VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

sexta-feira, 15 de abril de 2016

SPORT VENCE O CAMPINENSE POR 1x0 PELAS SEMIFINAIS DA COPA DO NORDESTE

Com informações do JC ONLINE -

A “La Bombonilha” ferveu... Os rubro-negros fizeram uma bela festa na chegada do elenco ao estádio e depois nas arquibancadas, e o time retribuiu com vitória. Não elástica como se esperava, mas construída no apagar das luzes com um gol salvador do capitão Durval. Empurrado por 23.390 torcedores, o maior público do clube no ano, o Sport venceu o Campinense por 1x0, nesta quinta-feira (14), na Ilha, e arrancou em vantagem na disputa por uma vaga na decisão da Copa do Nordeste. Na volta das semifinais, domingo, às 16h, em Campina Grande, os comandados do técnico Paulo Roberto Falcão podem empatar que se classificam.

O JOGO

Mal a bola rolou para o primeiro tempo, o Sport tentou mostrar que quem dava as cartas na Ilha era ele. Marcou sob pressão e trocou passes em velocidade, buscando explorar a qualidade de seu quarteto ofensivo. No entanto, encontrava dificuldades para furar o bloqueio montado pela bem postada defesa do Campinense, com duas linhas de quatro. Por isso, a saída para os leoninos era explorar os chutes de longa distância. Foram três com menos de 20 minutos. Rithely, Christianno e Mark González obrigaram o goleiro Gledson a trabalhar.

Depois daí, o Sport perdeu ritmo. O excesso de passes errados no meio fez com que o time mal se aproximasse da área do Campinense. Para piorar, ainda afrouxou a pegada na marcação. Com isso, os paraibanos cresceram e foram buscando um ou outro contra-ataque, principalmente pelo lado esquerdo. Foi a vez de Bruno Corrêa e Filipe Ramon darem trabalho a Danilo Fernandes. Mas foram os leoninos, quando menos se esperava deles, que tiveram a melhor chance da etapa. Aos 45, o colombiano Reinaldo Lenis recebeu livre dentro da área, só que isolou por cima do travessão. Na saída para o intervalo, misto de aplausos e vaias da torcida para a equipe.

O segundo tempo iniciou com o mesmo roteiro do primeiro. O Sport tinha as rédeas da partida, mas não conseguia se aproximar da área do Campinense com a bola dominada. Mais uma vez, a saída foi os chutes de fora da área. O melhor deles logo aos 3 minutos. Um belo arremate de Mark González da intermediária defendido por Gledson. O time paraibano também assustou em um tiro de longe. Filipe Ramon cobrou falta aos 16 que saiu rente à trave direita.

A partida virou um verdadeiro toma lá da cá. Aí foi a vez de os goleiros aparecerem de maneira salvadora. Primeiro, aos 22 minutos, Gledson espalmou a escanteio uma bomba disparada por Rithely da entrada da área. Depois, aos 27, Danilo Fernandes pegou chute à queima-roupa de Adagílson Pitbull, em bela jogada individual que deixou a defesa rubro-negra falando sozinha.

A partida então ficou tensa. E o torcedor do Sport perdeu de vez a paciência aos 35 minutos, quando o técnico Paulo Roberto Falcão decidiu tirar Reinaldo Lenis para a entrada de Maicon. O coro das arquibancadas foi um só para o comandante: “burro, burro...”. O zero teimava em não sair do placar, até que aos 49 minutos Maicon foi a linha de fundo pela direita e cruzou para a área. O zagueiro Durval subiu mais do que todo mundo para escorar para o fundo da rede: 1x0 e festa na La Bombonilha.

Foto: Guga Matos/JC Imagem

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More