VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

"ARRAESISMO" CONTINUA VIVO EM PERNAMBUCO

A informação é do Blog de Inaldo Sampaio -

Ontem completaram-se 30 anos da primeira eleição de Arraes ao Governo do Estado após seu retorno do exílio em 1979. Ele foi candidato pelo PMDB, partido que fazia oposição ao regime militar, e teve como principal opositor o hoje ministro do TCU, José Múcio Monteiro Filho, então secretário dos Transportes do governo Roberto Magalhães. 

De lá para cá Pernambuco teve apenas dois governadores fora do seu raio de influência: Jarbas Vasconcelos (que rompeu com o “arraesismo” em 1998 e se aliou ao PFL) e Joaquim Francisco, hoje abrigado no PSDB. O próprio Arraes voltaria ao Palácio das Princesas em 1995. E após as duas gestões de Jarbas Vasconcelos (1999-2006) seu neto, Eduardo Campos, ficou igual período no poder (2007-2014) e ainda conseguiu reunir forças para eleger Paulo Câmara em 2014. O “arraesismo” segue vivo no Estado porque nenhuma outra força política ainda se afirmou para desbancá-lo do poder.

Ontem completaram-se 30 anos da primeira eleição de Arraes ao Governo do Estado após a volta do exílio em 1979

A “incógnita” Bruno Araújo

Nas últimas três décadas, Arraes ficou 8 anos no poder e seu neto, Eduardo Campos, por igual período. Com mais 4 de Paulo Câmara, lá se vão 20 anos de mando do mesmo grupo político. O ministro Bruno Araújo (PSDB) estaria atento a isto e procurando viabilizar-se como candidato a governador em 2018, caso não seja “cooptado” pela Frente Popular para disputar uma das duas vagas no Senado.

Líder – O deputado André de Paula (PSD) deixou a Secretaria das Cidades do governo Paulo Câmara na expectativa de ser chamado para a liderança do seu partido na Câmara Federal com apoio do ministro Gilberto Kassab. Mas foi atropelado por Rogério Rosso (DF) que é quem dá as cartas na bancada.

Colapso – Triunfo (Sertão do Pajeú), uma das três cidades de Pernambuco com clima europeu, entrou em colapso total d’água para desespero e preocupação do prefeito eleito João Batista Rodrigues (PR).

Verdade – O presidente Michel Temer foi sincero ao admitir à TV Cultura que eventual prisão do ex-presidente pode criar um clima de “instabilidade política” no país, que não será bom para ninguém.

Vertical – Se o PSB fizer aliança com o PSDB em 2018 para apoiar Geraldo Alckmin à Presidência da República, essa mesma aliança será reproduzida em Pernambuco, por mais que as partes sejam contra.

Barreira – O deputado Roberto Freire (SP), presidente nacional do PPS, já está mobilizando colegas na Câmara Federal para tentar derrotar a PEC do senador Aécio Neves que institui a “cláusula de barreira”. Caso essa emenda constitucional seja aprovada, o PPS perderá o acesso à TV e ao fundo partidário.

Recurso – João Mendonça (PSB), prefeito reeleito de Belo Jardim, contratou um advogado do DF para recorrer ao TSE contra decisão do TRE-PE que indeferiu o registro de sua candidatura por ter uma condenação por improbidade administrativa. Ele garante que seu direito “é bom” e que vai ganhar a causa.

Religião – Três evangélicos foram eleitos à Câmara Municipal de Ipojuca nas últimas eleições, a saber: Irmão Ricardo (PTC), Irmão Genivaldo (PTN) e Pastor Rildo (PTC). Mas 16 candidatos foram derrotados mesmo pedindo votos com a Bíblia na mão: os “Irmãos” Abel, Tito, Betinho, Duda, Jó, Clécio, Cícero, Coca, Dinho, Cláudio e Sandro; o pastor Neto e as “Irmãs” Magaly, Mery, Lia dos Sem Teto e Joselita. Esta última não obteve nenhum voto.

Imagem: Reprodução da internet

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More