VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

terça-feira, 31 de maio de 2016

NÁUTICO EMPATA COM O BAHIA FORA DE CASA PELA SÉRIE B DO BRASILEIRÃO

Com informações do Folha PE -

A vitória fora de casa ainda não veio para o Náutico na Série B do Campeonato Brasileiro, mas o resultado diante do Bahia, na Arena Fonte Nova, pode ser comemorado. Num confronto de muitas chances perdidas, o Timbu ficou no 0x0 com o Tricolor de Aço e conquistou o primeiro ponto como visitante. Com o resultado, os alvirrubros subiram para a 7º colocação com sete pontos e na próxima sexta-feira recebem o Joinville, às 21h30, na Arena Pernambuco. Enquanto os baianos estão na 5º posição com oito pontos e enfrentarão o Paysandu, novamente como mandantes, no mesmo dia, mas às 19h15.

Pela primeira vez na competição, o técnico Alexandre Gallo repetiu o time titular. Formação ofensiva no 4-3-3, porém, postura diferente, mais retraída por se tratar de um duelo fora de casa. O Náutico se defendeu atrás do meio-campo e usou a velocidade nos contra-ataques. Na prática, deu certo apenas uma vez. Maylson acertou um lindo lançamento para Rony entre os zagueiros do adversário. O atacante invadiu a área, mas, na frente do goleiro, chutou para fora.

O restante do primeiro tempo foi de pressão do Bahia. O goleiro Júlio César, o zagueiro Rafael Pereira e a trave salvaram o Timbu de ir para o intervalo atrás do placar. Mesmo com 70% de posse de bola, o Tricolor de Aço não conseguiu transformar o volume de jogo em gols. Renato Cajá, Edigar Junio e Juninho desperdiçaram as melhores oportunidades de inaugurar o marcador na Arena Fonte Nova.

A atitude dos visitantes foi completamente diferente no segundo tempo. Bom para o duelo que ficou aberto e com chances para as duas equipes. Logo no início, Hernane arrematou e a bola triscou a trave esquerda de Júlio César. Na sequência, dois bons momentos para o Náutico, mas não aproveitados. Renan Oliveira, que havia acabado de entrar, surpreendeu num chute de longe e Marcelo Lomba salvou em cima da linha. Depois, num contra-ataque rápido, Rafael Coelho recebeu livre na área e isolou a bola para longe da meta.

O técnico Doriva expôs sua equipe ao tirar Feijão para a entrada de Danilo Pires e colocou mais força ofensiva com Henrique na vaga de Edigar Junio. Gallo respondeu com Hélder no lugar de Maylson para equilibrar o meio-campo alvirrubro. O Bahia acertou a trave outra vez em cobrança de falta de Juninho. No rebote, Luisinho tinha a barra aberta, contudo, cabeceou para fora levando os torcedores a loucura.

Na medida em que o tempo foi avançando no relógio, o empate passou a ser um resultado interessante para o Timbu e a torcida tricolor perdeu a paciência. Embora o Náutico tenha valorizado o jogo para segurar o placar, poderia ter chegado ao gol. Contudo, os atacantes não souberam construir as jogadas na transição ofensiva diante da desprotegida defesa do Bahia. Nos minutos finais, os alvirrubros suportaram bem a pressão para garantir o importante empate na competição.

Ficha do jogo
Bahia 0
Marcelo Lomba; Tinga, Jackson, Eder e João Paulo; Feijão (Danilo Pires), Juninho e Renato Cajá (Zé Roberto); Luisinho, Hernane e Edigar Junio (Henrique). Técnico: Doriva.
Náutico 0
Júlio César; Joazi, Rafael Pereira, Eduardo e Mateus Muller; Gastón, Maylson (Hélder) e Bergson (Renan Oliveira); Rony, Rafael Coelho e Jefferson Nem (Taiberson). Técnico: Alexandre Gallo.

Local: Arena Fonte Nova (Salvador).
Árbitro: João Batista de Arruda (RJ). Assistentes: Carlos Henrique Alves de Lima Filho (RJ) e Daniel Vidal Pimentel (SE). 
Cartões amarelos: João Paulo (Bahia); Joazi, Rafael Coelho, Júlio César e Bergson (Náutico).
Público: 8.749. Renda: R$ 127.564,50.

Foto: Reprodução

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More