VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

sexta-feira, 27 de maio de 2016

PARTIDO DO VICE-GOVERNADOR FICA MAIS FORTE NO GOVERNO DE PERNAMBUCO

Com informações do Blog de Inaldo Sampaio -

Paulo Câmara reformulou ontem a sua equipe, abrindo mais espaços para o PMDB no Governo do Estado a fim de compensar a saída do PSDB/Democratas da Frente Popular. Em passado recente, os principais aliados do PSB em nível nacional eram o PT e o PCdoB. Hoje, esses dois continuam unidos em defesa de Dilma Rousseff e na oposição a Michel Temer, ao passo que o PSB, por sua direção nacional, dá “apoio crítico” ao governo, do qual se recusou a participar. 

Eduardo Campos, que era agregador, conseguiu fazer em Pernambuco o que ninguém antes dele sequer sonhou: juntar no palanque de Paulo Câmara, em 2014, do PCdoB ao DEM. No entanto, como frentes muito amplas geralmente não se sustentam, PSDB/DEM foram excluídos do governo e, para compensar a saída de ambos, o governador ampliou o espaço do PMDB, dando-lhe a Secretaria do Trabalho, e acomodou no segundo escalão o PP, o PDT e o Solidariedade.

Para compensar a perda do PSDB/DEM, Paulo Câmara ampliou o espaço do PMDB e acomodou no governo PP, PDT e SD

Fronteiras abertas

Michel Temer reuniu os ministros Raul Jungmann (Defesa), José Serra (Relações Exteriores), Henrique Meirelles (Fazenda), Eliseu Padilha (Casa Civil) e Alexandre Moraes (Justiça) para tratar de um assunto explosivo: os 15 mil km de fronteiras que o Brasil tem, completamente desprotegidos, o que facilita a entrada de drogas. Jungmann promete resolver a bronca, desde que lhe dêem os meios (dinheiro).

Frente – OPPL (Partido da Pátria Livre), sucedâneo do MR-8, foi a 12ª legenda a declarar apoio à reeleição de Geraldo Júlio (PSB), mas antes fez uma exigência: não coligar com o PSB na eleição proporcional. Se o fizer, seus dois candidatos a vereador, Alexandre Lacerda e Edna Costa, não têm chance de vitória.

Herdeiro – Antes de morrer, dois meses atrás, o ex-deputado Amaury Pinto (PR) aprovou a candidatura do filho, Marcelo, a vereador em Paulista pelo PSDB. O nº do filho será o mesmo que foi do pai: 45.300.

Golpe – Juliana Paranhos, presidente regional do PMB (Partido da Mulher Brasileira), dissolveu a comissão provisória de Petrolina. Será um partido a menos a apoiar Adalberto Cavalcanti (PTB) para prefeito.

Espaço – Eduardo da Fonte (PP) indicou o novo diretor do Porto do Recife (Flávio Gouveia) e teve participação direta na indicação do ex-ministro Gilberto Occhi (Integração) para presidente da Caixa Econômica.

Lepra – Independente de ser preso ou não pela Lava Jato, o ex-senador Sérgio Machado (PMDB-CE), que presidiu a Transpetro nos governos petistas, vai virar um leproso. Quem se arriscaria a visitá-lo sabendo que ele tem o péssimo hábito de gravar conversas reservadas e entregá-las ao Ministério Público?

Prensa – O deputado Ângelo Ferreira está quase cedendo às pressões do PSB para disputar a prefeitura de Sertânia. Vai para um retrocesso político e pessoal. Perderá a cadeira na Alepe e a chance de eleger-se federal em 2018. A notícia é do agrado de Zeca Cavalcanti (PTB), que não terá concorrente na região em 2018.

Cadeira – Próxima segunda, Danilo Cabral reassumirá sua cadeira na Câmara com a missão de reaproximar a bancada federal do PSB das teses históricas do partido. Pernambuco tem ¼ da bancada, mas corre o risco de perder a sua hegemonia na renovação do diretório nacional prevista para 2017. Essa hegemonia foi incontrastável nas gestões de Arraes e Eduardo Campos. Hoje, com Carlos Siqueira no comando, nem tanto.

Foto: Ag. Câmara

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More