VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

quinta-feira, 21 de abril de 2016

IMPEACHMENT JÁ TEM MAIORIA NO SENADO

Com informações do Blog de Inaldo Sampaio -

Pelos levantamentos mais confiáveis, 48 dos 81 senadores são favoráveis ao impeachment de Dilma, 20 são contrários e 13 estão indecisos ou não opinaram. Sabendo-se que são necessários 42 votos (maioria simples) para que a presidente seja afastada do cargo por 180 dias, tudo leva a crer que o governo também perdeu essa batalha. 

É por esse motivo que o vice Michel Temer tem acelerado os seus contatos visando à montagem do futuro ministério. E na hora que ele sentar na cadeira de presidente, cercado de “notáveis” por todos os lados, é improvável o retorno de Dilma ao cargo quando do julgamento definitivo do processo por parte do plenário do Senado. E por uma razão lógica: como governar com o apoio de apenas 137 deputados? Temer tem sido cauteloso na escolha dos membros da equipe econômica, pois qualquer nome que escolher que não tiver a confiança do “mercado”, poderá botar tudo a perder.

Exigências – Para justificar o apoio do partido ao futuro governo de Michel Temer, o PSDB entregou-lhe uma carta com uma série de exigências. Umas são óbvias demais e nem deveriam constar do documento, como, por exemplo, a continuidade da Operação Lava Jato. Outras foram omitidas por oportunismo, como foi o caso da necessária e inadiável reforma da previdência.

Mercado – A maioria dos senadores que se dizem indecisos em relação ao impeachment são velhos conhecidos do “mercado” da política, ou seja, aguardam a direção do vento para depois posicionarem-se. Os três de PE já se definiram: 01 pelo impeachment (Fernando Bezerra) e 02 contra (Humberto Costa e Douglas Cintra).

Memória – Garanhuns ficou sem o “Festival de Jazz”, que caiu no colo de Gravatá, mas fará de hoje a sábado o festival “Viva Dominguinhos” para cultivar a memória do maior sanfoneiro do Brasil, que era de lá.

Filho – O ex-prefeito de Afogados da Ingazeira, Totonho Valadares (PSB), filiou um filho ao PMDB e vai exigir a vaga de vice na chapa do prefeito José Patriota (PSB). Se não obtiver, é racha na certa.

Mágoa – De passagem pelo Recife, Collor confidenciou a um ex-auxiliar que ficou com mágoa de Marco Maciel por ter votado a favor do impeachment dele, mas o tem na conta de um dos políticos mais probo do Brasil.

Rodovia – A via de contorno de Sertânia, que o Governo do Estado está construindo para evitar que centenas de caminhões passem todos os dias pelo centro da cidade em direção à Paraíba, poderá ficar pronta antes do prazo previsto: 18 meses. Tem só 6 km de extensão, mas será importantíssima para a cidade.

Ausência – Sílvio Costa voltou a despachar ontem no seu escritório político do Recife após uma pausa de 26 dias. Estava “plantado” em Brasília tentando ajudar Dilma Rousseff a livrar-se do processo de impeachment. Por seu estilo conflituoso e “brigão”, conseguiu arranjar na Câmara pelo menos 20 novos desafetos.

Ministro – Com o impeachment aprovado na Câmara Federal, Lula ser ou não ministro (da Casa Civil de Dilma) não fará nenhuma diferença. Ele foi nomeado por ela com duas finalidades: livrar-se da pena de Sérgio Moro e tentar evitar o impedimento. Ficou menor, politicamente, porque não é mais visto pela mídia internacional como um ex-operário que encantou o mundo.

Foto: Reprodução

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More