VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

sexta-feira, 10 de julho de 2015

GREVE DE SERVIDORES ATINGE 80% DAS AGÊNCIAS DO INSS EM PE, DIZ SINDICATO

Com informações do G1 PE -

A greve dos servidores ligados ao Sindicato dos Trabalhadores Públicos Federais em Saúde e Previdência Social no Estado de Pernambuco (Sindsprev-PE) começou nesta sexta-feira (10) e atinge o atendimento nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A paralisação é por tempo indeterminado.

De acordo com o sindicato, 80% das agências localizadas em Pernambuco pararam; 30% da categoria continua trabalhando, como determina a lei, para manter o serviço essencial -- que é, principalmente, a realização de perícias médicas. Na agência que fica na Avenida Mário Melo, bairro de Santo Amaro, área central do Recife, em média são atendidas 400 pessoas por dia. Hoje, esse número deve ficar em aproximadamente 100.

A orientação dos grevistas é que só compareçam às agências quem tiver atendimento agendado (o que é feito através do telefone 135). Em nota publicada no site do Ministério da Previdência, o INSS afirma que os beneficiários que não forem atendidos em função da greve terão seus compromissos reagendados -- veja íntegra da nota ao final da reportagem.

Desde terça-feira (07), os servidores em Pernambuco estavam atuando em regime de operação-padrão. O governo federal agendou uma nova rodada de negociação para o próximo dia 21, mas a categoria quer antecipar esse encontro.

No estado, são ligados ao Sindsprev-PE os servidores federais que trabalham na Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Receita Federal, Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e Hospital das Clínicas, que integra a Universidade Federal de Pernambuco. O atendimento nesses outros órgãos está mantido normalmente. A greve atinge as agências e as quatro gerências do INSS no estado -- no Recife e em Caruaru, Petrolina e Garanhuns.

De acordo com o sindicato, são 1,6 mil servidores em todo o estado. A média de atendimentos diários varia de acordo com o tamanho da cidade e das agências, indo de 50 a 200, por unidade. A maior parte dos atendimentos é na Região Metropolitana do Recife, onde são atendidas cerca de 180 pessoas por dia, em cada agência.

Reivindicações
A categoria quer índice de reajuste salarial linear de 27,3% já para o próximo ano. Eles explicam que a inflação deste ano já chega a 8,5% e a correção de 2016 seria apenas 5,5%. Além disso, eles dizem que já estão com uma perda salarial de 27,3%. Segundo o Sindsprev, o Ministério do Planejamento propôs um reajuste de 21,3%, dividido em quatro anos: 5,5% em 2016; 5% em 2017; 4,75% em 2018 e 4,5% em 2019.

As outras demandas são:
- Incorporação das gratificações ao salário: hoje, segundo o Sindsprev, cerca de 70% do salário dos servidores é de gratificação. No entanto, 50% dessa gratificação é perdida na aposentadoria. Por isso, muitos servidores com idade para se aposentar continuam trabalhando.

- Concursos públicos: para o Sindicato, o efetivo atual não é o ideal e o déficit seria de aproximadamente 10 mil servidores em todo o Brasil. Se os servidores com idade para se aposentar parassem de trabalhar, esse número subiria para 15 mil. Em Pernambuco, o déficit seria de aproximadamente mil servidores;
- Reestruturação das carreiras, com implantação de plano de cargos e salários; melhores condições de trabalho com melhoria na estrutura das agências.

O Sindsprev-PE também se queixa do modelo produtivista de concessão de gratificações por cumprimento de metas. De acordo com a entidade de classe, as metas são iguais para todos, e por isso, injustas, porque não consideram a idade ou das condições de saúde dos servidores.

Veja, abaixo, íntegra da nota divulgada pelo INSS:

"Sobre a paralisação dos seus servidores em algumas Unidades da Federação, o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS),  informa:

1) Os segurados que possuam agendamento para atendimento em uma Agência da Previdência Social (APS) e que não sejam atendidos em razão da paralisação dos servidores terão sua data de atendimento remarcada. O reagendamento será realizado pela própria APS e o segurado poderá confirmar a nova data ligando para a Central 135 no dia seguinte à data originalmente marcada para o atendimento.

2) O INSS considerará a data originalmente agendada como a data de entrada do requerimento, para se evitar qualquer prejuízo financeiro nos benefícios dos segurados.

3) A Central de Atendimento 135 está à disposição para informar quais as Agências onde não há atendimento em virtude da paralisação e para orientar os cidadãos.

4) O Ministério da Previdência Social e o INSS têm baseado sua relação com os servidores no respeito, no diálogo e na compreensão da importância do papel da categoria no reconhecimento dos direitos da clientela previdenciária e, por isso, mantém as portas abertas às suas entidades representativas para a construção de uma solução que contemple os interesses de todos".

Foto: Reprodução/TV Globo PE

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More