VOCÊ FAZ O SUCESSO

VOCÊ FAZ O SUCESSO

BAIXE O APLICATIVO RADIOSNET E OUÇA A NOVA XUCURU EM TODO LUGAR; CLIQUE NA FOTO ABAIXO E SAIBA MAIS

sábado, 27 de junho de 2015

SPORT EMPATA COM A CHAPECOENSE E, TEMPORARIAMENTE, CONTINUA LÍDER DO BRASILEIRÃO

Com informações do Blog do Torcedor -

Pela segunda vez no Campeonato Brasileiro o Sport deixou a vitória fora de casa escapar nos minutos finais – a outra foi diante do Flamengo. O gol de Bruno Rangel aos 43 do segundo tempo tirou do Leão a vitória na Arena Condá, neste sábado (27), pela nona rodada da Série A. O resultado manteve o time pernambucano na liderança da competição agora 19 pontos, posição que pode ser perdida com a conclusão da rodada.

A promessa do Sport foi não só se defender com a presença do atacante Marlone no lugar do meia Neto Moura. E o time seguiu isso à risca sem abrir mão da marcação. Tanto Marlone quanto Maikon Leite pelo lado direito tinham a função dar marcar a saída pelos lados do campo. Depois da tradicional pressão inicial do dono da casa, o time encaixou a marcação no meio e passou a controlar o jogo.

Faltava apenas trabalhar mais a bola quando chegava perto da área. Inicialmente, os rubro-negros optavam pelo chute de longa distância. Tentou com Rithely, Diego Souza e Marlone, todos para fora. Os catarinenses só conseguiam assustar quando tinham bolas paradas perto da área.

A primeira grande chance leonina veio aos 25 quando Marlone cruzou rasteiro e André desviou levemente. A bola passou raspando a trave esquerda. Na tentativa seguinte, aos 28, Diego Souza bateu falta na área. Rithely se antecipou e cabeceou no canto direito de Danilo para fazer 1×0. Depois do gol o Sport recuava à medida que o tempo avançava até o jogo desenrolar-se totalmente no campo defensivo dos pernambucanos. A rigor, a Chapecoense não teve chances claras de gol mas rondou com perigo, abusando dos cruzamentos.

Os dois times voltaram para o segundo tempo com as mesmas formações. A intenção do Sport era corrigir apenas o posicionamento para roubar a bola um pouco mais à frente. Oscilou em vários momentos mas também teve chance de ampliar, como num contra-ataque aos sete minutos. Maikon Leite acionou Marlone, que entrou na área mas chutou fraco, facilitando a vida de Danilo.

A situação começou a melhorar quando Samuel entrou no lugar de André, já desgastado. O time da Ilha começou a perder menos bolas no meio de campo e a cruzar a linha divisória do gramado com a bola dominada e ensaiar os contra-ataques. Faltava acertar o último passe para deixar o atacante em condições de finalizar.

Por sorte dos pernambucanos, o time da casa não mudou muito a proposta de levantar a bola. Só chegou uma vez, e com grande perigo, quando acelerou o jogo por baixo num cruzamento rasteiro de Neto para Edmílson concluir por cima, cara a cara com Danilo Fernandes. De tanto martelar a Chapecoense chegou ao empate aos 43. Cléber Santana levantou na área e após Matheus Ferraz tentar cortar a bola sobrou para Bruno Rangel fuzilar sem chance para Danilo Fernandes.

Ficha do jogo:

Sport: Danilo Fernandes; Samuel Xavier, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rithely, Wendel e Diego Souza, Maikon Leite (Mike), André e Marlone (Neto Moura). Técnico: Eduardo Baptista.

Chapecoense: Danilo; Apodi, Rafael Lima, Neto e Dener; Elicarlos, Bruno Silva (Wagner), Cleber Santana e Camilo; Ananias (Maranhão) e Edmílson (Bruno Rangel). Técnico: Vinícius Eutrópio.

Local: Arena Condá, Chapecó (SC). Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhaes (RJ). Auxiliares: Dibert Pedrosa Moises (RJ) e Eduardo de Souza Couto (RJ). Gols: Rithely, aos 28 do primeiro tempo. Bruno Rangel, aos 43 do segundo. Cartões amarelos: Elicarlos, Diego Souza, Samuel Xavier, Wendell, Rithely e Marlone.

Foto: Reprodução

Comente com o Facebook:

0 comentários:

Postar um comentário

Share

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More