VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

domingo, 21 de fevereiro de 2016

DE VIRADA, SPORT VENCE O CLÁSSICO COM O SANTA CRUZ PELO PERNAMBUCANO 2016

Com informações do Blog do Torcedor -

Num clássico onde o Santa Cruz começou bem melhor, mas foi perdendo o gás e apenas observando o adversário crescer, o Sport venceu por 2×1, de virada, numa partida para lá de disputada neste domingo (21), na Ilha do Retiro. O gol de Grafite dava a impressão que o Tricolor levaria vantagem, mas os gols de Luís Antônio e Túlio de Melo, sempre ele, mudaram a história da partida. Com o resultado, o Sport tem seis pontos e está na quarta colocação. O Santa é quinto, com quatro.

O JOGO

Com ambas as equipes com duas alterações cada, o início da partida era decisivo tanto para Santa Cruz, quanto para o Sport se estabilizarem em campo. Sem contar com Samuel Xavier, contundido, Falcão apostou no zagueiro Ronaldo para a posição. No meio, promoveu a estreia de Gabriel Xavier com apenas um treinamento, sacando Éverton Felipe. Já o Santa perdeu a dupla de volantes titular, Wellington César e Dedé, os dois machucados. Lucas Gomes e Renatinho foram para campo.

Mas apesar de o Santa é que ter perdido a dupla de proteção da zaga, foi a defesa do Sport que começou mais exposta o Clássico das Multidões. Em menos de 10 minutos, os tricolores chegaram três vezes. As duas primeiras com chutes da entrada da área, primeiro com Grafite, nas mãos de Danilo Fernandes, e Wallyson, pelo alto.

Na terceira tentativa, o Santa atacou pela direita. No cruzamento, Danilo se chocou com Matheus Ferraz e um atacante tricolor. Na sobra, novo cruzamento, desta vez pela esquerda, que encontrou Grafite, livre, que só teve o trabalho de escorar.

O Sport desde o início do jogo continuou apostando na bola aérea. Salvo por um chute do estreante Gabriel Xavier, travado na hora pela defesa, as jogadas rubro-negra seguiram a cartilha do cruzamento em busca de Túlio de Melo. Aos 16, ele quase alcançou. Curiosamente, dez minutos depois, o primeiro lance de relativo perigo foi de outra forma. Luís Antônio teve espaço na intermediária e fuzilou. Tiago Cardoso foi obrigado a espalmar.

Após os 30 minutos, o Sport começou a se articular melhor no jogo, com Gabriel Xavier se posicionando pelo meio e Lenis pela esquerda. Foi dele, aos 32, a chance de empate mais nítida do Sport. O colombiano matou a bola dentro da área e com velocidade, girou. Chutou forte, mas em cima de Tiago Cardoso. Jogada que praticamente se repetiu aos 39 e novamente o goleiro tricolor levou a melhor.

Para não dizer que era algo pessoal, aos 45 de jogo foi a vez de Tiago Cardoso fazer um milagre não com um chute de Lenis, mas de Luís Antonio. Chute forte que obrigou o goleiro tricolor a se esticar felinamente para espalmar.

Foi a última jogada de um primeiro tempo que começou com o Santa Cruz melhor e terminou com o Sport perto, mas bem perto mesmo, do empate.

E do jeito que terminou, o jogo recomeçou, com o Sport mais ajustado. E não tardou para a bola que teimou não entrar no primeiro tempo, encontrar as redes. Se cada um sozinho não foi capaz de vencer Tiago Cardoso, a jogada do empate rubro-negro começou com Lenis, que cruzou para Luís Antônio marcar, aos 7.

Logo após o gol, o técnico do Santa Cruz teve que mexer no time. Primeiro, com a contusão de Allan Vieira, que cedeu lugar a Tiago Costa. Em Seguida, com Raniel na vaga de Wallyson. Alterações que não surtiram efeito e o Tricolor passou a viver de cada vez mais esporádicos contra-ataques, quase todos eles com Grafite.

E  atacante do Santa teve a chance de recolocar os corais na frente, por duas vezes. Na primeira, adiantado, ficou cara a cara com Danilo e chutou para fora. Logo em seguida, invadiu a área e chutou forte, mas o goleiro rubro-negro fez grande defesa.

Enquanto isso, o Sport começou a envolver o adversário, atacando pelos dois lados. A insistência surtiu efeito aos 35 minutos, quando Túlio de Melo, sempre esforçado, em vez de esticar o pescoço, esticou a perna e marcou o gol da virada rubro-negra.

FICHA DO JOGO

Sport - Danilo Fernandes; Ronaldo, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Serginho (Éverton Felipe), Rithely, Luís Antônio e Gabriel Xavier (Neto Moura); Reinaldo Lênis (Johnathan) e Túlio de Melo. Técnico: Paulo Roberto Falcão.

Santa Cruz - Tiago Cardoso; Vítor, Alemão, Danny Morais e Allan Vieira (Tiago Costa); Lucas Gomes, Renatinho e João Paulo; Wallyson (Raniel), Lelê e Grafite. Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Ilha do Retiro. Árbitro: Sebastião Rufino Filho. Assistentes: Clóvis Amaral e Elan Vieira. Cartões Amarelos: Gabriel Xavier, Túlio de Melo e Grafite, Gols: Grafite (9 do 1º), Luís Antônio e Túlio de Melo (7 e 35 do 2º). Público: 14.609. Renda: R$ 315.721,34.

Foto: Reprodução

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More