VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

quinta-feira, 28 de julho de 2016

DIA MUNDIAL DE COMBATE ÀS HEPATITES

A informação é do Portal FOLHApe -

Uma doença silenciosa e que pode levar à morte, a hepatite é causada por um processo inflamatório no fígado e, desde 2014, já acometeu 1.588 pessoas em Pernambuco, segundo a Secretaria Estadual de Saúde. O mês de Julho foi adotado pela OMS para alertar a população sobre os riscos da patologia e nesta quinta-feira, no Dia Mundial de Combate às Hepatites, várias ações estão previstas para atender a população.

Conhecido como Julho Amarelo, este mês foi adotado pela Organização Mundial de Saúde para alertar a população sobre as hepatites virais. As hepatites podem ser causadas por agentes virais, doenças genéticas e autoimunes, uso abusivo de remédios, álcool e outras drogas. Elas existem em cinco tipos, sendo as mais comuns no Brasil a A, B e C, esta última a mais grave.

O número de casos tem aumentado. Só em Pernambuco, durante o ano de 2014, 367 pessoas foram diagnosticadas com hepatite C. Já em relação a hepatite B, nos últimos cinco anos, o Estado registrou 240 casos. (O boletim epidemiológico de hepatite C de 2015 realizado pela SES não foi finalizado)

Confira alguns esclarecimentos do chefe do Serviço de Doenças Infecciosas e Parasitárias do Hospital das Clínicas, Paulo Sérgio Ramos: 

Qual a diferença entre a Hepatite A, B e C?
A transmissão da Hepatite A é pela via fecal-oral, ou seja, ingerindo água ou alimentos contaminados com o vírus. Hepatite A na maioria dos casos se desenvolve sem apresentar sintomas ou com sintomas leves, de forma que não se percebe da infecção. Quando apresenta sintomas, o enfermo pode sentir fadiga, náusea, vômitos, além de olhos amarelados, a urina escura e as fezes esbranquiçadas. Este quadro dura em média de duas a quatro semanas.

As Hepatites B e C apresentam uma evolução silenciosa, ou seja, a maioria dos indivíduos muitas vezes só apresenta sintomas décadas após a infecção, um quadro de cirrose hepática e maior risco de câncer de fígado. Elas podem ser transmitidas por relações sexuais desprotegidas, sangue contaminado e objetos com sangue contaminado, como por exemplo: agulhas para o uso de drogas, piercings e tatuagens, além de instrumentos utilizados em procedimentos de manicure. 

É comum a transmissão de Hepatite por meio de alicates e materiais utilizados para fazer as unhas? 
Não temos como determinar a frequência desta rota na transmissão da Hepatite C, mas é um dos meios de contaminação. 

Como podemos nos prevenir da Hepatite C?
Principalmente, não compartilhando agulhas e seringas que são a principal rota de transmissão, além de sexo protegido através do uso de preservativos e cuidados com a origem dos materiais e na inserção de piercing, confecção de tatuagens e materiais usados em manicures. 

Como podemos nos prevenir da Hepatite B? 
A hepatite B pode ser prevenida através da imunização com vacinas já no primeiro ano de vida ou durante qualquer idade em indivíduos susceptíveis a adquirir a doença. Além disso, ter relações sexuais protegidas através do uso de preservativos, não compartilhamento de agulhas e seringas, cuidados com a aplicação de piercing, tatuagens e materiais usados em manicures. Nesse último caso, de preferência, leve seu próprio material. 

Qual é o tratamento utilizado para quem tem Hepatite C? 
Atualmente, para grande parte dos casos, o tratamento se dá através da combinação de uma ou mais medicações antivirais por via oral e com grandes chances de cura.

Imagem: Reprodução da internet

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More