VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

sábado, 1 de agosto de 2015

SANTA CRUZ PERDE PARA O OESTE E SE DISTANCIA DO G-4 DA SEGUNDONA

Com informações do LeiaJá -

Sem a força necessária de um "time de guerreiros", o Santa Cruz acabou derrotado por "uma bola" no interior paulista. Sem grandes chances de marcar, por falta de criatividade e falhas individuais, o tricolor perdeu para os próprios erros e por felicidade de um chute espetacular de Rafael Martins, aos 36 da segunda etapa, no ângulo. Agora, terá que vencer suas duas próximas partidas em terras pernambucanas para seguir forte na busca pelo G4.

Sem emoção

Aos 6 minutos o Santa troca passes na entrada da área do Oeste. Lelê abre para Marlon na esquerda, que cruza com perfeição na cabeça de João Paulo. O camisa 10  tricolor cabeceia no travessão. Sinal de jogaço por vir? Não. Esta foi a única grande chance do jogo entre Oeste e Santa Cruz no primeiro tempo.

Com muita briga no meio de campo e pouca criatividade, os time fizeram uma primeira etapa sem emoção. Sem conseguir criar chances de gol, Oeste e Santa se destacaram apenas pela forte marcação, mas o time paulista ficou com a posse da bola  na maior parte do tempo. Pressionou a saída de bola do Santa que tentou sair com lançamentos, mas parou nos erros de passe.

Mas mesmo com a bola, o Oeste não conseguiu ameaçar muito. Precisou de uma falha do goleiro Tiago Cardoso para ter uma chance clara. Em cruzamento despretencioso vindo da direita, o paredão coral saiu esquisito para cortar na meia altura e espalmou nos pés de Fernandinho, que ficou na boa para abrir o placar, mas Néris entrou na frente do chute e salvou, justificando a titularidade.

O único chute do Santa Cruz no jogo foi de Anderson Aquino. João Paulo cobrou falta, que passou por toda a área e caiu nos pés do artilheiro coral, que cortou a zaga e chutou rasteiro, mas sem nenhum perigo.

Pouco volume e golaço

O segundo tempo do Santa Cruz até foi melhor. Colocou a bola no chão e dominou completamente o jogo, mas não pressionou o Oeste e não criou muitas chances. Sem contar com a inspiração de Anderson Aquino e Lelê, destaques contra o Bahia, apenas Luisinho (foto) estava bem no ataque. Renatinho, Bruno Moraes e Vitor, que entraram no segundo tempo, não conseguiram ajudar.

Novamente no início do jogo, o Santa chegou com muito perigo. Aos 5, Luisinho fez ótima jogada pela direita e deu passe açucarado para Anderson Aquino, que, dentro da área, se enrolou e não conseguiu nem chutar e nem dominar a bola, perdendo uma grande chance. O Oeste respondeu aos 15, quando em uma boa trama do ataque do time paulista Tiago cardoso fez a única defesa difícil do jogo inteiro, em chute de Fernandinho.

Aos 22 um lance polêmico poderia ter favorecido ao Santa. O juiz enxergou um recuo de bola para o goleiro Jefferson Romário, que não existiu, e marcou falta em dois lances dentro da área do Oeste. Mas o tricolor não aproveitou a chance e o chute nem chegou a ameaçar a meta do time paulista. Depois, aos 30, Luisinho foi lançado pela direita e passou como quis pela zaga do Oeste, mas a finalização sem muita força acabou sendo defendida com os pés pelo goleiro do Oeste.

O castigo pela ineficência e uma certa displicência por parte do tricolor pernambucano veio aos 36. Em uma jogada originada na cobrança de um lateral, Rafael Martins que havia entrado no segundo tempo, acertou um petardo de fora da área no ângulo da meta de Tiago Cardoso, sem chances para o goleiro tricolor. Oeste 1 x 0 Santa.

O Santa ainda ameaçou com João Paulo e Danny Morais, mas acabou mesmo derrotado e segue pressionado a vencer as duas próximas partidas, que serão disputadas no Recife, contra Botafogo - na estreia de Grafite - e Mogi Mirim, nos dias 8 e 11 de agosto, respectivamente.

Ficha do jogo:

Oeste: Jeferson Romário; Weldinho, Halisson, Ligger e Fernandinho; Leandro Mello, Renato Xavier, Patrick Silva (Paulo Henrique), Mazinho e Wangler (Rafael Martins); Junior Negão (Rodriguinho). Técnico: Roberto Cavalo.

Santa Cruz: Tiago Cardoso; Bileu, Néris, Danny Morais e Marlon; Moradei, Wellington Cézar (Vítor), Lelê (Renatinho) e João Paulo; Luizinho e Anderson Aquino (Bruno Moraes). Técnico: Marcelo Martelotte.

Local: Estádio José Liberatti, Osasco (SP).

Árbitro: Jailson Macedo Freitas (BA). Auxiliares: José Raimundo Dias da Hora e Marcos Welb Rocha de Amorim (ambos da Bahia).

Cartão amarelo: Halisson e Leandro Melo (Oeste)

Gol: Rafael Martins 

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More