VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

quinta-feira, 26 de maio de 2016

IRREGULAR, SPORT PERDE E FIGURA NO Z-4 DO BRASILEIRÃO

Com informações do FOLHA PE -

A crise continua na Praça da Bandeira. No total, são sete jogos sem saber o que é vencer. Desta vez, o algoz foi o Internacional, que venceu por 1x0, nesta quinta-feira (26), em jogo realizado no Beira-Rio. Em três rodadas, o Leão soma apenas um ponto no Brasileirão da Série A e já figura na zona de rebaixamento. Pior: mostrou novamente um futebol bem abaixo do que é exigido na elite nacional. O treinador Oswaldo de Oliveira ainda terá muito trabalho para arrumar a casa a tempo de encarar o Corinthians, domingo (29), na Ilha do Retiro.

Foi um primeiro tempo ofensivo aos olhos dos amantes do bom futebol. Com muita marcação e pouca emoção, as oportunidades de gol foram escassas. Na tentativa de conseguir a sua primeira vitória sob o comando do Sport, Oswaldo apostou num esquema diferente do que 4-2-3-1 que vinha utilizando. Diante do Colorado, o comandante leonino apostou num tradicional 4-4-2, com Diego Souza atuando como uma espécie de segundo atacante, ao lado do improdutivo Vinícius Araújo. Se não mostrou ímpeto ofensivo, o Leão ao menos exibiu o mínimo de organização tática, coisa rara de se ver nesta temporada.

Porém, o primeiro chute a gol foi do Internacional, com Vitinho arriscando no começo da partida para a defesa tranquila de Magrão. Os visitantes demoraram exatos 37 minutos para exigir pela primeira vez trabalho de Danilo Fernandes. Em sobra na entrada da área, Serginho bateu forte e rasteiro para a boa intervenção do ex-goleiro do Sport.

Na etapa final, o Internacional enfim mostrou a que veio, com o Leão se mostrando assustado e retraído. Com menos de um minuto de bola rolando, Fabinho quase encobriu Magrão, mas o goleiro se recuperou. Aos seis minutos, Vitinho fez boa jogada pela esquerda e Andrigo parou novamente o arqueiro leonino. A pressão continuou e dois minutos depois foi a vez de William bater rasteiro e Magrão salvar novamente. Porém, no futebol também serve o ditado popular de que “água mole em pedra dura tanto bate até que fura”. Aos 12 minutos, em bola cruzada da esquerda novamente, Renê cochilou e Andrigo só escorou para abrir o placar.

Sem força ofensiva, Oswaldo de Oliveira esperou até os 22 minutos para fazer não apenas uma, mas todas as três alterações de uma só vez. Porém, pouca coisa mudou. A única chance surgiu aos 36, com Renê não conseguindo aproveitar bola ajeitada por Diego Souza. Antes, Samuel Xavier já havia salvado na linha uma finalização de Eduardo Sasha. Fim de jogo no Beira-Rio e continuação da crise na Praça da Bandeira.

Ficha do jogo

Internacional 1
Danilo Fernandes; William, Paulão, Ernando, Arthur; Fernando Bob, Anselmo (Gustavo Ferrareis), Fabinho, Andrigo (Nílton), Vitinho (Aylon) e Eduardo Sasha. Técnico: Argel Fucks.

Sport 0
Magrão; Samuel Xavier, Henriquez, Durval e Renê; Rithely, Serginho (Luiz Antônio), Gabriel Xavier e Éverton Felipe (Lenis); Diego Souza e Vinícius Araújo (Túlio de Melo). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Local: Arena Beira-Rio. Árbitro: Igor Junio Benevenuto (MG). Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (Fifa-MS) e Marconi Helbert Vieira (MG). Cartões amarelos: Vitinho, Paulão, Eduardo Sasha (Internacional), Vinícius Araujo (S) . Gol: Andrigo (aos 12 do 2ºT). Público: 28.751. Renda: R$ 891.140,00.

Foto: Williams Aguiar/Sport Club do Recife

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More