VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

quinta-feira, 18 de junho de 2015

BRASIL JOGA MAL E PERDE POR 1x0 PARA A COLÔMBIA NA COPA AMÉRICA

Com informações do NE10 -

Desorganizado do primeiro ao último minuto, o Brasil viu a invencibilidade sob o comando de Dunga cair diante da Colômbia na noite desta quarta-feira (17), no David Arellano, em Santiago, pela segunda rodada do grupo C da Copa América. O resultado deixou brasileiros e colombianos com os mesmos três pontos da Venezuela, que encara o Peru nesta quinta.

Para complicar ainda mais, Neymar arrumou uma confusão com o atacante Bacca após o apito final e terminou expulso. Como já havia levado o segundo amarelo vai cumprir dois jogos de suspensão. No próximo domingo, com a Venezuela, e numa prováel quarta de final. Lembrando que o jogo com os venezuelanos vale a classificação.

O Brasil não foi atropelado mas pediu, e muito, para ser no primeiro tempo. Faltou compactação em todo campo. Os únicos jogadores que tinham opção de passe eram os zagueiros Thiago Silva e Miranda. Do meio para frente, quem tinha a bola tinha que se virar, pois sempre via pela frente um ou até dois jogadores de amarelo - a Colômbia jogou com essa cor e o Brasil de azul. Com isso ficou até difícil chegar perto da área dos Cafeteros.

Esse espaçamento de todo time também se refletia negativamente na hora de se defender. Como não conseguiam diminuir o espaço, sobraram faltas. E não eram aquelas de tentar tirar a bola e encontrar as pernas do adversário. Eram de ir claramente no corpo do rival sem nenhuma cerimônia. Assim fizeram Fernandinho, Fred e até Neymar.

Já a Colômbia apostava em James Rodriguez bem no centro do campo, entre o meio e o ataque para fazer as ligações com lançamentos médios ou na bola parada. E usando dessa segunda opção ele iniciou a jogada do gol aos 35 minutos. O camisa 10 bateu falta na área e houve um pequeno bate-rebate até Murillo empurrar para as redes. O Brasil só reagiu no fim de etapa num cruzamento de Daniel Alves para Neymar tentar de cabeça. Ospina defendeu com as pernas. No rebote, a bola bateu no braço esquerdo do atacante brasileiro, que levou cartão amarelo. Foi o segundo, que o tira do jogo com a Venezuela, no próximo domingo.

Na volta para o segundo tempo, Dunga acionou Philippe Coutinho no lugar de Fred. Tecnicamente seria um ganho, mas o problema era muito mais difícil de ser corrigido porque a distância abissal entre um jogador e outro perdurava. Neymar ia para um lado, para o outro, passava pelo primeiro mas parava no segundo. Até que Murillo, o mesmo que fez o gol, resolveu dar uma mãozinha ao recuar horrorosamente para Ospina. Elias entrou na área e dividiu com o goleiro. A bola sobrou para Firmino fazer o que queria. E ele resolveu mandar por cima do gol.

Como o panorama sequer esboçava mudar, o jeito foi adotar a tática-clichê: enche o time de atacantes: Tardelli entrou no lugar de Elias. A Colômbia teve que recuar mais gente para impedir um bombardeio e só. Conseguiu deixando o Brasil na frente da área tocando de um lado para o outro e rebatendo quando alguém ousava em jogar a bola no meio da zaga.

Até Neymar pouco procurou o jogo. Recuava para buscar o jogo mas sempre cercado por dois não tinha o que fazer a não ser parar nos colombianos. Douglas Costa também entrou para tentar repetir o gol salvador do domingo mas não era o dia de ninguém. Se alguém se salvou da tempestade foi o lateral-direito Daniel Alves.

Ficha do jogo:

Brasil: Jefferson - Dani Alves, Thiago Silva, Miranda, Filipe Luis - Willian (Douglas Costa, 68), Fernandinho Elias (Diego Tardelli, 76), Fred (Philippe Coutinho, 46) - Roberto Firmino e Neymar. Técnico: Dunga.

Colombia: David Ospina - Camilo Zúñiga, Cristian Zapata, Jeison Murillo, Pablo Armero - Carlos Sánchez, Edwin Valencia (Alexander Mejía, 80) - Juan Guillermo Cuadrado, James Rodríguez - Teófilo Gutiérrez (Carlos Bacca, 76), Radamel Falcao García (Víctor Ibarbo, 68). Técnico: José Pekerman.

Local: Monumental (Santiago). Árbitro: Enrique Osses. Auxiliares: Carlos Astroza e Marcelo Barraza (trio chileno). Árbitro: Enrique Osses. Auxiliares: Carlos Astroza e Marcelo Barraza (trio chileno). Gol: Jeison Murillo (36 do primeiro tempo). Cartões amarelos: Fernandinho (33), Roberto Firmino (41), Neymar (45) e Teófilo Gutiérrez (19). Expulsões: Brasil: Neymar (depois do apito final) e Carlos Bacca (depois do apito final). Público: 44.008.

Foto: AFP

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More