estão sendo orientadas a se abrigar em escolas municipais e estaduais de cada cidade. O coronel não tem número de abrigos ainda. Sugere também que as pessoas recorram a parentes e vizinhos em melhor situação. O coronel Fábio Rosendo disse que há duas mortes confirmadas, registradas em Lagoa dos Gatos, que não está na lista das cidades em emergência.

De acordo com a Agência Pernambucana de Águas e Chuvas (Apac), as enchentes que ocorreram neste fim de semana (27 e 28) poderiam ter sido amenizadas se tivesse sido concluído em tempo o projeto de construção de quatro barragens depois das enchentes de 2010, que atingiram 68 municípios na região da Mata Sul.

Saiba como ajudar as vítimas das chuvas

Destas obras, apenas a barragem Serra Azul, no rio Una, foi concluída. As outras três barragens, que deveriam conter as enchentes do rio Panelas, riacho dos Gatos e Pirangi, não. O rio Una, na altura do município de Barreiros, Mata Sul do Estado, está há um metro de transbordamento. Ele corta o centro de Barreiros, e a área está em estado de emergência com o risco de inundação.

A previsão da Apac para esta segunda-feira (29) na Zona da Mata Sul é de tempo nublado com chuvas rápidas ao longo do dia, de intensidade moderada a forte. A quantidade exorbitante de chuvas não era esperada pela previsão da Apac. A população teme que a tragédia que começou neste fim de semana tenha um impacto ainda maior do que a de 2010.

Ajuda
Em visita a Pernambuco, neste domingo (28), o presidente Michel Temer anunciou que "se compromete" a agilizar a liberação de R$ 600 milhões para o Estado, via empréstimo do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para conclusão de obras preventivas de convivência com chuvas fortes.

Já o governador Paulo Câmara anunciou na tarde deste domingo (28) uma série de medidas em virtude das fortes chuvas que caem no Estado nas últimas 48 horas. A principal delas foi a decretação de estado de calamidade nos 13 municípios da Mata Sul: Amaraji, Água Preta, Barra de Guabiraba, Belém de Maria, Catende, Cortes, Jaqueira, Maraial, Palmares, Ribeirão, Rio Formoso, São Benedito, e Barreiros.

"Para terem ideia da gravidade dessas chuvas, aquela de 2010 que trouxe tanta destruição nas cidades da Mata Sul, elas em três dias corresponderam a 180 mm. Essa que se iniciou na sexta-feira em dois dias já atingiu 140 mm", ressaltou o governador. Foi ainda ressaltada a importância da barragem Serro Azul, que evitou um cenário pior.

Veja as medidas anunciadas pelo governador Paulo Câmara:

1. Instalação de Gabinete de Crise Central, no Palácio do Campo das Princesas
2. Emissão regular de alertas de chuvas e variação dos níveis dos rios
3. Deslocamento de 2 aeronaves sobrevoando às áreas atingidas
4. Convocação de todo o efetivo do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e PM para força tarefa nos municípios atingidos
5. Deslocamento de 3 equipes de saúde para a Mata Sul
6. Disponibilização de prédios para servir de abrigos
7. Ativação de escritórios do governo nos municípios atingidos, com efetivos da Defesa Civil, Bombeiros e Secretarias Estaduais
8. Publicação de Decreto de Calamidade nos municípios atingidos
9. Envio de Colchões, lençóis, cobertores, travesseiros, fronhas e lonas plásticas
10. Levantamento da situação dos acessos e estradas, através de equipes de engenheiros do DER e Sechab.

Imagem: Folha PE

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More